quinta-feira, 31 de maio de 2018

Obrigado a todos e até à vista!


Fazemos hoje 5 anos e meio. Por motivos pessoais vou fazer uma pausa (ou abandonar definitivamente este posto, ainda não sei). Não posso deixar de agradecer a todos os muitos amigos que exprimiram simpatia, partilharem conteúdos e colaboraram comigo.
Nestes poucos anos experimentei o que os judeus experimentam há milénios. Não vos conto muito, porque não vale a pena.
Por defender Israel, perdi todos os meus amigos - e dou muitas graças a Deus por isso, até porque arranjei outros bem melhores, não anti-semitas. Fui acusado de ser pago pelos lagartos espaciais zionistas e de ser um agente da Mossad (bem me pus a jeito, mas nem Mossad, nem "zionistas", nem família Rotschild, ninguém me deu um tostão).
A sério, amigos: há pessoas tão mesquinhas, que não conseguem conceber que alguém lute pela Verdade apenas pela Verdade, sem esperar lucros ou recompensas. E se diz bem de Israel, é porque está "vendido aos judeus", e mais uma clássica acusação coprofágica que me abstenho de repetir aqui e que parou assim que acabaram os comentários anónimos.
Algumas ameaças de morte, insultos para todos os gostos, ódio e perdigotos na cara, declarações tão abjectas que surpreendem até alguém que já não alimentava ilusões sobre a Humanidade, a confirmação de constar de certas listas sinistras, e tudo isto apenas aumentou a minha determinação em defender a Verdade.
Mais digo, que não fora o respeito que me merecem todas as religiões do Bem, e converter-me-ia ao Judaísmo, especialmente para chatear os anti-semitas, andando pelas ruas de kipá e tzitzit (o "chapelinho", e os "cordõezinhos" que os judeus ortodoxos usam à cintura).
Fui "acusado" de ser judeu. Acusação tremenda, está bom de ver! Se você disser que a água é formada por oxigénio e hidrogénio, as pessoas acreditam. Mas se você  for judeu e disser o mesmo, de certeza que é mentira.
Mas os aspectos positivos excederam largamente as reacções típicas de algumas bestas, perfeitamente espectáveis num blogue não politicamente correcto.
Há 5 mil anos, Deus fez um pacto com Abraão. Não sei se você acredita. Eu acredito. E os judeus observantes, os cristãos, e até os maometanos, acreditam também. Abraão aceitou empunhar o facho do monoteísmo e passá-lo aos seus descendentes.
Os descendentes de Abraão, não sendo "melhores" do que as outras pessoas, pois são seres humanos como os outros, têm sofrido a perseguição implacável, que corresponde à responsabilidade assumida. O direito à indiferença não lhes tocou ainda. Quanto mais esforços fazem para se apagarem como judeus, maior é a perseguição - veja-se o caso do Holocausto.



"Se sofrem tanto, se são tão perseguidos, algum mal fizeram..." - eis um dos mais belos e inteligentes raciocínios anti-semitas.
É exactamente o argumento que justifica o bullying sobre certos miúdos: eles são irritantes. Porquê? Porque existem!
"Ó senhor Juiz, eu assaltei aquela velhinha porque toda a gente a assalta!".
 "Então está inocente, bom homem! Vá em paz!".
Não é apenas inveja. É  mais profundo que isso. É  um traço inconfundível e determinante da natureza cruel e mesquinha dos arquétipos de Amaleque e Edom.

"Algum mal fizeram":

Nos nossos dias cumpriram-se as profecias, e os Filhos de Israel reconquistaram a soberania da sua Terra. E não voltarão a perdê-la.
É o Criador que o diz, não sou eu.
O vermezinho de Jacob persiste. TODOS os que os tentaram extinguir jazem no pó. E os que aí vêm também cairão.
É esse o destino de todos os que combatem contra Israel. 


“Eu farei de ti uma grande nação; abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu, sê uma bênção. Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra”

GÉNESIS 12:2-3.

