sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Calma! Eles só querem matar os Judeus!

Pre-Scriptum: Ontem voltámos a bater recordes de visitas e visualização de páginas. Jamais poderíamos imaginar que teríamos tanta gente a visitar-nos, quando resolvemos criar este blog, para servir de newsletter entre meia dúzia de amigos, que um dia descobrimos estarem completamente desinformados em relação a Israel e odiarem o pequeno país do Médio Oriente. Perdemos os amigos todos, mas ganhámos muitos outros! Obrigado!

Israel, para o ódio irracional dos seus muitos odiadores, é um monstro que «rouba» a terra toda aos pobres dos muçulmanos. Na realidade, é o pequeno pontinho encarnado, rodeado da mancha verde islâmica. E mesmo assim, o mundo muçulmano e os antissemtitas de todo o mundo, anseiam pela extinção do Estado Judaico e dos judeus. É por isso que estão em pulgas, excitadíssimos com o programa nuclear iraniano.

EUA alivia sanções se Irão suspender programa nuclear - Público


- Típica sexta-feira iraniana: ir à mesquita pedir perdão pelos pecados e a seguir uma bela manifestação de violência e ódio cego contra os eternos bodes expiatórios: Israel e Estados Unidos.

O público ocidental embandeira em arco com a boa vontade dos iranianos, não obstante a sua intenção sempre presente de destruir Israel e os Estados Unidos. Estranhas convicções, as dos que confiam cegamente em regimes tirânicos e desconfiam sistematicamente dos países livres e democráticos.

Alguns ocidentais, de forma calculista, vêem com bons olhos a entrega de Israel à fúria destruidora do Irão, achando que assim a "fera" fica definitivamente apaziguada. Grande erro de cálculo - para não falar das objecções morais de tal estratégia.

Sectores radicais da rua iraniana mostram o que o presente regime tenta diplomaticamente ocultar:


Iran burning US and Israel Flags

Protestos em Teerão com milhares de iranianos a cantar "..Morte a Israel e à América .. "

Iranianos tomaram as ruas aos gritos de "Morte a Israel" e "Morte à América" ​, enquanto procediam à tradicional queima das bandeiras dos dois países, depois das orações semanais em Teerão.  

As manifestações vêm em nítido contraste com a ofensiva de charme do novo presidente no Ocidente e as promessas de moderação. A rectórica vinda do presidente iraniano mudou, mas os factos no terreno continuam os mesmos.

Apelidando os EUA como arrogantes, desonestos, indignos de confiança e controlados pelos sionistas, o líder supremo do Irão, aiatolá Ali Khamenei, disse que "alguns" aspectos da viagem do presidente Hassan Rouhani à Assembleia Geral das Nações Unidas em Nova Iorque no mês passado "não eram adequados". Khamenei falou durante uma cerimônia de graduados do exército, onde disse estar pessimista sobre como lidar com o regime arrogante dos EUA, e prometeu uma resposta dura a "ameaças repugnantes". "Estamos pessimistas para com os norte-americanos e não temos nenhuma confiança neles", disse ele, 10 dias antes de os EUA e outras potências mundiais fazerem um novo esforço para negociar com o Irão sobre o seu programa nuclear não autorizado. 

 "O governo americano não é confiável, é arrogante e irracional, e quebra as  suas promessas", disse.


Mas vamos passar à acção:


Carta da United With Israel:
Caros amigos,
Estamos a contactar-vos para compartilhar algumas notícias trágicas sobre Irão. Hoje, o vice-ministro das Relações Exteriores do Irão disse que o grupo P5 +1 de potências mundiais, incluindo os Estados Unidos, "aceitou o quadro" das propostas feitas pelo Irão nas negociações de Genebra.
 O acordo vai alegadamente "desacelerar" o programa nuclear, em troca da flexibilização das sanções contra o Irão.
O primeiro-ministro Netanyahu disse que as propostas de Genebra "iriam aliviar a pressão sobre o Irão, em troca de concessões vazias que vão permitir que o Irão de mantenha a capacidade de fabricar armas nucleares". O P.M. de Israel classificou esta resolução como "um erro de proporções históricas", que deve ser completamente rejeitado.
Estamos de acordo com o primeiro-ministro Netanyahu. Apenas uma eliminação completa do programa nuclear do Irão é aceitável. Agora é o momento de manter a pressão sobre o Irão , aumentando as sanções.
Pedimos que assine a petição ao presidente Obama e aos líderes mundiais para manter a pressão sobre o Irão. Depois de o fazer, é fundamental enviá-la a todos os seus amigos por e-mail, facebook, twitter e outros meios.
 Clique abaixo para assinar a petição. Isso é urgente e Israel precisa de sua ajuda agora!Assine aqui -> http://www.stopiran.org
Se já tiver assinado, clique abaixo para compartilhar :http://www.stopiran.org/thankyou.php
Também pode encaminhar este e-mail agora mesmo para os contactos do seu catálogo de endereços.
A comunidade internacional deve manter a pressão sobre o Irão, impondo sanções mais duras e exigentes para que o seu programa nuclear ser completamente desmontado. Um Irão nuclear é uma ameaça não só para Israel, mas para todo o mundo livre. 
 Agradecemos a sua colaboração com a Unidos com Israel neste momento crítico.
 Com as bênçãos de paz ,
 A família "Unidos com Israel"

 
PS - Aqui estão algumas outras maneiras importantes de ajudar:
 CLIQUE ABAIXO PARA DOAR :https://donate.unitedwithisrael.org/

ENVIE UMA MENSAGEM AO PRESIDENTE OBAMA com as suas próprias palavras:Ligue para a Casa Branca em +1-202-456-1111
Envie uma carta ao presidente Obama -> http://www.whitehouse.gov/contact/write-or-call
Envie um e-mail - > http://www.whitehouse.gov/contact/submit-questions-and-comments
ASSINE A PETIÇÃO PARA MANTER A pressão sobre o Irão:http://www.stopiran.org 
United With Israel
8/19 Maor St.box 71530
Bet Shemesh , HaDarom
99623Israel
+972-2-533-7841

Ver também:  

O Irão e o futuro de Israel

Quem quer um Irão nuclear?

Um pouco das ligações perigosas entre Obama e a Irmandade Muçulmana.

2 comentários:

  1. Certos judeus também não batem bem da tola. Vejam a opinião deste Rabino:
    http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-4299673,00.html

    Islamization of Europe a good thing!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá em maluquice, Deus Nosso Senhor distribuiu bem as coisas bem :-) Os judeus têm fama (e proveito) de serem engraçados, e este maluco judeu faz jus à reputação do seu povo!

      Abraço!

      I.B.

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.