segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Tapetes voadores opcionais

 

 Os islamófilos impenitentes não lerão a reportagem do Público. E é pena.


Por estes dias, andam por aí magotes de refugiados sírios que fugiram das instalações que lhes foram designadas, após terem causado problemas, com o seu mau comportamento e as suas exigências. No grupo de sírios que entraram ilegalmente em Portugal vindos da Guiné-Bissau, foi dito poder haver terroristas. E não estamos a falar de terroristas da ETA (que já são suficientemente maus, mas que costumam seleccionar os seus alvos). Estamos a falar de canibais, violadores, genocidas.

Sendo o mundo muçulmano tão grande, porque não se refugiam essas pessoas nos países com os quais têm afinidade cultural e religiosa, em vez de irem para Israel, para a Europa e para a América do Norte - países e sociedades que odeiam?

 

A resposta pode ser ampla, e nós já temos dado um la-mi-ré do que é a vida de imigrante nos países islãmicos (ver aqui, por exemplo).  O Público de hoje traz uma soberba reportagem de



Para ler clique AQUI.

 File:Islam by country.png

E se o problema é serem xitas ou sunitas, há escolha, como se pode ver no mapa. A verde são os países sunitas.

P.S. - Um prémio para quem nos indicar um país islâmico que seja livre, democrático e respeitador dos Direitos Humanos. Tapetes voadores opcionais.

2 comentários:

  1. Não. A verde estão os sunitas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já corrigi :-) Obrigado; ando um bocado obcecado com o Irão...

      IB

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.