terça-feira, 22 de julho de 2014

Imprensa instiga pogroms


Já este ano, em França, uma manifestação contra o governo foi transformada em perseguição antissemita, pelos bárbaros islamistas e da extrema-esquerda. Um de muitos incidentes antissemitas, note-se!
Esta chegou agora mesmo: em Paris, muçulmanos e extrema-esquerda unidos, atacam os judeus, atacam a Polícia, semeiam a destruição, e demonstram, mais uma vez, que estão acima das leis do Estado:


Aqui, a horda tenta linchar uma foto-jornalista. Note-se os números de bárbaros à solta:


A situação em Gaza é um pretexto, como o foram outros, anteriormente. A Imprensa (destaque em Portugal para a inacreditável Sofia Lorena, que só lhe falta gritar Allahu Akbar!), cria as condições ideias para a explosão de ódio racista, metralhando continuamente a sua cartilha antissemita, como o Hamas lhe ordena.

Em Gaza, também há supostas "organizações humanitárias" que lá estão apenas para ampliar a propaganda terrorista (falaremos sobre o assunto futuramente).

Estas manifestações estão a ocorrer por todo o mundo, mas na Europa, com os seus 50 milhões de muçulmanos, e na França, já com 1/10 de população maometana, a situação está ficar fora de controle. 

Reveja:

Começou a Primeira Intifada em França

   A Polícia tem medo. Ainda recentemente, na Alemanha, uma carrinha da Polícia foi posta à disposição dos bárbaros para cantarem os seus slogans de 'Morte ao Ocidente', 'Morte aos Judeus', 'Allahu Akbar', etc.:


 Os nossos posts sobre a

1933 All Over Again?

1 comentário:

  1. Repetiu-se a noite de cristal exactamente com os mesmos protagonistas: a esquerda contra os judeus.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.