quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Obama: generoso com a propriedade alheia

“Quem são os Palestinianos? Os Palestinianos não vêm da Palestina… Irmãos, metade dos Palestinianos são Egípcios, e a outra metade são Sauditas" —  Fathi Hammad, Ministro do Hamas, 23 de Março, 2013

O presidente Barack Hussein Obama, próximo da organização terrorista global Irmandade Muçulmana, está disposto a tudo para satisfazer os seus amigos. Desta vez terá ido longe de mais, ao apelar a que Israel de retire da Judeia Samaria.

Esquece-se, ou não sabe de todo, o presidente dos Estados Unidos, que essa foi sempre uma terra judaica. O único período da História em que não houve presença judaica na... Judeia, foi de 1949 a 1967, entre a ocupação pela Jordânia e a libertação por tropas israelitas. Esses 18 anos de ocupação árabe ilegal são a base em que Obama se apoia para entregar aos muçulmanos o berço do Judaísmo.


Neste blog, e dentro das nossas reduzidíssimas possibilidades, temos dado alguns flashes da actuação abertamente pró-islamista de Obama. O apoio à Al-Qaeda na Síria, por exemplo. Oferecer metade de Israel aos árabes, como trampolim para a inevitável destruição de Israel que se seguiria, é o próximo presente do presidente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.