terça-feira, 28 de maio de 2013

Violência Religiosa

 

"Vaga de atentados em Bagdad faz pelo menos 66 mortes" - Presumir-se-ia que agora, após a saída dos EUA, a mortandade acabasse. Tanto mais que no entender de certa opinião pública bem-pensante, os EUA andaram pelo Iraque a alvejar indiscriminadamente homens, mulheres e crianças, enquanto mastigavam pastilha elástica e saqueavam poços de petróleo.

Um leitor do Público, afecto a essa opinião sobre a intervenção do "Grande Satã", exprime-se assim na respectiva caixa de comentários:

"É este o Iraque livre e democrático que os americanos libertaram e deixaram para a posteridade! As armas de destruição maciça, a maior mentira da história nos últimos tempos, estão à vista! Alguém sabe quantas dezenas se não centenas de milhares de vítimas já morreram no Iraque? E na Síria vamos para o mesmo caminho, com a vergonhosa atitude da Europa, ontem tomada".

Poupando-nos uma trabalheira, o Anónimo Antónimo responde assim:

"Xiitas e sunitas matam-se barbaramente depois da saída das tropas americanas e a culpa é dos EUA? Presumo que preferisse a situação anterior, quando o Saddam, para promover a união do povo Iraquiano, não hesitava em assassinar e torturar centenas de milhar de pessoas - os curdos que o digam. Mas claro, a culpa é dos americanos. Uma coisa é discordar da segunda invasão iraquiana - como eu discordo, e defendo a prisão de Bush, Rumsfeld e Chenney pelos actos criminosos que cometeram - mas daí a achar que não fossem os americanos e o povo iraquiano viveria fraternalmente, tudo beijinhos e abraços? Santa paciência".

As notícias vão caindo, diariamente, e as pessoas vão-se insensibilizando. Hoje 10 mortos, amanhã mais 10. depois de amanhã outros 10. Nesta segunda-feira, o mês de Maio assinalava no Iraque a horrorosa contabilidade de 503 mortos e 1273 feridos graves, e não foram norte-americanos que mataram e estropiaram, mas xiitas e sunitas entre si. O terrorismo islâmico tem por causa a RELIGIÃO. Ou melhor: um conceito bárbaro exclusivista de interpretara Religião. 

www.thereligionofpeace.com

Temos fanáticos religiosos no Ocidente também. felizmente não resolveram pegar em armas e matar "infiéis" ou quem não venere Deus de modo aos seus olhos "aceitável". É lamentável a violência verbal e o ódio, mesmo que não se traduza em ataques físicos. É pena é que a condenação social atinja todas as religiões... menos uma!


26 comentários:

  1. A situação anterior não parece tão ruim agora. Lembrando que o famoso massacre dos 148 xiitas aconteceu em 1982 em plena guerra Irã Iraque. E o PKK que até hoje luta contra Erdogan já foi financiado por Saddam Hussein. Não que Saddam seja um santo, tanto sunitas quanto xiitas apoiam o terrorismo você basicamente troca 6 por meia dúzia e quem mais acaba pagando o Pato são os cristãos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os cristãos, os yazidis, os judeus, os zoroastrianos, os hindus, os budistas... :(

      O problema é que o Islão não deixa alternativa. Intervir em país islâmico é pontapear formigueiro, mas eles não dão alternativa. Em breve será preciso parar o programa nuclear iraniano, p. ex..

      OdF

      Eliminar
    2. Sim eu sei, mas remover Saddam Hussein foi inútil pois agora o irão não só conseguiu mais um grande aliado como queria desde sua revolução islâmica como ainda permitiu que mais grupo terrorista surgisse. Os muçulmanos são todos iguais nesse quesito e mesmo se matando ainda se aliam eventualmente. Me pergunto se os sérvios que lutaram contra os bosniaks eram os verdadeiros vilões e não os muçulmanos. Mas enfim substituir Saddam e Gadaffi por algo democrático a eles é trocar 6 por meia dúzia. Sinceramente prefiro o Assad aos rebeldes porque minha preocupação é com os cristãos que não se matam entre si. Trump fez bem ao declarar em 2015 ser contra essas interferências pró . Quanto ao Irã só vigiamos por hora.

      Eliminar
    3. Concordo, Rogério. 6 por meia dúzia é na melhor das hipóteses, porque a generalidade desses países ficou pior. Obama apoiou os opositores de Assad, recebeu um Nobel da paz por isso (!!!) e abriu as portas do inferno.

      OdF

      Eliminar
    4. Exatamente é a melhor das hipóteses pois é possível ficar pior. Então ou você tem uma ditadura com pouco fundamentalismo e menos perigosa ocidente e pras minorias como a do Assad ou você tem uma Arábia Saudita da vida onde a Bíblia é ilegal. O Iraque e a Líbia ensinaram que democracia só é possível sem o islã. Não que alguém seja santo mas Gadaffi renunciou ao terrorismo e Saddam Hussein tinha um vice cristão. Os curdos também não são santos só olhar os objetivos e políticas do PKK. Israel é o único livre dessa maldição do Oriente médio onde ou é a Sharia ou uma ditadura nos moldes socialistas ou até mesmo ambos.