Não gosta? Fale com o Deus de Israel, não fuzile o mensageiro. Nem culpe os judeus, coitados, que eles já nascem com esta sina. Se sente inveja deles por serem o "Povo Escolhido" (escolhido para uma carga de trabalhos, entenda-se), é facílimo: junte-se a eles, passe a ser um judeu e desfrute das mordomias!
De uma coisa pode estar certo - quanto maior for o seu ódio a Israel, e mais ferozes forem os seus ataques, maior será a sua queda! O Deus de Israel pode parecer um bocadinho austero, mas assim como assim, é o Único...


Lamento que os islamistas e comunistas do YouTube estejam sempre a retirar os vídeos. Tento repô-los, mas eles são um exército pago para censurar, e nós, a Resistência ao Islão e ao Comunismo, somos voluntários.
Não sei se os meus companheiros de blogue irão prosseguir - recomendo-os!
E re-recomendo os sites que estão na barra lateral.
Não se esqueça do nosso arquivo em construção:




Alguns destaques:






E outros canais do Youtube:



Este site foca os mesmos assuntos que nós e ainda mais, e merece muito mais visitas.

https://unitedwithisrael.org/es/

UNIDOS COM ISRAEL (em Espanhol)

A nossa fonte por excelência. Vale a pena visitá-lo todos os dias.


https://worldisraelnews.com/



PALESTINA LIVRE

Os terroristas islâmicos expostos. Vídeos traduzidos, retirados e repostos pelo teimoso autor!



Em matéria de contra-jihad, estes são os nosso preferidos, sem termos nada contra outros, que nem conhecemos, pois não temos tempo para tudo:



INSTITUTO MISES

Ludwig von Mises (que por acaso era judeu) foi chamado o Grande Cavaleiro do Liberalismo. Este site é precioso para a desprogramação do Marxismo que nos é imposto - na Constituição, nos media, na cultura popular e nos programas escolares.


Judaísmo

Israel sob fogo, jornalistas e outros terroristas...

- Fazemos hoje 5 anos e meio. Termino hoje as minhas postagens regulares aqui no AMIGO DE ISRAEL.
Obrigado por tudo,
João Oliveira aka Oliveira da Figueira


Na sequência de:

"Pedras contra Armas" - A Morte de Ronen Lubarsky


Chamas de mísseis disparados por islamistas "palestinos" são vistas na Faixa de Gaza (AP Photo / Hatem Moussa)

Milhares de israelitas em comunidades dentro do alcance dos mísseis da Faixa de Gaza passaram a noite de terça-feira em abrigos anti-bombas enquanto terroristas disparavam dezenas de mísseis.
 


Terroristas islâmicos em Gaza dispararam dezenas de mísseis contra comunidades no sul de Israel durante as noites de terça e quarta-feira.
Sirenes de alerta dispararam várias vezes durante a noite, despertando residentes no sul, que foram instruídos para se esconderem em abrigos. 
Uma casa na região de Eshkol sofreu um impacto directo, embora os habitantes estivessem protegidos. Nenhum ferimento foi relatado.
Apesar dos ataques, as escolas da região abriram na manhã de quarta-feira. Os autocarros escolares foram acompanhados por medidas de segurança.
Mais de 100 projécteis mísseis disparados contra civis israelitas desde segunda-feira de manhã, quando o ataque aéreo do Hamas começou.
O IDF enviou uma mensagem aos moradores de Gaza pedindo que eles rejeitassem a liderança do Hamas.
"O Hamas opta por agir contra os interesses dos moradores da Faixa e, depois de fracassar com os tumultos violentos ao longo da cerca de segurança, decidiu lançar e permitir o lançamento de inúmeros projécteis sobre cidadãos israelitas", disse o Exército em comunicado.
O porta-voz do IDF, Ronen Manelis, disse numa entrevista colectiva à noite que o Exército está a preparar-se para intensificar os ataques de retaliação se o Hamas e a Jihad Islâmica continuarem a atacar em Israel.
"O IDF está preparado para uma série de cenários, está determinado a agir contra agentes terroristas e continuará a cumprir sua missão de defender os cidadãos de Israel", disse o Exército.

- Traduzido e condensado de World Israel News.

