segunda-feira, 18 de novembro de 2013

'KO - Derrube o Judeu'

Com a malvadez e a eterna mania de se queixarem que lhes é peculiar, os malandros dos judeus parece que não estão a apreciar este novo e interessante desporto... Francamente!


12 de Novembro de 2013 - Crown Heights, Brooklyn - NEW YORK (CBSNewYork ) - A polícia de Nova Iorque está a investigar uma série de ataques contra judeus em Brooklyn. Pelo menos um dos ataques foi captado por uma câmara de vigilância. Alguns dos ataques podem ser parte de um jogo perturbador, revelou John Slattery, da CBS 2, nesta terça-feira  A polícia ainda tem que fazer o levantamento de todos os incidentes, mas divulgou um vídeo de vigilância que mostra um grupo a atacar um homem judeu. O vídeo mostra, a partir de ângulos diferentes, a vítima, um homem com um casaco com capuz, levar um murro. Um homem que não quis ser identificado disse que o seu filho de 12 anos de idade foi atacado da mesma forma. "É claramente antissemitismo", disse o homem. O homem de 64 anos disse que o seu filho, que estava vestido com roupa tradicional judaica, foi atacada na tarde da última quarta-feira em President Street.
"Bateram-lhe, com toda a força, no lado da face", disse o homem. A criança caiu no chão enquanto o grupo de 5 ou 6 adolescentes gritava histericamente, com alegria: "Acertámos-lhe!", disse o homem. O vídeo também mostra um homem judeu de 19 anos de idade, sendo atacado com uma soqueira.
"Ele transportava uma câmara cara. E eles atacaram-no a soco mas nada foi roubado", disse o rabino Yaacov Behrman. Um deputado de Brooklyn, Dov Hikind, disse que os ataques não são assaltos. Não se trata de dinheiro. Ele disse que as vítimas estão a ser atacadas porque são judeus. Behrman disse que acredita que os ataques são parte de um jogo perturbador 'jogado' por alguns adolescentes Afro-Americanos."Eles estão jogam um jogo do tipo 'KO - Derrube o judeu'. E percorrem o bairro em busca de judeus", disse Behrman.(...)
Daqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.