      Eliminar
    5. Gadafi e Saddam eram monstros, mas a experiência demonstra que quando há intervenção estrangeira, os maometanos esquecem todas as monstruosidades e se unem contra o "invasor". É triste ter que se assistir e nada poder fazer, mas não vejo outra via. A intervenção na Líbia pareceu-me desastrada (muita gente queria galões por levar a democracia à Líbia, outros tinham outros interesses, etc.). Já no Iraque, as ameaças constantes de Saddam não deixaram alternativa.

      Eliminar
    6. Sim eram monstros mas não são tão diferentes do Irã ou da Arábia Saudita e as monarquias do Golfo são todos monstros que no futuro terão que prestar contas a Deus, mas no momento temos que nos preocupar mais com o Ocidente sendo invadido e outras ameaças a nossa cultura judaico cristã do que com esse povo que infelizmente não é compatível com a democracia só nos resta orar por eles. Mas afinal Saddam Hussein era mesmo uma ameaça para o Ocidente ? Porque agora que ele caiu o Iraque tá um caos com sunitas e xiitas se matando e os cristãos fugiram para a Síria de Assad. Se puder mandar eu gostaria de uns artigos sobre a ameaça ao Ocidente que Saddam Hussein representava. Por que Gadaffi também já foi uma ameaça mas após o incidente do Iraque deixou de representar perigo a nós. Lembre se que o perigo não é apenas físico a Arábia Saudita exportar wahabismo via propaganda também é uma ameaça não apenas a nós e o Cristianismo. Mas de qualquer jeito acho que a luta contra o Assad é inútil e a Turquia do Erdogan é uma ameaça maior que ele, fora que as profecias bíblicas apontam para lá. As profecias bíblicas sobre o Anticristo apontam para Turquia e pro Iraque com o Irã como aliado. Se quiser depois mando um conteúdo sobre isso.

      Eliminar
    7. Concordo consigo. O mundo islâmico está em perpétua luta interna e em perpétua luta pelo califado global. Sobre a necessidade da invasão do Iraque esta análise parece-me acertada: https://www.youtube.com/watch?v=ZqN9rfWetcM

      Eliminar
    8. Depois de uns estudos concordo que retirar Saddam Hussein do poder foi mesmo necessário pra segurança do Ocidente mas isso não apaga os erros que os americanos cometeram:
      O primeiro e talvez o maior foi pensar que seria possível instalar democracias no Oriente médio isso é impossível com tantos muçulmanos que apoiam o terrorismo é impossível realizar tal ato por mais triste que seja.
      O segundo erro foi não ter removido apenas Saddam mas todo o seu governo e ainda desmontado o exército, sei que muitos membros do governo de Saddam eram potenciais terroristas inclusive muitos se tornaram mas o vice de Saddam Tariq Aziz que poderia ter assumido o governo após negociações com os americanos afinal ele é um cristão, não acho que poderíamos ter um novo Líbano com presidente cristão e um grupo terrorista como parte do governo contanto que os americanos ficassem lá. Colonização pode ser ruim mas os americanos permanecem mais tempo lá e com mais influência poderia trazer bons resultados. Se ao menos Saddam tivesse feito como Gadaffi viria a fazer anos depois o Iraque não teria sido invadido, a popularidade de Bush não teria caído e talvez os republicanos novamente e não os democratas teriam vencido em 2008, a primavera árabe talvez não ocorresse e hoje o Oriente médio estaria mais tranquilo.
      O terceiro talvez tenha sido executar Saddam pois embora ele merecesse ao fazerem isso não só o transformaram em mártir para muitos ainda por cima demonstrou uma hipocrisia gigantesca pois inúmeros outros cometeram ações iguais ou até piores que ele e continuaram e continuam impunes e isso inclui soldados de diferentes patentes americanos, inúmeros governos tanto aliados como inimigos dos USA, membros do governo dos USA e até mesmo as missões de paz da ONU, é muita hipocrisia julgar apenas os inimigos dos USA ou melhor os perdedores ao invés de todos os indivíduos envolvidos em violações de direitos humanos, geralmente apenas os perdedores enfrentam julgamento não que sejam santos mas os vencedores também podem ser terríveis. Parando pra pensar um povo que apoia um regime cruel também é cúmplice. Bom uma coisa é certa: A justiça humana pode ser falha mas a divina não é e no futuro teremos que dar conta do que fizemos se não mudarmos a tempo. Deus já é muito piedoso de nos dar uma vida inteira para nos arrependermos e mudarmos, o sacrifício de Cristo na cruz por nós é algo que não devemos esquecer, não importa o quanto tentem nos levar a ruína ou nos enfiar mentiras , claro que também não podemos forçar ninguém até porque não adiantaria de nada pro mais importante, porque uma conversão forçada ou por medo é inútil. Enfim o certo a se fazer é orar por todos embora ainda devemos agir como podermos.

      Eliminar
    9. Pois é, amigo. Em guerras, as coisas muitas vezes descontrolam-se. As missões de paz da ONU, sobretudo nos tempos do senhor Boutros Boutros Gali, fizeram atrocidades contra os cristãos africanos.

      Diz bem: os muçulmanos podem estar a sofrer horrores sob uma das suas ditaduras (não há países islâmicos democráticos, pois ambos os conceitos são incompatíveis), mas unem-se contra o infiel, mesmo que este os venha salvar.

