quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

205 cristãos mortos? Bah...

Onde estão as parangonas da Imprensa Mundial, que se apresta a endeusar jihadistas canibais como o senhor Abu Sakkar, promovido a superstar por órgãos de informação tão prestigiados como a BBC?



A BBC canonizou o canibal Abu Sakkar...

Das notícias que nos chegam diariamente da jihad global, escolhemos, ao acaso esta, de hoje, que não merece uma linha nos media mainstream mundiais. Mas lembre-se: o Islão é uma religião pacífica e tolerante; o problema é o mau entendimento que as pessoas dele fazem - até porque o xeque David Munir diz que é assim e não vamos pôr o xeque em xeque! Violência, só a cometeram os cristãos, nas "cruzadas sanguinolentas", e os judeus, que cometem a violência de existir, e com essa teimosia aborrecem os muçulmanos. Os malandros! Os extremistas! Notícias destas, não interessam, são assuntos "radicais" e só pessoas doidas e promotoras do ódio é que as lêem, comentam e divulgam. Gente decente não critica a religião alheia. Se a religião alheia manda chacinar as outras todas, pois que assim seja. Aliás, o próprio Papa Francisco (também conhecido como o Obama do Vaticano), já disse que o Islão é pacífico. Os 205 cristãos que morreram na Nigéria, se cá estivessem, decerto concordariam.

nigerian-christians-anglicans-ablaze.jpg

"Pelo menos 205 cristãos mortos pelos extremistas islâmicos fulani em Benue, Nigéria" 
Morning Star News, 17 de Dezembro
JOS , Nigéria (Morning Star News) - Relatos de cristãos atacados na Nigéria central e do norte já mal são notícia. Extremistas islâmicos da etnia fulani mataram pelo menos 205 cristãos só nos últimos seis meses.Na parte sudeste da Nigéria, o Governo local do estado de Benue assistiu aos ataques mortais contra agricultores cristãos por muçulmanos, pastores de etnia fulani, entre Maio e Novembro, que deslocaram cerca de 10 mil pessoas.Em alguns ataques, vários dos assaltantes pareciam ser mercenários de fora da área, em vez de pastores, como habitualmente, e os locais questionaram como é que os fulani ficaram de repente tão fortemente armados. Em alguns dos ataques, um porta-voz pastores alegou tratar-se de uma represália por gado roubado, sendo essa a razão apresentada para o derramamento de sangue, mas a Imprensa nigeriana afirmou que os motivos para os ataques eram desconhecidos.Os líderes cristãos, no entanto, disseram não ter dúvidas de que os agressores muçulmanos pretendem desmoralizar e destruir os cristãos.

- Pronto! Lá estão os radicais a provocar os pacíficos muçulmanos! "Os nossos irmãos muçulmanos"...
"Esses ataques a membros das nossas igrejas cristãs interromperam as actividades da igreja. Somos cristãos, e não podemos reunir-nos nas nossas congregações", disse o Rev. David Bello, bispo da diocese anglicana de Otukpo, ao Morning Star News.

- Bla-bla-bla-bla... O "Madiba" é que está a dar! Não é essas coisas de pobrezinhos lá de trás do sol posto. Custava-lhes muito converterem-se ao Islão? Não!!!! É gente muito fina!!! Preferem irritar propositadamente os fulani!!!... 

O Rev. Michael Apochi, bispo católico da Diocese Otukpo, acrescentou que os ataques de homens armados Fulani muçulmanos devastaram comunidades cristãs.

- Este não ouviu as declarações do Papa Francisco!

"A vida tornou-se insuportável para os membros da igreja que sobreviveram a estes ataques; eles tornaram o culto impossível", disse Apochi ao Morning Star News por telefone.
- "Mas Deus permitiu"...

Os líderes cristãos pediram ao Governo nigeriano para tomar urgentemente medidas para conter os ataques não provocados contra cristãos nas áreas rurais do Estado.

Nas primeiras horas de 9 de Novembro, homens armados muçulmanos Fulani mataram 25 cristãos em sete aldeias, disse o líder cristão local Sule Audu.

- Então e Jesus não mandou dar a outra face? Iam buscar mais 25 inocentes e entregavam-nos aos simpáticos fulani! E assim sucessivamente!

"Sete comunidades cristãs foram completamente devastadas pelos furiosos homens armados Fulani muçulmanos", disse Audu. "Na quinta-feira anterior, dia 8 de Novembro, duas comunidades cristãs de Ikpele e Okpopolo foram atacados pelos pastores Fulani muçulmanos numa operação de que resultou a morte de três pessoas, ferindo muitas outras, e o deslocamento de cerca de 6.000 cristãos".

- Este Audu deve "querer salvar o Mundo"...

As aldeias atacadas foram Ello, Okpagabi, Ogwule - Ankpa , Ogbangede, Ekwo, Enogaje e Okpanchenyi, disse ele.

- Quexinhas...

Outro líder cristão de Agatu, John Ngbede, confirmou os ataques.

- Bufo...

"É verdade que Agatu está sob ataque por pastores muçulmanos Fulani no momento", disse ao Morning Star News. "Muitos dos nossos irmãos cristãos foram mortos. Os homens armados muçulmanos que estão a atacar as nossas comunidades cristãs são numerosos, eles são tantos que não podemos contá-los. Eles estão espalhados por todas as comunidades e desencadeiam o terror no nosso povo, sem qualquer resistência da segurança."  
A maioria dos 6.000 cristãos que fugiram para salvar as suas vidas refugiaram-se na vizinha Apa e em Obagaji, disse ele.

"Estamos cansados ​​destes banhos de sangue intermináveis ​​cometidos pelos fulanis", disse Ngbede. "Além disso, também gostaria que o Governo nigeriano entrasse no assunto, mediante o reforço da segurança e da assistência às vítimas desses ataques nas comunidades afectadas."...

- Desmancha-prazeres...

-----------------------

Será que eles não têm lá um xeque para lhes explicar que o Islão é pacífico? Ou um canibal santificado pela BBC, para os devorar?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.