quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

O Ataque do Tubarão Sionista

Sem comentários:
Tubarão 'enviado para o Egipto pela Mossad' 

The Telegraph

Um responsável egípcio afirmou que um tubarão que matou uma pessoa e deixou outras quatro feridas no Egipto pode ter sido colocado ali por agentes da Mossad, a agência de espionagem israelita.

 

Este é o tubarão suspeito de ser responsável pelos ataques no Egipto, que matou uma mulher alemã e deixou outras quatro pessoas gravemente feridas.


Mohamed Abdel Fadil Shousha, o governador regional, afirmou que não está "fora de questão" que Israel possa ter planeado os ataques contra turistas para prejudicar a economia egípcia.

Ele disse: "O que se diz sobre a Mossad lançar o tubarão mortal no mar para prejudicar o turismo no Egipto não está fora de questão, mas precisamos de tempo para confirmar."
As declarações, relatadas no The Sun, vieram depois de as autoridades terem sido criticadas pela reabertura da praia em Sharm el Sheikh após os ataques iniciais, um dia antes de uma mergulhadora em apneia alemã ter sido morta pelo tubarão. 
Zuhair Garana, o ministro do Turismo, disse antes do incidente: "O mergulho é permitido. Estamos informados de que os tubarões não vão atacar os mergulhadores. Não posso dizer que as águas profundas sejam completamente seguras, mas águas rasas são 100% seguras". 
As empresas de Turismo Thomson e First Choice cancelaram todos os passeios de barco e desportos aquáticos planeados, e aconselharam os clientes a não irem para o mar.



Contributos para o turismo: clérigo salafista egípcio apela à destruição das pirâmides e da esfinge, por serem "ídolos pagãos". De caminho louva bin Laden como "maior que Saladino".

2 comentários:

  1. Talvez seja uma nova espécie, o Tubarão Judeu (Carcharodon Judeum)

    ResponderEliminar

Os comentários estão desactivados pois o blogue está inactivo. As nossas desculpas por qualquer incómodo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.