segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Padrõezinhos cá para cima...


 A verdadeira beleza...

A "Miss Mundo Muçulmana" é um concurso de beleza, mas as exigências são muito diferentes do Miss Mundo - as candidatas têm que que ser piedosas, serem modelos positivos e mostrarem uma vida de espiritualidade no mundo modernizado de hoje. Óptimo. O problema é que os supremacistas islâmicos não se contentam com isso, mas desejam proibir os concursos de misses dos infiéis. Lembre-se: nos países muçulmanos, os não-muçulmanos devem acomodar-se às sensibilidades muçulmanas. E nos países não-muçulmanos, os não- muçulmanos devem acomodar-se às sensibilidades muçulmanas. - jihadwatch
O Público dá a notícia - e há quem exulte:

José Cid Adão

"O processo de selecção teve como provas a recitação do Corão [...]" de facto, vai sair daqui uma mulher muito mais inteligente e menos fútil do que do tradicional "Miss Mundo".


misterp
Sinceramente acho que esse concurso da miss Mundo Muçulmano muito mais interessante e "útil" que essas idiotices dos bikinis. Enche o olho mas fica por ai...
Guilherme Morgado



Mas bem vistas as coisas poderão até ser muito mais interessantes do que os fisicamente belos e bons calhaus com olhos que concorrem às misses no Ocidente. Outras perspectivas!
- Neste blog tratamos muitas vezes da problemática das Mulheres no Islão:

" Indonésios dão resposta islâmica ao 'Miss Mundo'"
AFP, 14 de setembro :

    JACARTA (AFP) - O concurso de beleza Miss Mundo, que atraiu forte oposição por parte de grupos islâmicos radicais no país anfitrião, a Indonésia, enfrenta agora um outro desafio - um concurso rival exclusivamente para os muçulmanos.

    O concurso Miss Mundo Muçulmana, a ser realizado na quarta-feira na capital da Indonésia, Jacarta, é "a resposta do Islão ao Miss Mundo", disse a figura responsável pelo concurso, Eka Shanti.

    "Miss Mundo Muçulmana é um concurso de beleza, mas as exigências são muito diferentes do Miss Mundo - elas têm que ser piedosas, serem um modelo positivo e mostrarem uma vida de espiritualidade no mundo modernizado de hoje", disse à AFP Shanti .

    O concurso é a última reação contra a Miss Mundo, que já atraiu mais de um mês de protestos de extremistas muçulmanos a exigirem que o espectáculo seja cancelado.

    Radicais queimaram efígies dos organizadores e consideraram o concurso "obsceno" e "pornográfico".

    As 20 finalistas foram escolhidas entre mais de 500, que participaram em eliminatórias  on-line, recitando versículos do Corão e contando histórias de como chegaram ao uso do véu islâmico - um requisito para o concurso.

    As finalistas, do Irão, Malásia, Brunei, Bangladesh, Nigéria e Indonésia, vão desfilar em trajes islâmicos e Shanti diz que é uma oportunidade de mostrar às jovens mulheres muçulmanas não precisam mostrar as suas partes "indecentes" - incluindo os cabelos e os ombros - para serem bonitas.

    Mas Shanti disse que não suporta as exigências da "linha dura" para cancelar o concurso de Miss Mundo, reconhecendo que a Indonésia é um país diversificado, com muitas religiões.

    "Nós não queremos apenas a gritar 'Não à Miss Mundo!'; preferimos mostrar aos nossos filhos que eles têm escolhas. Você quer ser como as mulheres no Miss Mundo? Ou como as do
Miss Mundo Muçulmana?" - disse.

    Depois de repetidos protestos, funcionários do governo anunciaram na semana passada que a final do Miss Mundo seria transferida dos arredores da capital - Jacarta - para a ilha turística de Bali, onde a competição começou na semana passada, sem oposição da maioria hindu da ilha.

    Os organizadores, no entanto, não puseram de parte a decisão de fazer uma mudança de última hora.

    Apesar da decisão, os manifestantes do grupo islâmico Hizbut Tahrir da Indonésia protestaram na cidade de Yogyakarta este sábado, com o seu porta-voz dizer que a "Miss Mundo não é bem-vinda na Indonésia". .

    A decisão de mudar o local do concurso foi a última vitória de grupos marginais islâmicos, que estão a exercer um poder cada vez maior e já conseguiram fazer com que vários eventos que consideram anti-islâmicos fossem alterados ou cancelados nos últimos anos.

- As eliminatórias não devem ter tido prova de condução, supomos...


Miss Mundo vai para o Inferno! - slogans islamistas na Indonésia

 Concurso Miss Mundo deste ano pode ser o mais explosivo de sempre:

 "Muçulmanos da Indonésia protestam contra o Miss Mundo"

Associated Press, 03 de Setembro
     JACARTA, Indonésia (AP) - Indonésios muçulmanos da linha dura fizeram um protesto terça-feira na capital do país para tentar impedir a realização do concurso de Miss Mundo neste fim de semana na ilha turística de Bali.

     Mais de 200 membros de vários grupos linha-dura muçulmanos organizados pelo Fórum da Sociedade Islâmica fizeram uma manifestação na Torre MNC, o prédio que abriga a organização da competição.

     Mostraram cartazes como "Rejeite o Miss Mundo, que explora as mulheres" e "Vai para o Inferno Miss Mundo", e gritaram "Allah Akbar", ou Allah é grande, do lado de fora do prédio, que era guardado por 300 policias.

     "Isto é um insulto e humilhação das mulheres", disse Muhammad Al Khathath, líder Fórum da Sociedade Islâmica, à multidão. "Os muçulmanos devem rejeitar o concurso de Miss Mundo", disse ele.

     A manifestação foi pacífica e terminou após líderes do protesto reunirem com os organizadores do concurso.

     Algumas dos participantes já chegaram para o concurso, previsto para ser realizado em Bali, onde a cerimónia de abertura será realizada domingo, com a ronda final marcada para 28 de Setembro nos arredores de Jacarta.

NOTA: AGUARDA-SE QUE O PÚBLICO FAÇA A HIPERLIGAÇÃO PARA ESTE POST...

2 comentários:

  1. Estas boas e pias criaturas já começam a meter mais nojo do que merda (desculpem a expressão, mas é a mais correcta; se quiserem, não publiquem o meu comentário, mas é o que estou a pensar destes nojentos).
    Um destes dias tento escrever qualquer coisa sobre eles e remeto-vos.
    Um abraço
    EJSantos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço minhas as suas palavras no que aos terroristas e supremacistas islâmicos diz respeito. Os que são gente de bem não têm que se ofender, porque não estão englobados. E escreva, que a gente publica.

      I.B.

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.