quarta-feira, 15 de maio de 2013

Um Gel de Israel







Invertendo a Paralisia com um gel restaurador

Algumas partes do corpo, como o fígado, podem regenerar-se após terem sofrido danos. Mas outras, como o nosso sistema nervoso, sofrem dano irreparável ou lento para recuperar, deixando milhares de pessoas com uma vida de dor, dificuldade de locomoção, ou mesmo paralisia.

Agora, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, incluindo o Dr. Shimon Rochkind de Faculdade de Medicina de
Sackler e do  Medical Center Sourasky de Tel Aviv, e o professor Zvi Nevo do Departamento de Genética Humana Molecular e Bioquímica da TAU, inventou um método para a reparação de nervos periféricos danificados . Através de um implante biodegradável em combinação com recém-desenvolvido Gel de Regeneração (GRG), que aumenta o crescimento do nervo e cura, a funcionalidade de um nervo rasgado ou danificado, pode ser restaurada.Este projeto inovador agora está a ter reconhecimento internacional. Os sucessos iniciais foram relatados em vários congressos científicos recentes, incluindo a Federação Mundial de Sociedades Neurológicas e a Sociedade Europeia de Neurologia. E a terapia, já testada em modelos animais, está a poucos anos de distância de uso clínico, diz o Dr. Rochkind.

Um nervo é como um cabo elétrico. Quando cortados ou danificados, a potência pode não ser transferida e o cabo perde a sua funcionalidade. Da mesma forma, um nervo danificado perde a capacidade de transferir sinais de movimento e sentimento através do sistema nervoso.Mas o Dr. Rochkind e Prof. Nevo encontraram uma maneira de suprir a lacuna. Neste método, duas extremidades cortadas de um nervo danificado são reconectadas através da implantação de um tubo biodegradável suave, que serve como uma ponte para ajudar o nervo a conectar. O gel inovador que reveste o interior do tubo de alimenta o crescimento das fibras nervosas, estimulando o nervo para reconectar as extremidades cortadas através do tubo, mesmo nos casos com danos nos nervos em massa, diz o Dr. Rochkind.


A chave está na composição do gel, dizem os pesquisadores, que tem três componentes principais: anti-oxidantes, que apresentam propriedades anti-inflamatórias elevadas; peptídeos sintéticos, que atuam como uma ferrovia ou pista para as fibras nervosas crescerem, e ácido hialurónico, vulgarmente encontrado no feto humano, que serve como um tampão contra a secagem, um perigo importante para a maioria dos implantes.


- Comentou alguém que enquanto no mundo se conspira para a destruição de Israel, o Estado Judaico não tem problemas em oferecer os seus serviços ao mundo (o que deve encerrar, obviamente, sinistras intenções).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.