Ouviu alguma coisa sobre mais este ataque com mísseis, o 3º em dias? Claro que não! Estes ataques não são sexy para os jornalistas. Não alimentam o ódio anti-semita e contrariam a agenda comunista, islamista e globalista.
Pode ter a certeza de que se Israel responder, eliminando alvos militares como sempre faz, os jornalistas todos estarão lá caídos, com ar dramático, para documentar o "genocídio"...
Mmm... Pedimos desculpa, mas  apareceu aqui um tiago com uma t-shirt do Che Guevara e uma catarina com o cabelo todo roxo, cheios de piercings, a fumarem enormes charros (baseados no Brasil) e estão a mostrar-nos esta foto, de um soldado israelita muito mau, a fazer maldades a um pobre árabezinho muito bonzinho e muito pobrezinho:



Ó Tiago! Ó Catarina! Essa foto é de um soldado norte-americano no Afeganistão, em 2011, como podem confirmar na vossa publicação de confiança The New Yorker! (Obrigado aos Inglorious Basterds, a propósito).
A única coisa que vocês apresentam, Tiagos e Catarinas, é a estúpida propaganda nazi PALLYWOOD! Ora visitem lá o site e confirm...
Olha! Já se foram embora! É sempre assim... Pensar faz tipo bué de dores de cabeça, 'tás a ver?
Os Tiagos e as Catarinas saem das suas casas de classe média/alta para protestar contra cenas, tipo 'tás a ver, mas sabem que o Mundo Livre é guardado por gente rude do campo, como por exemplo os soldados de Israel, que estão na primeira linha da guerra à barbárie islâmica.

Casas atingidas pelos mísseis, a reacção pacífica mas tenaz dos residentes, as imagens do local, abaixo. Coisas que a TV não mostra. Coisas que a TV lhe esconde, porque a TV apenas mostra PALLYWOOD!
 


Os mísseis disparados contra as comunidades no sul de Israel na tarde de terça-feira foram fabricados no Irão, revelou o IDF.
Os israelitas que moram perto de Gaza foram forçados a permanecer nos abrigos antiaéreos durante esta terça-feira, enquanto terroristas islâmicos da Faixa de Gaza continuaram a disparar dezenas de mísseis contra as comunidades judaicas no sul.

 

O IDF revelou que os projécteis disparados contra Israel foram feitos no Irão.

"A Jihad Islâmica Palestina é uma organização terrorista enraizada na ideologia iraniana", disse o porta-voz do IDF em comunicado. “Hoje, eles usaram armas feitas pelo Irão”.

Já em Março de 2014, a Marinha de Israel interceptou um navio Klos-C, no Mar Vermelho, que transportava um enorme carregamento de armas do Irão para o Hamas em Gaza.

O Hamas é apenas um dos procuradores do Irão, tal como o Hezbollah no Líbano, os Houthis no Iémen e outros.

"A ameaça dos mísseis iranianos estende-se do Golfo Pérsico, passando pelo Iémen, Síria e até ao Líbano e Gaza", declarou em Dezembro o embaixador de Israel na ONU, Danny Danon.

- Traduzido e condensado de World Israel News, com hiperligações no original. 

Aqui estão os soldados do IDF, a interceptarem mais um carregamento de armas do Irão para Gaza. É por isso que existe um embargo de armas para Gaza. Porque o mundo islâmico em peso envia armas para os gazanos matarem judeus em Israel:


E Israel é apenas 0,02% da área do mundo islâmico. E os islâmicos são 1 bilião e 800 milhões e os judeus em Israel 8 milhões. E os islâmicos nadam em dinheiro do petróleo e os judeus tiveram que levantar Israel da terra sozinhos, sem ajuda, e defender o seu país com paus e pedras contra os exércitos islâmicos aliados.


Onde está o Wally, perdão, onde está Israel?
(Não esqueça que o Irão quer começar pela destruição de Israel, mas não pretende poupar os outros "infiéis". Nós, aqui na Península Ibérica, estamos a seguir na lista de terras a reconquistar pelo Islão).

TRIIIIMMM... TRIIIIIMMM...
Mmmm... Só um instante, que temos o telefone a tocar. É o senhor Presidente da República da África do Sul, o Emérito Cyril Ramaphosa. E diz que "a culpa é de Israel, porque Israel invadiu e está a ocupar Gaza".

