segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Mais Jihad de Natal e Ano Novo

Tudo isto é muito, muito triste. Quando é que os clérigos islâmicos que não se cansam de repetir que a violência é um equívoco, vão resolver-se a meter na linha (doutrinária) estes terroristas?
 Christian_victims_of_Nigerian_Islamic_Extremists.jpg
Os líderes cristãos, por sua vez, continuam em silêncio perante mais estes assassinatos, por medo de ofenderem os seus "parceiros" muçulmanos no "diálogo", aqui no Ocidente:
"Extremistas matam 12 pessoas em aldeia cristã nigeriana"
da Associated Press, 30 de Dezembro
    Maiduguri, Nigéria - Testemunhas dizem que supostos militantes islâmicos mataram 12 civis em ataques no fim de semana, em duas aldeias cristãs no nordeste predominantemente muçulmano da Nigéria. Um ataque direccionado a uma festa de casamento.

    
As testemunhas disseram que oito vítimas morreram quando extremistas atacaram uma recepção de casamento na aldeia de Tashan - Alede no estado de Borno, na noite de sábado, e quatro na vizinha aldeia Kwajffa no domingo.

    
Um oficial de segurança confirmou os ataques, mas disse que ainda não foi determinado o números de vítimas. Todos falaram sob condição de anonimato por medo de represálias.

    
O líder de uma revolta islâmica que dura há quatro anos, e que já matou milhares no nordeste da Nigéria,
ameaçou recentemente atingir mais cristãos. Ataques destes tornaram-se comuns, mas este ano morreram mais muçulmanos do que cristãos.
   Os ataques continuam, apesar do estado de emergência e da implantação de milhares de soldados desde Maio.
  - Perante a passividade da chamada comunidade internacional, os cristãos tomam nas mãos a sua defesa, na Nigéria como na Síria ou no Egipto. Saiba mais do presente Holocausto dos cristãos no site "Salvemos os Cristãos", do ex-terrorista islâmico Walid Shoebat:
 RescueChristians.org


--------------------------------


31surat2.jpg Surat

Os islamistas não são uma "raça", não nos cansamos de repetir para quem usa o trunfo furado do "racismo" para contestar qualquer exposição da jihad global. Há-os indianos, chineses, norte-americanos, belgas, árabes, tártaros, há-os de todas as cores e feitios.
Tal como no centro comercial do Quénia, estes jihadistas indianos cumpriram o mandamento:
Alcorão 4:92 - " E nunca um crente deve matar um crente, salvo por engano .... "

"Mujahideen queriam lançar bomba atómica em Surat"
Rediff News, 30 de Dezembro
    Numa revelação assustadora, o chefe indiano mujahideen Yasin Bhatkal, que actualmente está sob a custódia da polícia Delhi, disse aos interrogadores que o grupo terrorista estava a planear usar uma pequena bomba nuclear na realização de um ataque devastador na cidade industrial de Surat, em Gujarat.

    
Explicando porque decidiu usar a arma mais perigosa do mundo - que teria causado a morte de milhões e devastado a cidade - Yasin admitiu que uma tentativa de ataque terrorista em Surat falhou miseravelmente, de acordo com uma fonte na polícia Delhi.

    
"Embora (o companheiro terrorista) Riyaz tivesse a certeza de que tal ataque poderia ser feito, descobrimos que era impossível termos acesso a uma bomba nuclear. Na nossa tentativa anterior usámos tecnologia de ponta em Surat, mas nenhuma das bombas funcionou", disse Yasin.

   
O terrorista alegou que tinha sido instruído pelo companheiro operacional Riyaz Bhatkal para evacuar todos os membros da comunidade muçulmana da cidade, antes de realizar o ataque.

    
E acrescentou: "Nós queríamos garantir que nenhum muçulmano seria morto ou ferido no ataque. Estávamos a pensar usar explosivos de alta potência e sabíamos que a taxa de vítimas seria alta".
    "Então, decidimos visitar todas as mesquitas em Surat e exortar os muçulmanos a abandonarem o local. Inicialmente, pensámos em colar uma mensagem nas paredes das mesquitas, mas temíamos que as informações sobre o ataque iminente se espalhassem para fora da comunidade islâmica. Pior ainda, não recebemos qualquer incentivo dos membros locais da comunidade muçulmana" (...)

  - Não receberam apoio dos muçulmanos da cidade num plano tão jeitoso... Não se faz!


---------------------------------------

arrest-church-home-iran-2.jpg
"Falar sobre os militantes extremistas islâmicos e as atrocidades que eles perpetram a nível global pode minar os resultados positivos que nós, católicos, atingimos no nosso diálogo inter-religioso com os muçulmanos devotos."
Robert McManus, Bispo católico Romano de Worcester, Massachusetts, 8 de Fevereiro de  2013
  
"Iranianos convertidos ao Cristianismo presos quando celebravam o Natal"
 Mohabat News, 29 de Dezembro
 Notícias do Irão indicam que cinco cristãos convertidos foram presos durante uma festa de Natal numa casa-igreja a leste de Teerão. Cristãos convertidos iranianos enfrentam restrições constantes e perseguição.