      OdF

      Eliminar
    10. Um amigo meu que é judeu perguntou como Obama apoia o terrorismo se ele que matou bin Laden vou mandar aqui como foi:

      Kaio Damacena Porém Obama também é cristão...

      1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Obama parece mais um muçulmano praticando taqya.

      1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Kaio Damacena Obama é cristão protestante...

      1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Sua aliança com muçulmanos e popularidade entre eles demonstra o contrário

      1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Kaio Damacena Cara, você tem um pensamento muito ignorante como da outra vez... Você ter um pacto de paz com outra nação ou religião não mostra que você segue ela. O objetivo dos cristãos não é guerra com outras religiões e nações, e sim ter paz como elas.
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Mas o Obama é de esquerda e financiou terroristas, quase todo mundo aqui o odeia.

      1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Kaio Damacena Obama foi o principal líder que ordenou a morte de Osama Bin Laden... E outra, Obama foi um grande presidente nos Estados Unidos.

      Eliminar
    11. 1
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Você está brincando ? E a criação do Isis, retirada das tropas no Iraque, primavera árabe, acordo nuclear com o Irão, ocultar os documentos que comprovam ligação al Qaeda- irã , ser elogiado por Chavéz que disse que se fosse americano votaria nele, facilitar que o Hezbollah lavasse dinheiro com o trafico de drogas na américa, se reaproximar de Cuba, e espionar Trump e falsificar documentos ?
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Kaio Damacena Não me respondeu... Se Obama era defensor dos terroristas, como ele foi a pessoa que iniciou e deu fim a caçada de Osama?
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Kaio Damacena Obama era sim socialista, porém... Não descarta de ter sido um bom presidente... Embora Trump fosse melhor, mas ele não foi tão mal presidente.
      Gerenciar

      Curtir
      Mostrar mais reações
      · Responder · 1 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Do mesmo jeito que o Talibã assassinou diplomatas iranianos quase levando a uma guerra entre o Irã e o Afeganistão e mesmo assim teve suporte desse, do mesmo jeito que as nações árabes apoiaram Saddam Hussein contra o Irã e depois se juntaram a coalização americana, do mesmo jeito que o Sudão de Omar al bashir era financiado pela URSS mas ficou do lado dos mujahedins no Afeganistão, do mesmo jeito que no começo da guerra fria muitas Nações árabes eram inimigas de Israel e fantoches dos USA e do Reino Unido, do mesmo jeito que os partidos Baath da Síria e do Iraque eram rivais, do mesmo jeito que Gadaffi e os Assad mesmo tendo apoiado o Irã na guerra irão iraque junto com o presidente egípcio Hosni Mubarak que junto com a Siria Baath lutaram ao lado da coalização americana mesmo que a esposa de Mubarak tenha tido um jantar em sua honra feito por Saddam onde o criado cristão de Saddam foi assassinado pelo filho do mesmo como vingança por ele ter ajudado Saddam a conseguir outra esposa foram contra a invasão do Iraque pelos usa e lamentaram a execução de Saddam Hussein declarando luto e o considerando um mártir, do mesmo jeito que Lula é amigo do Irã e condenou a morte de Saddam, do mesmo jeito que o irã se opôs tanto a invasão do Kuwait quanto a reação americana logo após a guerra irã iraque, do mesmo jeito que o Egito de Gamal Abdel Nasser abrigou criminosos de guerra nazistas e ainda foi satélite da URSS, do mesmo jeito que os usa e a urss financiaram tanto o irã quanto o iraque enquanto ambas as coreias financiavam o irã e Israel vendia armas ao irã e dava o dinheiro pros usa financiarem os contra que lutavam contra o governo da frente sandinista na Nicarágua que havia derrubado a ditadura da família somoza, do mesmo jeito que a Jordânia sempre apoiou a causa palestina o que não impediu o setembro negro , do mesmo jeito que o Obama apoiou a irmandade islâmica no Egito, enfim .......

      Eliminar
    12. Na pagina do Lei Islâmica em Ação também tem um católico apoiando e defendendo o islão:

      Davi Menezes Isso não é verdade,usar ele não é obrigatorio,pq uma freita ou uma jovem em uma igreja que usa um veu sob a cabeça é normal,mas se for uma mulçumana ai dizem que ela ta sendo vitima da religião dela


      6
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Ocultar 15 respostas

      Lei Islâmica em Ação Amigo. No Irã e Arábia Saudita, é crime mulher não cobrir a cabeça. Isso é lei. E, na lei islâmica, o pai ou guardião (incluindo aí o marido) pode decidir como a mulher se veste, motivo pelo qual existem os 'crimes de honra' quando a família mata a filha ou esposa. Sugiro esta leitura. Abraços. http://infielatento.blogspot.ca/.../o-que-e-crime-de...
      Gerenciar

      O que é "Crime de Honra" e como ele difere de violência doméstica
      infielatento.blogspot.pe



      3

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Olha,prefiro isso do que as mulheres andarem parecendo como prostituas,e serem banalizadas sexualmente no funk por exemplo,tem que haver ordem mesmo,e por isso que o ocidente tem mergulhado na imoralidade

      3
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Lei Islâmica em Ação Davi Menezes Amigo, uma coisa não justifica a outra. Abraços. (Aliás, mostra o cabelo é ser prostituta?)