Vossa Excelência, Senhor Presidente Cyril Ramaphosa, que expulsou os diplomatas israelitas e pede o boicote global contra Israel, é apenas um dos cidadãos da África do Sul e do Mundo, que não sabem que Israel deu Gaza de mão beijada aos árabes em troca de paz. Como deu a Jordânia e a Península do Sinai. 
Vossa Excelência alimenta-se de PALLYWOOD e não ambiciona outra dieta. Aliás, o seu país tem um regime racista anti-brancos, é uma tirania e um inferno comunista, daí o seu amor aos terroristas.
Vossa Excelência é uma besta! Sem ofensa às bestas quadrúpedes, é claro.

Os mísseis disparados pelos terroristas de Gaza destruíram infraestruturas civis críticas que fornecem electricidade ao enclave costeiro.
Os mísseis lançados pelos terroristas em Gaza causaram sérios danos à infra-estrutura que fornece electricidade às comunidades no território controlado pelo Hamas, de acordo com um anúncio na terça-feira à noite da Israel Electric Corporation (IEC).

Edifícios residenciais na Faixa de Gaza ficaram sem energia. Pode levar dias até que as linhas possam ser reparadas para restaurar o fornecimento normal de energia a muitos moradores de Gaza. (...)
- Traduzido e condensado de World Israel News.

Viu isto na TV? Claro que não! O mais que verá serão jornaleiros da BBC, da CNN, do Al-Público, da Antena 1 ou a Globo, aos gritos e aos saltos, a dizer que "Israel deixa os Gaza às escuras"
Eles são parte integrante de PALLYWOOD! Eles são tão terroristas como o Hamas. Ou mais, porque não foram criados no ódio a Israel. Escolheram-no!
(Israel de facto deveria deixar Gaza às escuras. Israel fornece tudo àquela população. O Hamas confisca tudo e reverte para terrorismo. Mas Israel é um país OTÁRIO!).

A maioria dos moradores de Gaza mortos em tumultos eram filiados em grupos terroristas, segundo estudo


Na 'linha de frente' das manifestações violentas, havia também agentes do Hamas em trajes civis que desempenharam um papel central nos actos de violência e tentativas de invadir o território soberano do Estado de Israel.
Esses agentes foram "protegidos" por mulheres e crianças que foram enviadas pelo Hamas para a linha de frente para servir como escudos humanos.
- Traduzido e condensado de World Israel News, por  The Algemeiner.

Viu alguma coisa disto nas notícias? Claro que não!
Os jornalistas que andam no meio dos terroristas, com os seus coletes "PRESS", são apenas mais uma divisão de terroristas, encarregada da propaganda global PALLYWOOD.
O jornalista-terrorista James Foley experimentou a retribuição do seu apoio ao terrorismo. E perdeu a cabeça. Literalmente.

Os jornalistas sabem bem que os terroristas islâmicos do Hamas, da Jihad Islâmica, da Fatah, do Hezzbollah, se fazem passar por civis, se escondem atrás de escudos humanos e atacam Israel com todos os meios ao seu alcance, mas mentem ao Mundo:

Teatro do Absurdo do Hamas: "Canibais em Gaza"


História de autodestruição dos "palestinos"(...)
Os "palestinos" têm uma história triste de se prejudicarem enquanto tentam prejudicar Israel.

Agiram de maneira similarmente autodestrutiva durante a Operação Protecção-Limite no Verão de 2014, quando, por engano, bombardearam uma unidade eléctrica que alimentava Gaza.
Mais recentemente, multidões "palestinas" lideradas pelo Hamas atacaram e saquearam a passagem de Kerem Shalom e o seu terminal de combustível, o único ponto de entrada de combustível para Gaza e a única linha de vida que fornece produtos básicos a civis em Gaza.
Israel tem trabalhado sem parar para manter a travessia aberta e funcional, apesar dos ataques do próprio Hamas.
Graças a esses esforços, os navios de diesel e gás recentemente retomaram a transferência de suprimentos críticos de energia para a Faixa de Gaza, evitando uma crise de combustível.
“A coisa mais importante a saber é que essas pessoas que vieram para Kerem Shalom e demoliram o ponto de passagem não foram para lá sozinhas. Sabemos que o Hamas os enviou”, disse uma importante fonte de segurança israelita à JNS, no início deste mês.

