quarta-feira, 29 de maio de 2013

5 para a Meia-Noite



 Zé Pedro Vasconcelos engraxou o sheik David Munir até à náusea

O sheik da Mesquita de Lisboa no 5 para a Meia-Noite a «explicar» que Islão significa «paz», que o terrorismo é «apenas uma pequena minoria» que o pratica, a ladainha do costume. Na assistência, expressões de puro embevecimento. Os comentários em rodapé só passam flores (mas os nossos não passaram). O animador não chegou a converter-se, mas pouco faltou...

O sheik «explicou» o crescimento do Islão com a beleza da religião e a facilidade de conversão, Esqueceu-se de mencionar que em muitas regiões do mundo a alternativa à conversão é a cabeça cortada!

Sobre a intolerância islâmica para com tratamentos artísticos do profeta Maomé, o sheik  quase arrancou lágrimas com a sua linda história de que o pacífico homem perdoou aos que lhe chamavam maluco...

Esqueceu-se por exemplo da Surat at-Tawba e do cumprimento rigoroso da mesma nos nossos dias:


"E quando os meses sagrados passaram, em seguida matareis os idólatras onde quer que os encontreis e capturá-los-eis e cercá-los-eis, e sentar-vos-eis esperarando por eles em cada local de emboscada. Mas se eles se arrependerem, deixá-los-eis ir em paz. Allah é Indulgente, Misericordiosíssimo. "- 09:05

"Combatê-los-eis. Allah vai castigá-los por suas mãos e vontade, desgraçá-los-á e dar-vos-á a vitória sobre eles e satisfará o povo crente e removerá a fúria dos corações dos crentes, e Allah se transforma em perdão para quem Ele quer, e Allah é Sapiente, Prudentíssimo. "- 9:14-15

"Lutai contra aqueles que não acreditam em Allah e que não aceitem Allah e o Seu Mensageiro  e que não adoptem a religião da verdade a quem foi dada a Escritura - combatê-los-ei até que paguem a jizyah voluntariamente, e eles serão humilhados. "- 09:29


"Ó Profeta, luta contra os infiéis e os hipócritas, e sê implacável sobre eles. E o seu refúgio é o inferno, e miserável é o seu destino." - 9:73

"Ó crentes, lutai contra os descrentes vossos vizinhos e deixai-los conhecer a vossa dureza. E saibam que Allah está com os justos." - 9:12


Munido de um gigantesco pote de graxa, José Pedro Vasconcelos puxava o lustro às babouches do David Munir, e tentava arrancar aplausos da assistência com tiradas como "Ó senhor sheik, hoje em dia andar-se na rua vestido de muçulmano é como ser padre católico e andar com uma criança de 6 anos pela mão!". Ninguém riu. Vá lá.

O 5 para Meia-Noite é um programa ligeiro, mas o habitualmente contundente apresentador só faltou agarrar-se às pernas do sheik e desatar a gritar "Não me matem! Não me matem!". Que é, de resto a posição de submissão ocidental. Até entrevistadoras medíocres conseguem melhor, Zé Pedro:




O sheik, sobre a violência islamista, disse muita coisa.  Nomeadamente que:

Errar é humano
Perdoar é divino
Acertar é muçulmano 
 
No comments...



Em matéria de sheiks que dão música prefiro a do Sheik Yerbouti:

 

2 comentários:

  1. "Islão" significa "paz" do mesmo modo que "treta"; isso é uma metira flagrante, mesmo do pontod e vista filológico!

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.