      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d · Editado

      Davi Menezes Krl,conheco mulçumanos,que tratam suas esposas como rainhas,muito diferentes de muito cristão que bebe e chega em casa porte e bate na esposa,nesses paises islãmicos que mulheres sofrem isso tudo são paises com o falso islã,como eu ja disse,o islã sofreu alterações por ideologias marxistas infiltradas na religião deles,fruto disso foi a seita Wahhabis,que é uma seita nova,nada legitima do islã do profeta Muhammad,tentem ler e estudar as obras de olavo de carvalho a cerca da historia do islã e sua influencia no oriente,vão entender oq estou falando


      3
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Não to falando de mostrar o cabelo,to falando de uma ocidental brasileira andar com um short qur mostra metade da bunda,de umas feministas brasileiras andarem semi nuas no carnaval,essas coisas sim é ser como prostituta,la não tem Isso,pois tem ordem,coisas que precisamos ter

      2
      Gerenciar

      Eliminar
    13. Rosilda Vieira da Rocha Não tenho nada cm isso más as freiras usam por opção não por obrigação:

      3
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Ocultar 25 respostas

      Davi Menezes Antes de julgar tenta perguntar de uma mulçumana pra saber a verdade,eu ja perguntei e elaa me disseram que usam pq querem e pq gostam,sem falar que o islã varia muito,assim como o cristianismo se dividiu entre catolicos e seitas protestantes eles tambem se dividiram,então esses"Radicais"nada mais são que os "protestantes neo pentecoatais"deles


      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Mulçumano significa submissão a Deus,como que isso não inspira confiança?
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Marta A. Fonseca Rosas Davi Menezes, está escrito no corão é lei pra eles (sharia). Não existe muçulmano moderado, eles se matam quando descobrem que o muçulmano não segue o que Maomé fez e mandou escrever.

      4

      Eliminar
    14. Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Marta A. Fonseca Rosas Não, Davi Menezes. Não se engane, Alá não é Deus.

      2
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes ALÁ é Deus sim,so muda o idioma,Alá é Deus em arabe,so isso,e se ler o alcorão la tem o livro dos profetas,a Torá,e até mesmo o evangelho dos apostolos de Jesus,então sim,é o mesmo Deus


      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Os tais terroristas que fazem atrocidades traduzem errado tais partes do alcorão,assim como protestante quando vai ler a biblia traduz errado e prega herezia,isso vai da pessoa



      5
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Os terroristas fazem parte de uma seita heretica chamada Wahhabis,que não tem nada haver com o islã sunita ou xiita,e se os os terroristas fazem parte do verdadeiro islã,pq o iraque, arabia saudita,jordania estão em guerra contra o hamas ou estado Islãmico?reflita

      3
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Susana Silva Isso é a tua amiga, pois eu já falei com mulçumanas e disseram me o contrario.
      Elas no fundo são infelizes.

      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Susana Silva Os islamicos que fugiram sao autenticos covardes pois deixaram para trás as crianças as mulheres, e a família.
      Os barcos que chegam tem 9 0% homens jovens e 10% sao as mulheres e crianças.
      No barco se metessem as crianças e as mães no meio elas nao caiam à água, eles até devem mandar um bebê para a água para chocar a opinião a favor deles.
      Se são tao bons pk os emirades Árabes, o quatar o etc...tantos países Arabes e ninguém os recebe ???

      3
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Lei Islâmica em Ação Davi Menezes Amigo, entre na página "My Stealth Freedom" e converse com as mulheres iranianas. https://www.facebook.com/StealthyFreedom/
      Gerenciar

      My Stealthy Freedom آزادی یواشکی زنان در ایران

      Comunidade
      1.091.232 pessoas curtiram isso



      4

      Curtir · Responder · 3 d · Editado

      Davi Menezes Lucy Nii a tora é um livro judeu,e dai?esta na biblia cristã tambem,e os cristão nem sempre amaram os judeus,so na tomada de jerusalem os templarios massacraram judeus,e nas inquisições espanholas e portuguesas judeus foram mortos,então por favor né,esse argumemto teu foi uma merda,e digo mais,JESUS ERA PALESTINO sendo que Belem se localiza na Palestina


      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Lei Islâmica em Ação Davi Menezes Amigo. O Wahabismo não é uma seita herege. A rigor, o Wahabismo é uma vertente da corrente fundamental do islamismo chamado Salafismo, no qual pretende-se viver como os companheiros de Maomé, imitando-o em todos os sentidos. Esta mentalidade é que justifica todas as invasões militares islâmicas após a morte de Maomé (ele próprio, um líder militar e político). Abraços.



      7
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Lei Islâmica em Ação Davi Menezes Não existe Torá e nem Evangelho no Alcorão.

      6
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Mohammed era um grande lider,e o oriente estava mais pacifico com o imperio otomano,depois dele que surgir esses grupos terroristas,tenta estudar o islã,de forma normal e não do ponto de vista que tu quer ver,e digo mais,atualmete o islã tem o wahhabismo e outras seitas terroristas pq ideologias socialistas se infiltraram na religião deles e alteraram coisas do alcorão,essas ideologias socialistas tentaram fazer o mesmo na igreja atravez da teologia da libertação,porem não tiveram tanto successo assim

      5
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Davi Menezes Existe sim,pq eu ja li,acontece quem os acrescimos do profeta Muhammad, e suas revelações,so isso


      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Eliminar
    15. Lei Islâmica em Ação Davi Menezes Amigo, pergunta, qual a tradução correta das suratas 9:5, 9:29 e 9:111?