- Traduzido e condensado de United With Israel.

Soube alguma coisa pela TV ou pelos jornais? Claro que não! Ou lá se iria a narrativa anti-semita!

Conselho de Segurança da ONU não pode chegar a um consenso para condenar os ataques "palestinos"


O Kuwait bloqueou a resolução americana, embora o Coordenador Especial da ONU para o Processo de Paz no Médio Oriente tenha denunciado os ataques com mísseis contra Israel. 
O Kuwait bloqueou uma iniciativa para condenar o ataque contra Israel iniciado pelo Hamas e pela Jihad Islâmica e propôs o seu próprio sistema, pedindo "medidas" para proteger os "palestinos".
O Conselho de Segurança das Nações Unidas realizou uma reunião de emergência na tarde de quarta-feira para discutir a barragem de mísseis disparados contra Israel pelos terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica.
No entanto, não foi possível chegar a um consenso sobre o projecto de resolução dos americanos condenando os ataques indiscriminados.
O Kuwait, membro do conselho não permanente, bloqueou a iniciativa. Tem a sua própria proposta à espera da consideração do Conselho de Segurança da ONU, que exige "medidas" para proteger os "palestinos" civis tanto em Gaza quanto na Judeia e Samaria.

Traduzido e condensado de World Israel News.

O Kuwait é um dos países que, a par com o Irão, mais financia o terrorismo islâmico global. E a ONU é hoje basicamente uma instituição destinada propagar o Comunismo e o Islão, e a destruir Israel.
Aproveitamos para informar os nossos leitores e amigos de que o socialista serventuário do Islão António Guterres, criado de mesa-chefe da ONU, está a jejuar nesta Ramadão:


Que lhe faça bom proveito, pois está gordo que nem um porco. Até pode ser que os maometanos o confundam com um, Inch' Allah!

"'Islamofobia' é a causa do terrorismo", diz Guterres, Chefe da ONU


..........................................

O Jornalismo é hoje uma classe de aldrabões profissionais.
Demonizar Israel, promover a islamização, esconder a realidade da jihad, é hoje em dia a profissão dos jornalistas.

Maometanos, juntamente com Catarinas e Tiagos, e outros dementes, em manifestação de apoio aos terroristas do Hamas, em Lisboa, durante a Operação Protecção-Limite. O Nazismo está vivíssimo! Apenas muda de pele, como as serpentes.

O que começa com os judeus, nunca fica pelos judeus. Após décadas de endeusamento dos terroristas e de condenação de Israel,  hoje na Europa já vivemos a mesma realidade que os israelitas.
Consulte a nossa secção HAMAS
para ler e ver os recentes capítulos de mais esta tentativa planetária islamista, comunista e globalista, de obliterar Israel e acabar com os judeus de uma vez por todas.

Descubra PALLYWOOD, a propaganda global anti-Israel!



Imagine que os jornalistas passavam a VERDADE sobre Israel nas Televisões! 
Nos vídeos abaixo: alguns exemplos das encenações dos jornalistas com os terroristas, para demonizarem Israel. 
Veja depressa porque os islamonazis do YouTube começam a apagar assim que nós publicamos (alguns deles já tivemos que retirar, pois ficaram "às escuras"):

 

Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará

Isaías 54:17
Toda a ferramenta preparada contra ti não prosperará

Isaías 54:17

"TODA A ARMA PREPARADA CONTRA TI, NÃO PROSPERARÁ"
Isaías 54:17

"Pedras contra Armas" - A Morte de Ronen Lubarsky

- Fazemos hoje 5 anos e meio. Termino hoje as minhas postagens regulares aqui no AMIGO DE ISRAEL.
Obrigado por tudo,
João Oliveira aka Oliveira da Figueira

.............................

"O que eu sei é que eles têm pedras e os israelitas têm armas". É o "argumento" de sempre dos inimigos de Israel, dos anti-semitas.
(Ah, sim! Absolutamente! É puro anti-semitismo tomar o partido dos terroristas contra as vítimas, quando as vítimas são judeus).
Quando na Europa os terroristas atacam polícias e militares à pedrada ou à facada,  poucos, têm o atrevimento de argumentar que é legítimo, porque os terroristas "têm apenas facas e pedras contra armas de fogo"!
Mas quando os terroristas atacam em Israel é esse o argumento. Desde que matem judeus, os terroristas são endeusados e as vítimas demonizadas.