    
De acordo com a Mohabat News, as autoridades de segurança iranianas invadiram uma casa, propriedade do Sr. Hosseini, onde um grupo de cristãos se reuniram para celebrar o Natal na terça-feira 24 de Dezembro. Prenderam o Sr. Hosseini, Ahmad Bazyar, Faegheh Nasrollahi, Mastaneh Rastegari e Amir -Hossein Ne'matollahi.

    
O relatório recebido pela Mohabat News afirma: "Estes cristãos reuniram-se para adorar e celebrar o nascimento de Jesus."
    
O Comité de
Repórteres pelos Direitos Humanos informou que agentes de segurança armados à paisana invadiram a casa-igreja, insultado os presentes, revistaram a casa e apreenderam todos os livros cristãos, CDs e laptops que encontraram. Também levaram o receptor de TV por satélite.

    
As autoridades também revistaram uma casa vizinha, porque os presentes estavam observar o ataque. Insultaram e bateram no pai da família e advertiram-nos para não falarem com ninguém sobre o que tinham testemunhado.

    
Ainda não há uma actualização sobre o paradeiro ou condições de prisão destes cristãos.
    Nos últimos anos, as autoridades intensificaram a sua pressão e ameaças contra os cristãos por causa do Natal, e aumentaram a vigilância das igrejas.

    
Muitos cristãos convertidos foram presos ou enfrentaram perseguição por causa do Natal nos últimos anos. Um grande número de cristãos convertidos foram presos em Teerão nos últimos anos, como parte de ataques pré-organizados pelas autoridades governamentais ....


--------------------------------------
new-years-eve.jpg
Se há algo que os supremacistas islâmicos odeiam, deve ser judeu - uma vez que os judeus são, de acordo com o Corão (5:82), "os piores inimigos dos muçulmanos".

"Grupos islâmicos exigem que a a festa de Ano Novo seja cancelada"
Courtney Trenwith para ArabianBusiness.com, 29 de Dezembro:

     Um grupo muçulmano da Malásia tem exigido que as celebrações de Ano Novo sejam canceladas porque "reflectem a cultura judaica e farão com que os jovens muçulmanos cometam pecados"
     Um clérigo muçulmano superior do país asiático também disse que o Ano Novo deveria ser celebrado a orar e com discursos religiosos, em vez de festas.
 (...) Algumas celebrações de Ano Novo foram cancelados na Indonésia - o maior país muçulmano do mundo - em resposta a protestos de grupos islâmicos extremistas. (...)

-------------------------


destroyed-coptic-church.jpg
 Igreja Copta destruída por apoiantes da Irmandade Muçulmana no Egipto

"Igreja Copta obrigada a fechar devido à violência da Irmandade Muçulmana"
do Christian Post, 28 de Dezembro

    
Cristãos coptas da aldeia de Tarshoub, Beni Suef, Egipto, estão a ser intimidados, depois de extremistas islâmicos os terem na segunda-feira.
Os agressores atiraram pedras contra casas de coptas, queimaram um camião propriedade de um copta chamado Magdy Fathi Rizk e uma loja de propriedade de Badr Maher.

   
Também destruíram as frentes de algumas casas e obrigaram ao fecho da igreja, que remonta a mais de 40 anos na aldeia.

   
O Padre Malak Shehata da diocese de Fashn, disse ao Christian News que a aldeia de Tarshoub foi servida pelo Padre Andrawis, que se mudou para servir noutro local. Quando a diocese de Fashn delegou um novo sacerdote para servir na aldeia e os coptas tentaram preparar uma residência para ele na igreja, alguns muçulmanos reuniram e recusaram deixar o padre entrar na igreja. Esta acção foi liderada por partidários da Irmandade Muçulmana na aldeia.

    
Durante uma reunião de reconciliação realizada ontem para resolver a situação, os membros da Irmandade mobilizaram os moradores para atacar as casas dos cristãos e impediram o padre de entrar na aldeia. Fecharam a igreja, e os coptas não podem praticar a sua religião....


-------------------------------------------

 29pakistan_span-articleLarge.jpg
Um clérigo muçulmano paquistanês disse que as vacinas de pólio são anti-islâmicos. E tais clérigos "extremistas" não os há apenas no Paquistão: na Nigéria, um clérigo muçulmano foi preso por provocar assassinatos de trabalhadores contra a poliomielite.