      5
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Lucy Nii Simpático à ideologia terrorista.
      Pacífico???
      Porque você não conta pra gente o que Maomé fez à cidade de Medina.
      Porque não conta pra gente a respeito da esposa-criança desse pedófilo? "Se casou com Aisha quando ela tinha 6 anos, e a consumiu quando tinha 9 anos."
      Maomé disse: - Eu venci pelo terror.
      Quer comparar Maomé à alguém , compare-o à um monstro à altura.
      Genjis kan.
      Não vai nos enganar como engana esqueropata trouxa.


      5
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Alan Martinez Maomé era jihadista. Belém era localizada em Israel, só depois passou a ser território palestino. Jesus era judeu, mas rompeu com o judaísmo: Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja...

      4
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Roberto Elias Oliveira Amorim Alan Martinez jesus era Druso.

      2
      Gerenciar

      Curtir · Responder · 3 d

      Rogerio Barbosa Ferraz Junior Os muçulmanos consideram Jesus como profeta e não como Deus e filho de Deus, negam a trindade então não são irmãos de fé. Não existe Palestina esse é um nome dado pelo imperador romano Adriano I em homenagem aos filisteus. Grande parte do Mandato Britânico Palestino foi usado para criar a Jordânia. Irã, Iraque,Qatar, Líbia, Turquia, Egito, Arábia Saudita, Síria, Líbano,Sudão, Afeganistão ,Paquistão e sua "Palestina" tem um longo histórico de apoio ao terrorismo mundial além de muitos quererem o fim de Israel onde há liberdade.

      Eliminar
    16. Os debates são longos por isso mais uma vez tive que dividir em vários comentários

      Eliminar
  2. Eu lembro que a um tempo atrás antes de me aprofundar no assunto escrevi um textinho em um grupo sobre:
    Embora como cristãos devemos apoiar os USA que lutam pra estabelecer a democracia no mundo e agora com o Trump estão mais conservadores do que nunca acho que devemos sim criticar quando eles pisam na bola, ainda mais no oriente médio onde a vida dos cristãos já é tão difícil.
    Por exemplo: Saddam Hussein não era nenhum santo, ele era um ditador iraquiano, ele cometeu massacres contra minorias xiitas e curdas (não que essas minorias sejam santas também) e causou inúmeras guerras (Guerra Irã-Iraque, Guerra do Golfo) fora que também era inimigo de Israel (como muitas nações do oriente médio naquele período) e alguns dizem que representava um perigo enorme pro mesmo (embora não tenha sido encontradas armas de destruição em massa no iraque, eu já li uma vez que Israel as destruiu em um ataque a uma base militar) e ainda incitou um pouco o fanatismo religioso embora ele combatesse terroristas (apesar de haver alegações de que o mesmo abrigava terroristas, mas também diziam que ele tinha laços com a Al Qaeda o que acabou se confirmando como falso fora que os membros de seu partido após sua queda se juntaram a insurgência iraquiana se tornando terroristas e já li que o líder do ISIS Abu Bakr Al Bagdhadi era apoiante seu (e até já havia sido preso pelas forças americanas na época da invasão)) e tomasse medidas seculares, sem misturar muito a religião com politica (embora as vezes fizesse como alguns políticos brasileiros de colocar religião no meio de algumas coisas (o que acabou tendo resultados trágicos depois) (inclusive pagando a família de homens bombas mortos na guerra entre irão iraque (embora o irão também tenha usado até crianças bombas na guerra ).
    Mas será que invadir o Iraque foi mesmo uma coisa boa ?
    Saddam Hussein por mais cruel que fosse as vezes (fora que ainda era inimigo de Israel) era o que mantinha paz e estabilidade no iraque, e acima de tudo ele protegia os cristãos iraquianos, inclusive seu segundo homem de confiança e vice primeiro ministro do Iraque Tariq Aziz e seu guarda costas pessoal Kamel Hana Gegeo eram cristãos. Depois que Saddam Hussein caiu a vida dos cristãos iraquianos virou um inferno e muitos deles fugiram pra Síria de Assad onde foram bem recebidos. Embora Saddam tenha sido um pouco cruel as vezes,e dificilmente tenha sido salvo (até por que era muçulmano e portanto não cria em Cristo que é o essencial pra salvação do contrario talvez até haveria chance.) os cristãos iraquianos que foram por muitos anos protegidos pelo seu governo devem a ele.

