quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Quando a Jihad bate à porta

SEF despista eventuais radicais entre sírios que entraram em Portugal com passaportes falsos


Atenção!, que por «radicais» não estamos a falar de meninas bloquistas filhas de papás ricos que querem criminalizar o piropo.  Entre os radicais islamistas que combatem o regime de Assad na Síria, pratica-se o canibalismo, execuções sumárias por «crimes» tais como ter outra religião ou não ser muçulmano sunita; uso de crianças para execuções sumárias; torturas inenarráveis; massacre generalizado de cristãos; estupro; financiamento do terrorismo através da tortura e exigência de dinheiro, etc...

Entretanto, em países ocidentais dos mais diversos, o recrutamento de voluntários para combaterem contra Assad, e a angariação de fundos para o mesmo fim, prossegue, à luz do dia. Este exemplo é de hoje:

907_large.jpgA IPT NEWS conta como o Sheik Osama al-Rifa  anda pelos Estados Unidos, a recolher milhões para financiar este horror... Milhões de quem, perguntamos nós?

1 comentário:

  1. Constata-se que os sírios não pedem asilo a países islâmicos. Por que será?

    FS

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.