"Vacinadores da poliomielite mortos a tiro no Paquistão"
por Salman Masood para o New York Times, 28 de Dezembro     
ISLAMABAD, Paquistão - Um trabalhador de saúde que supervisionava uma campanha de vacinação contra a poliomielite foi morto a tiros e outros dois ficaram feridos no sábado, quando homens armados abriram fogo num hospital no noroeste do Paquistão, disseram autoridades.

    
Ninguém assumiu imediatamente a responsabilidade pelo assassinato, mas os talibã, que acusam os Estados Unidos de usar uma unidade para erradicar a poliomielite no país como um disfarce para a espionagem, ameaçaram a vida dos trabalhadores de saúde que imunizam as crianças.

    
Autoridades paquistanesas disseram que dois homens armados montados numa motocicleta abriram fogo num hospital do governo em Matni, subúrbio de Peshawar, capital da província da província
rebelde de Khyber Pakhtunkhwa. Zahid Gul, que supervisionava a campanha de vacinação, foi morto, e um outro homem e uma mulher ficaram feridos no ataque. Os pistoleiros fugiram.

-----------------------------------

 CaliphateLicensePlate.jpg
 Na Síria, matrícula oficial de um carro já diz: "O Califado, Província do Levante"!
Fonte: Zaid Benjamin

-------------------------------------

 Abubakar-Shekau .jpg
O simpático canibal Shekau não compreende o Islão...

O Shekau deve estar errado, não? Ele deve ser um outro mau entendedor da religião da paz...O Shekau leva o Alcorão à letra, e se você apontar  esse facto, você é um "incitador do ódio":
"Lembra-te de quando o teu Senhor inspirou aos anjos:" Eu estou contigo, por isso fortalecerei aqueles que acreditarem. Vou lançar o terror nos corações dos incrédulos, para que vocês caiam sobre os seus pescoços e lhes arranquem até as pontas dos dedos" -  Alcorão 08:12"Quando encontrares incrédulos, fere-os no pescoço ... " - Alcorão 47:4"Extremista nigeriano: 'Allah diz que devemos decapitar'"
 Associated Press, 28 de Dezembro 
    Um líder extremista islâmico no nordeste da Nigéria diz que a insurgência sangrenta vai continuar porque Allah diz que eles devem decapitar e mutilar.

    
Em vídeo recém-lançado no sábado, Abubakar Shekau reivindica a responsabilidade num ataque contra um quartel de cavalaria a 20 de Dezembro  e diz que seus homens teriam comido os seus inimigos, embora Allah proíba o canibalismo. Testemunhas disseram que os insurgentes colocaram os soldados em fuga e deixaram o complexo em chamas antes de terem sido expulsos pelo fogo de um avião de caça.

    
Shekau adverte os cristãos para não irem às igrejas neste mês sagrado. Mas este Natal na Nigéria não ocorreram os temidos ataques terroristas. Cinco igrejas foram bombardeadas no dia de Natal de 2011 e dezenas de pessoas morreram.

    
O líder extremista tem recompensas pela sua cabeça - 7 milhões de dólares nos Estados Unidos e 312.500 dólares americanos na Nigéria.

 ----------------------------

 TurkeySanta.jpg

Na Turquia - agora o principal financiador dos terroristas do Hamas -  este lindo postalinho de Natal...
"- O que te trouxe o Pai Natal, meu pequeno Mehmet?"
"- Cerveja Coors e heroína."

"Grupo turco muçulmano espanca o Pai Natal por este   trazer drogas e imoralidade"
ANI, 27 de Dezembro

     Washington, 27 de Dezembro (ANI) - Um grupo de jovens muçulmanos turcos condenou o Pai Natal por 'trazer bebidas, drogas e imoralidade para a sociedade'.

     A Associação da Juventude
Anatólia realizou uma manifestação em Istambul pedindo aos moradores para se voltarem contra o Pai Natal, por este contribuir para a decadência moral, a degeneração da cultura e levar a crises de identidade na sociedade, relata a CNN.

     O grupo usou um Pai Natal insuflável com um suporte, atirou-lhe lixo, latas de cerveja, uma seringa e uma cruz,
para ilustrar os perigos de convidar o Pai Natal para as casas turcas, acrescentou o relatório.

     A Turquia é terra natal de São Nicolau, a origem do Pai Natal moderno, e muitos muçulmanos seculares na Turquia decoram as suas casas com árvores de Natal e com o Pai Natal. (ANI)
 Macedonia.jpgA mesma campanha andou pela Macedónia, onde Maomé foi citado: "Quem pratica os costumes e as crenças dos infiéis não é parte do meu povo. Não celebreis: temei Allah!".

Notem os caros leitores que poderíamos ficar aqui até ao Carnaval nisto. Esta é a Jihadroulette, uma deambulação ao acaso pelas delícias da Jihad islâmica. Ficamos por aqui, já devem ter percebido a ideia. Muito mais em:
FELIZ ANO NOVO!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.