    ResponderEliminar
  3. Lembrando que Saddam foi apoiado tanto pelos USA quanto pela URSS na guerra irã-iraque já que ambas as potencias da guerra fria temiam que a revolução islâmica que ocorreu no Irã e que derrubou o Xá Mohamed Reza Pahlavi (que inclusive era aliado dos USA) se espalhasse pelo oriente médio colocando em caos a região. pouquíssimos países apoiaram o Irã nessa guerra alguns poucos que ficaram do lado do mesmo foram a Síria governada por Hafez al Assad (pai do atual ditador sírio Bashar al Assad), (o que é irônico já que tanto o Iraque quanto a Síria eram governados pelo Partido Baah ou Partido Socialista Arabe, (que chegou ao poder em ambos os países por meio de golpe de estado onde Saddam e Hafez se tornaram ditadores com seus respectivos golpes Saddam em 1979 quando era vice presidente, e Assad em 1970 onde recebeu um certo apoio dos USA mas devido a sua hostilidade com Israel suas relações se abalaram um pouco e ele se alinhou a URSS) entretanto Hafez tinha uma rivalidade com Saddam (talvez por Hafez ser alaluíta uma corrente do islã xiita e Saddam ser sunita e preferir e favorecer os sunitas de seu país embora houvesse uma população Xiita grande (inclusive o próprio ayatollah Khomeini tentou motivar os xiitas iraquianos a fazerem sua própria revolução islâmica como havia sido feito no Irã (inclusive o Ayatollah Ruhollah Khomeini estava exilado no Iraque onde foi expulso por Saddam ( que mesmo assim felicitou o irã no começo logo após a invasão já que agora sem o Xá em cena Saddam poderia ser o homem mais poderoso do oriente médio)) ,) a coreia do norte (e por mais estranho que seja a do sul também) e ironicamente Israel que vendeu armas pro Irã, também teve alguns países que venderam armas pra ambos os lados como o próprio USA (teve inclusive o escandalo do caso irã-contras em que os EUA vendiam armas a Israel que depois as vendia aos iranianos e os USA ficavam com o pagamento que era usado pra financiar os rebelde anti comunistas na nicaragua os ''contras'' inimigos da Frente Sandinista Nacional que estava no poderm além de que figuras chave da CIA facilitaram o trafico de armas e as armas mais tarde passaram a ser trocada por reféns estadunidenses no irã durante a crise dos reféns americanos no Irã ) a URSS (que até se ofereceu pra ser mediadora caso houvesse algum acordo de paz mas o Irã tinha o lema do nem ocidente nem oriente ou seja deixando claro que não seria satélite nem dos USA e nem da URSS (como a maioria dos países árabes) ) o Brasil e alguns outros. a guerra deixou uma divida enorme pro Iraque que decidiu anexar o Kuwait pra ter acesso ao petróleo o que ocasiou a guerra do golfo.
    Mesmo na administração Trump atualmente, os USA ainda apoiam os rebeldes Sírios embora tenham parado de financiar os jihadistas. Mas será que isso realmente é algo bom ?

    ResponderEliminar
  4. vejamos o exercito de coalização Síria quer instalar um governo ''democratico''. o que é democracia pra maioria dos muçulmanos ou ao menos os conservadores (tanto aos terroristas quanto os que são apenas conservadores (ou seja os que realmente são muçulmanos ou seja que não são apenas culturalmente (como muitos cristãos no Brasil) mas sim realmente islâmicos ) ?
    a resposta é simples, um governo regido pela Sharia.
    e um governo regido pela Sharia é simplesmente péssimo para os cristãos.

    a Síria é habitada por inúmeras minorias religiosas (incluindo os cristãos) que são protegidas pelo governo Assad, inclusive o próprio Bashar al Assad é membro de uma minoria: os alaluítas (uma corrente do islão xiita o que explica a aliança entre Síria e Irã) (que já tentaram através de uma cara em 11 de Junho de 1936 pedir a frança (já que a Síria era até então um mandato francês) que criasse um estado independente pra eles como havia sido feito com os judeus, inclusive um dos que assinaram a petição foi Ali Sulayman al-Assad pai do já falecido ditador sírio Hafez al Assad e avo do atual líder sírio Bashar al Assad.) .
    Embora Assad seja anti israel e seja aliado do Irã a vida dos cristãos sírios será melhor com ele do que sem ele, se ele cair a Síria irá se transformar em um Egito ou em uma Arábia Saudita da vida e os cristãos irão viver outro inferno no oriente médio.
    Falando em Arábia Saudita por que os USA são aliados dessa nação onde o cristianismo é praticamente ilegal ?

