quarta-feira, 9 de julho de 2014

Mundial - ameaça de bombardeamento!




Agora que a Islam All Stars (vulgo selecção francesa) foi eliminada do Mundial, os muçulmanos estão positivamente com os azeites!

"Alá não criou o homem para que ele se pudesse se divertir. O objectivo da criação é a Humanidade ser posta à prova por meio de sofrimento e oração. Um regime islâmico deve ser sério em todos os campos. Não há piadas no Islão. Não há humor no Islão. Não há diversão no Islão. Não pode haver diversão e alegria no que é grave "

 -. Aiatolá Khomeini
 
"ISIS manda parar o Campeonato do Mundo FIFA, sob ameaça de o bombardear"
 Vocativ, 08 de Julho de 2014

Existe um novo problema com o Mundial do Qatar 2022 - e desta vez não é por causa do calor.
Antes de o vencedor do Mundial do Brasil estar decidido, o evento de 2022 enfrenta já ameaças terroristas.
E, desta vez, não são os atrasos de construção ou os protestos de rua, mas sim terroristas ambiciosos. O Estado Islâmico do Iraque e da Síria, a organização terrorista que está a devastar o Médio Oriente, fez uma ameaça estranhamente educada à FIFA .No início desta semana, alertou-os para não realizarem o Mundial de 2022 no Qatar.
O grupo reivindica que o Qatar faz parte do recém-declarado "califado islâmico, sob o domínio do califa Ibrahim Awad Bin Alqarshi" (o nome completo do líder do ISIS, Al Baghdady ). Sob o califado, os jogos de futebol são considerados "um desvio do Islão".

PLANO A 5 ANOS

Este é o mapa do Califado, com os seus planos de expansão para os próximos 5 anos:


Estamos tramados, que não vamos poder ver o Mundial - porque não se vai realizar, e porque eles vão mandar aqui no nosso cantinho!

A amável cartinha do califado ao Blatter:

 "Dos soldados do Califado para o presidente da associação internacional de futebol, Blatter:
"Querido José,

Temos a sensação de que não leu a mensagem que lhe enviámos em 2010, quando decidiu deixar-se subornar pelo emir do Qatar para lhe dar o Mundial de 2022. Agora, com o estabelecimento efectivo do Califado, declaramos que não haverá Mundial no Qatar, porque o Qatar será parte do Califado sob o domínio do califa Ibrahim Awad Bin Alqarshi (nome completo do Al Baghdady), que não permite corrupção e desvio do islamismo na terra dos muçulmanos.
É por isso que sugerimos que escolha outro país em vez do Qatar. O Estado Islâmico tem mísseis Scud de longo alcance, que podem chegar facilmente ao Qatar, como os americanos já sabem."

Obrigado."
O aviso segue-se a revelações do jornal Sunday Times no mês passado, que detalham problemas de segurança no Qatar. Segundo o comunicado, há um "alto risco" de o Mundial de 2022 ser alvo de ataques terroristas. O Mundial do Qatar tem-se cercado de controvérsia: nomeadamente o alegado suborno para ganhar a corrida para se tornar o primeiro estado árabe a acolher uma final de um Mundial. As temperaturas do Verão devastadoramente quente do Qatar, superiores a 120 graus Fahrenheit, fazem prever que o Mundial não venha mesmo a realizar-se.
Muitos  protestaram pelos escândalos de corrupção que cercam a candidatura do Qatar, nomeadamente o problema dos direitos humanos do problemático Reino.  De acordo com um relatório da Amnistia Internacional, de Outubro 2013, os trabalhadores migrantes no Qatar são "tratados como gado", numa situação deplorável de escravidão moderna.

Como são tratados os imigrantes nos países islâmicos:



Uma cultura encantadora, meus semelhantes!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.