A família Fogel foi massacrada nas suas camas, durante a noite, pelos valentes heróis das "pedras contra armas". Uma de muitas famílias massacradas por serem judeus.

A diferença entre a Europa e Israel, é que Israel, que também tem milhões de invasores muçulmanos dentro das suas fronteiras (tal como a Europa, os EUA, o Canadá, Moçambique, a Austrália, com as consequências que vemos diariamente) tem mais 1 bilião e 800 milhões deles ao seu redor, que se deitam e levantam a pensar apenas em matar todos os judeus.
E não têm "apenas pedras". Têm facas, carros, explosivos, metralhadoras, pistolas, mísseis, aviões, carros de combate, navios de guerra, exércitos completos com os quais tentam desesperadamente há 1400 anos desembaraçar o Mundo dos judeus.

No infantário aprende-se a esfaquear judeus:

 

 O Ocidente ama isto!


É tão fácil ditar sentenças quando nem se sabe localizar Israel num mapa, se desconhece tudo sobre o país e a sua História, e a única fonte de "informação" é a indústria da MENTIRA que é o "Jornalismo" dos nossos dias... 

Tal como prevíamos, os islamo-fascistas do YouTube/Google retiraram este vídeo; felizmente conseguimos guardá-lo:


Eles temem a VERDADE. Eles escondem a VERDADE. Eles odeiam a VERDADE.

Ronen Lubarsky foi mais uma vítima da Intifacada (visite a nossa secção) a campanha de assassinato de judeus dentro de Israel. Tinha 20 anos.


 “A morte dos Seus fiéis é dolorosa aos olhos de Hashem.”
Salmos 116: 15

Soldados israelitas transportam o caixão do soldado Ronen Lubarsky, que foi gravemente ferido durante uma operação na Judeia e Samaria, e mais tarde morreu dos ferimentos, durante o seu funeral no cemitério militar do Monte Herzl em Jerusalém em 27 de Maio de 2018. (Foto por Yonatan Sindel / Flash90)


Ronen Lubarsky, soldado das Forças de Defesa de Israel da unidade militar de elite Duvdevan, foi enterrado no domingo de manhã no cemitério militar de Mount Herzl, em Jerusalém. O jovem de 20 anos, de Rehovot, faleceu dois dias depois de uma grande placa de mármore ter sido deixada sobre ele durante uma missão para prender terroristas.
 
O IDF (Forças de Defesa de Israel) informou que ele usava o capacete quando foi atingido.

Clique AQUI para ver como os "palestinos" atacam as patrulhas do IDF deixando-lhes cair blocos de mármore em cima.
O vídeo é este, mas o Youtube está ao serviço do Islão e os seus censores são maometanos e comunistas, tal como os do Facebook e do Google, e por isso irão retirá-lo:



O Exército promoveu
postumamente Ronen ao posto de sargento.
O seu comandante, tenente-coronel A., chamou-lhe "filho de uma família de guerreiros, o sal da terra".
“Enquanto rezávamos ao lado do seu leito no hospital, a sua mãe apontou para os membros da família e disse: 'Eles são todos guerreiros, mas Ronen é o melhor'”, disse ele. "A mãe estava certa. Ele estava entre os melhores da unidade".


 Unidade de contra-terrorismo de Israel. Bravo, guerreiros!


O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, e o presidente Reuven Rivlin, entraram em contacto com a família de Lubarsky para expressar condolências. Netanyahu disse que as forças de segurança israelitas "chegarão ao terrorista, e o Estado de Israel irá levá-lo à justiça". 
O Ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, emitiu as suas condolências “à família de toda a nação de Israel” e elogiou a unidade Duvdevan - “uma das nossas unidades de elite, que realiza muitas prisões numa guerra sem fim”.
Durante a missão de Lubarsky, um membro de uma célula terrorista acusado de recentes tiroteios foi capturado, e mais dois outros no final do dia, com base em informações obtidas em coordenação com os serviços de segurança do Shin Bet.
O Exército observou que as operações na Judeia e na Samaria são perigosas e que as tropas são frequentemente atacadas durante operações, com objectos pesados, como móveis, frigoríficos e máquinas de lavar.