    ResponderEliminar
  5. Mas continuando veja o caso do Egito. Embora a vida dos cristãos sempre tenha sido difícil no Egito, quando Hosni Mubarak estava no poder a vida deles estava melhor, já que suas politicas eram seculares, mas depois que ele caiu pros revoltados apoiados pelos USA instalarem um governo democrático a coisa só piorou.
    Mohammed Morsi foi eleito democraticamente ele disse que queria ser presidente de todos os cidadãos de seu país inclusive os cristãos coptas.
    Bom só tinha um problema: Mohamed Morsi era membro da irmandade muçulmana, que é basicamente um grupo terrorista ou melhor fundamentalista islâmico (um dos mais antigos alias que inclusive no período da segunda guerra até foi financiado pela Alemanha Nazista o que lembra da aliança entre o nazismo e o islamismo ) então já sabem a vida dos cristãos virou um inferno total, felizmente os militares deram um golpe e com isso a coisa se acalmou um pouco, a Irmandade Muçulmana passou a ser considerada no Egito uma organização terrorista e varias pessoas ligadas a ela foram presas, o problema é que os cristãos coptas foram acusados de estarem envolvidos na deposição do presidente democraticamente eleito e por isso continuaram e até hoje continuam sofrendo perseguição intensa.
    a Líbia até 2011 era governada por Muamar al-Gadafi (ou Kadafi ) um socialista árabe (uma ideologia que mistura socialismo com islamismo) que tinha apoio do presidente Vladimir Putin da Russia que pelo menos se diz cristão.
    Kadafi chegou ao poder através de um golpe de estado quando depos a monarquia Líbia do rei Idris I. Eu não sei bem como era a vida dos cristãos na Líbia de Gadafi. Muamar al-Gadafi não tinha relações boas com os USA inclusive até financiou algumas organizações terroristas. Muamar al-Gadafi era um socialista árabe ( ele até se inspirava em Gamel Abdel Nasser fundador do nasserismo uma mistura de nazismo, islamismo e socialismo, já que acolheu vários ex nazistas incluindo o grand mufti de Jerusalém que era amigo de Hitler e o havia ajudado a recrutar soldados e ainda sim conseguiu fazer do Egito um estado satélite da União Soviética, de fato o Egito parecia estar melhor com a monarquia derrubada em 1953 consequencia da revolução egipcia de 1952, analisando dessa forma, Gamel também se inspirou no golpe que havia ocorrido recentemente na Síria ) ou seja adotava algumas medidas seculares que diminuíam a influencia islâmica nas leis como Saddam no Iraque e os Assad na Síria e com isso se aliando a URSS/Russia e sendo anti americano e anti israel o proselitismo religioso é ilegal na Líbia. mas que a Líbia estava melhor com Kadafi não podemos negar já que depois que ele caiu em 2011 a Líbia virou o caos estando desde 2014 em uma guerra civil.

    ResponderEliminar
  6. Então será que foi uma boa ideia os USA e a Otan se intrometerem nesses países que estavam tão bem antes ? a administração de Obama fez com que o ISIS surgisse graças ao financiamento aos grupos Jihadistas e agora os USA sob a administração Trump vão ter que continuar na Síria pra acabar com o ISIS, embora seria bom se dessem ajuda ao governo de Assad como a Russia faz ao invés de ficarem apoiando rebeldes que querem instalar a Sharia ainda que de uma forma indireta (ou seja através de eleições)
    Acho que a única intervenção boa até o momento foi a no Afeganistão pra derrubar o talibã mas não se esqueça que os guerrilheiros que eram parte do Talibã foram financiados pelos USA pra lutarem contra o governo soviético no Afeganistão inclusive o próprio Osama Bin Laden tinha negócios com os USA.
    Entretanto a intervenção no Afeganistão também trouxe consequências negativas como o retorno da antiga pratica do Bacha Bazi que o taliban havia proibido (já que é uma pratica homossexual), felizmente leis mais severas pra punir os que praticam isso ( e dessa vez sem punir as vitimas como o taliban fazia) embora seja difícil já que vários homens de influencia, autoridades, políticos e militares praticam isso (inclusive os USA até haviam recebido ordens de ignorar isso).

    ResponderEliminar
  7. o governo soviético no Afeganistão obviamente não era perfeito mas deveria ser melhor que o governo Talibã tanto pra cristãos que são minoria por lá quanto pro resto da população.
    eu ainda acho que a opção melhor pro Afeganistão seria a monarquia que foi derrubada pelos esquerdistas mas por enquanto acho que o governo democraticamente eleito é o melhor por enquanto.

    Não se enganem eu sou Pró USA e totalmente Pró Israel e sei que muitos desses ditadores não iam muito com a cara de Israel mas que a vida dos cristãos desses países era melhor antes da intervenção americana isso é fato, e pra mim a vida dos cristãos é o mais importante.
    Eu sei também que muitos desses ditadores seculares são/eram socialistas mas a vida dos cristãos era melhor com eles (lembrando que não estou defendendo o socialismo, e se analisarmos veremos que o único socialismo desses partidos deve ser sua parceria com URSS/Russia e o fato de não deixarem a religião se intrometer demais na politica (já que secularização é comum em regimes socialistas assim como o culto a personalidade), mas diferente de outros países governados por socialistas esses não perseguiram cristãos algo meio irônico ainda mais por ser no oriente médio)
    Então eu fico com raiva quando eu vejo cristãos que acham certo os USA apoiarem os grupos rebeldes nesse tipo de conflito que se ganharem farão da vida dos cristãos um inferno.
    A Primavera Arabe embora seja comemorada por alguns como vitória da democracia e fim do autoritarismo no oriente médio foi uma verdadeira tragédia pros cristãos que vivem nos países atingidos por ela.
    Nesse caso eu deixo uma duvida pra alguns responderem se puderem: Um governo autoritário sempre será ruim ?
    Veja um exemplo: No império Otomano no ano de 1878 o sultão Abd-ul-Hamid II dissolveu o parlamento passando a governar de forma absoluta o que foi a causa da revolução dos jovens turcos em 1908 que depos o sultão e fez com que o império voltasse a ser uma monarquia constitucional.Entretanto umas das consequências da revolução foram os genocídios grego, assírio e armeno devido a politica de homogeneização cultural,limpeza étnica e acima de tudo perseguição ao cristianismo, lembrando que embora a vida dos cristãos fosse difícil no império otomano eles pelo menos tinham uma proteção não só por causa da tradição islâmica mas talvez também pelo seu grande numero (até por que a Turquia e a Grécia eram países de maioria cristã já que eram parte do império romano do oriente) embora ele tenha começado a cair com o passar do tempo. em 1922 o Imperio otomano foi abolido por Mustafa Kemal Ataturk e em 1924 o califado otomano também se foi, e a família imperial foi condenada ao exilio (semelhante ao que ocorreu no Brasil no golpe de 15 de novembro de 1889 que instalou a republica e em outros lugares onde a monarquia foi deposta por golpe de estado. um fato curioso é que o Brasil Império e algumas nações europeias tinha relações comerciais e acordos com o Império Otomano) embora anos mais tarde na década de 70 a lei do banimento ou melhor exilio foi revogada. Ataturk (que alguns dizem ter sido deísta ou agnostico)adotou politicas seculares (ou seja anti islâmicas como banimento do véu) mas isso não freou o genocídio armeno.
    E então cabe a vocês refletir se essas revoluções no oriente médio e a intervenção norte americana nos últimos anos tem sido boas ou não ? cabe a vocês refletir e responderem caso consigam.
    O Próprio Presidente Donald Trump criticou algumas dessas intervenções.
    Desculpem pelo texto meio longo.
    O texto ficou meio grande depois mando o resto.

