domingo, 29 de setembro de 2013

Moiras Encantadas

Uma crónica no Público em que se aflora o radicalismo e o terrorismo dos ditos "rebeldes" sírios, vindos do Estrangeiro e filiados na Al-Qaeda, que têm perseguido todos os que não comungam dos seus ideias radicais, têm-nos executado friamente e ameaçam o genocídio quando chegarem ao poder - com o beneplácito dos EUA e da UE. 

Aqui foram três camionistas que falharam um quizz religioso de beira de estrada:



Aqui, foi um sacerdote católico e outro homem, a quem se aplicou a determinação religiosa islâmica de decapitar os infiéis, os que não compreendem todo o pacifismo do Islão:



Aqui, os terroristas do FSA (Free Syrian Army), decapitam um desgraçado por este não comungar da sua visão da religião, o que em linguagem técnica do fundamentalismo islâmico se chama "espalhar a corrupção na Terra". John McCain, o candidato derrotado nas últimas eleições dos EUA, não acha nada de especial em que os "rebeldes" gritem "Alahu Akhbar". Não deve ter visto estes vídeos. Ou está a brincar co'a gente. É esta a oposição a Assad que Ocidente institucionalmente apoia.

Como estes vídeos, há muitos mais disponíveis na Internet. Mas como muito poucos passam na TV, nem se fala deles nos jornais "sérios" e institucionais como o Público, são desacreditados, relegados para a categoria de "informação irrelevante e obscura". O fanatismo cega. Cega os que cortam cabeças e cega os que fecham os olhos às atrocidades.

Como se não bastasse, manda o politicamente correcto não apenas ignorar estas provas flagrantes da barbárie dos "rebeldes", mas condenar a sua divulgação. As moiras ocidentais continuam encantadas com a religião da paz...



Para saber mais clique na etiqueta "Síria", e se possível pesquise por si no youtube e outros distribuidores de vídeos. A realidade não é apenas o que passa na TV ou nos discursos oficiais.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.