- Traduzido e condensado de BREAKING ISRAEL NEWS.


.........................................................................


"Armas contra pedras", não é?
Ser atacado por 50 mil demónios como estes, que gritam que querem arrancar e comer o coração dos judeus,  (clique e imagine-se lá) e tu, anti-semita, queres que os soldados israelitas vão, desarmados, enfrentar os terroristas!
Não te chega que o Exército de Israel seja o mais ético da História (e seja até regularmente condenado por isso!). Não! Eles devem ir de mãos nuas para o meio dos terroristas!



É isso que queres, não é, anti-semita? Não é, maometano? Não é, comunista? Não é, nazi? Não é, fascista? Não é, bonzinho da Rua da Paz?
Porque o que tu queres é isto:


Em 12 de Outubro de 2000, dois reservistas israelitas, não-combatentes (servindo como condutores), Vadim Nurzhitz e Yossi Avrahami, erroneamente passaram por um posto de controle israelita e entraram em Ramallah.
Ao chegarem a uma barreira da "Autoridade Palestina", os reservistas foram detidos pela polícia da AP e levados para a esquadra local.
Quando os  rumores de que havia soldados israelitas no prédio começaram a espalhar-se, uma multidão de mais de mil "palestinos" cercou o edifício, pedindo a morte dos dois israelitas detidos.
Logo depois, manifestantes "palestinos" invadiram o prédio - os dois jovens foram espancados, esfaqueados, estripados, e tiveram os olhos arrancados.
Um deles foi incendiado.


Um dos soldados foi atirado pela janela, onde a turba, agora levada a uma insana loucura sanguinária, o pisoteou, espancou, estripou e desmembrou, até que restou muito pouco para as suas famílias enterrarem…
Então, a turba arrastou os dois corpos mutilados. a Al-Manara Square, no centro da cidade, onde a multidão começou uma celebração da vitória.


Agora, 17 anos depois, Haitham Faiz Muari, um terrorista palestino condenado que participou no linchamento, foi discretamente libertado da prisão na quarta-feira e transferido para a Faixa de Gaza. Em 2004, Muari foi condenado a prisão perpétua pelo seu papel nos assassinatos dos soldados.
Um jornalista inglês filmou:


Esta semana, um tribunal militar chegou a um acordo com o terrorista num novo julgamento, que viu a sua condenação original por assassinato e as acusações reduzidas, e sua sentença de prisão baixada para 11 anos e meio. O terrorista já cumpriu 15 anos de prisão, pelo que foi libertado. (...)

 
O terrorista Haitham Muari (direita) foi libertado da prisão.



As vítimas: Yossi Avrahami e Vadim Nurzhitz

E não, anti-semita! Não cola, a falácia de que os árabes "apenas retribuem o mal que lhes fazem". Os árabes são invasores e colonos em Israel. É a propaganda PALLYWOOD, na qual TU acreditas, porque assim decidiste, que encena libelos de sangue contra os judeus.
No fundo, o que te incomoda, anti-semita (e não é por acaso que és invariavelmente ateu ou idólatra) é que  os judeus de fazem lembrar que Deus existe.
O que te incomoda, comunista, nazi, odiador de Israel, é que os judeus, ainda que tão humanos e falíveis como quaisquer seres humanos, salvem a vida de quem vive para os matar:



O que te incomoda é que os judeus, que trabalham arduamente e não são ricos (ao contrário do que diz a TUA eterna propaganda) sustentem milhões de colonos árabes cuja única finalidade na vida é odiar e matar judeus, e que até o mais simples soldado abdique da sua ração para alimentar crianças que a qualquer momento podem voltar com um cinturão de bombas para os matar. Bombas que TU pagas.

É isto que te incomoda, mais que tudo, anti-semita:

 

Os bandidos, os criminosos, odeiam as pessoas de bem. Os maus têm um ciúme doentio e incontrolável dos bons. É isso que te dói, anti-semita.

Que o Deus de Israel te acolha na sua Paz, Ronen Lubarky. Os teus inimigos não terão essa felicidade.