    ResponderEliminar
  8. Esse canal é muito bom. Eu vi vários comentários negativos lá, vou mandar alguns:
    Eu me identifico muito com a direita mas chutar certas coisas pra baixo do tapete pqp né, isso não é a direita que acredito, tem q ser muito inocente pra crer que bush, obama queria uma democracia no oriente médio isto é que eles se interessavam pelo bem estar social dos arabes, é como acreditar que os sovieticos queriam o mesmo aos paises da cortina de ferro basicamente a mesma merda de inocencia dos liberais marxistas, ai quando falo q os verdadeiros dois lados da mesma moeda é a direita e a esquerda ai vem otario falar merda, quer uma prova clara de que esse negocio de querer democracia no oriente medio é papo furado? Veja a bagunça no oriente medio hj graças as ocupaçoes em busca de "paz" lá, veja o resultado dos países q eles derrubaram os "ditadores". Trocaram o q eles chamam de ditador por uma anarquia em varios paises do oriente medio, eles conseguiram a imigraçao islamica pelo mundo graças ao plano furado dessa agenda global, além do mais hipocritas pra caralho eles sempre odiaram arabes mas tem aliança com país mais radical e cabeça da liga arabe a arabia saudita e é ai q vc ve pq a siria esta tão fudida pois os sauditas nao gostam dos sirios por serem de uma vertente islamica mais livre e nisso a siria nao teve apoio da onu pra conter os revolucionarios tam pouco da liga arabe controlada por radicais de uma dinastia realmente opressora amiguinha dos yankees, os unicos que se levantaram pra ajudar assad foi a russia e os aliados ai os caras odeiam a russia mas não levantaram 1 dedo pra ajudar assad na epoca, vai me desculpar mas isso é a chamada direita q vcs acreditam, meu conceito de direita vai alem dessa coisa rasa, hipocrita e mentirosa.
    A verdade é que a invasão do iraque foi uma resposta ao ataque das torres gêmeas, que foi claramente uma ataque muçulmano e que até hj é vangloriado por islâmicos do mundo todo com o discurso de que o 09/11 foi uma resposta a historia dos eua, por que o iraque? pq Sadam era o muçulmano mais conhecido do mundo e tido como uma refencia para a tão sonhada união dos povos muçulmanos.

    ResponderEliminar
  9. https://www.youtube.com/watch?v=NIA7riMdFE4
     
    Mario Carmo1 ano atrás
    Bush filho foi o presidente americano mais burro de todos que já passaram por lá. Mesmo sendo conservador e do partido republicano, isso não o impede de ser burro. Consequentemente, a equipe que ele monta terá a tendência de ser burra também. O Iraque não tinha condições de estar produzindo armas de destruição em massa pois era um país que já havia sido invadido cerca de dez anos antes e tinha uma série de embargos econômicos vigentes. Não haveria dinheiro e tecnologia para que pudessem desenvolver armas nucleares que exigem grande capacitação técnica.
    Se tinham dúvidas quanto a isso, deveriam ter infiltrado agentes no país até conseguirem provas cabais da existência de tais armas, algo que nunca tiveram. Mostravam fotos de satélite com péssima definição informando que eram locais onde armas nucleares eram produzidas e estocadas.
    Essa guerra foi uma total perda de tempo pois, querendo ou não, Saddam Hussein mantinha os grupos extremistas islâmicos sob controle. Após sua queda, a quantidade de grupos extremistas que ocupam o território iraquiano aumentou bastante e aquilo, atualmente, é terra de ninguém. Óbvio que o 11 de setembro foi antes disso e também foi um grupo terrorista altamente  organizado que realizou esse ataque aos EUA, mas Bin Laden não tinha relação com o Iraque nem com Saddam.
    Mostrar menos
    Responder 1

     
    meusisto1 ano atrás
    Ainda existem tupiniquins defendendo invasões norte-americanas no outro lado do mundo, deixando os países um campo aberto para o ISIS, como foi o caso do Iraque? Hahahahaha

    ResponderEliminar
  10. Concordo consigo, Rogério. O seu texto não é longo, o assunto é que tem muito que se lhe diga.

    OdF

    ResponderEliminar

Os comentários estão desactivados pois o blogue está inactivo. As nossas desculpas por qualquer incómodo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.