sábado, 11 de janeiro de 2014

O Repouso do Guerreiro

File:Davidi sharon.jpeg 

Ariel Sharon (à esquerda), armado com faca de combate Ka-Bar, na companhia de camaradas pára-comandos, em teatro de guerra; 1955.

Descansa finalmente, após uma vida de entrega total à sua missão - defender Israel dos terroristas - o General Ariel Sharon.

Um Rei David dos nossos dias, que mostrou que, havendo fé e querer, quem serve a Deus, ao Bem , ao Direito e à Paz, pode vencer os mais abjectos Golias deste mundo.

Naturalmente que os media mainstream e outras forças mais ou menos obscuras censuram em Sharon o não ter ido para o campo de batalha combater os terroristas com flores, uma flauta mágica e muitos chupa-chupas. As forças armadas israelitas deveriam, na opinião de muita gente, ser proibidas de usar armas. Para o combate ser justo, ora pois então!

Obrigado, querido amigo Sharon! Que o teu exemplo perdure!

 6 

"A nossa visão é que não há nenhuma missão que não possamos cumprir" - Ariel Sharon

 Recomendamos também:

A Grande Batalha

 Pacifista é aquele que faz a paz

Cenas da vida de Ariel Sharon

"Nasci numa quinta. A minha força nada tem a ver com o aparelho político. Recebo-a da natureza e das flores" - Ariel Sharon

 Foto: En ces temps de quenelles et d'hystérie gouvernementale , un peu de douceur : 
" Je suis né dans une ferme. Ma force n'a rien à voir avec l'appareil politique. Je reçois ma force de la nature et des fleurs." Ariel S. 

Ariel Sharon e Moshe Dayan


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.