domingo, 2 de junho de 2013

Nova Síria à vista?



Polícia deteve quase mil pessoas nos protestos na Turquia

in Público.


"A Turquia protesta: Motins em Istambul e Ancara," da BBC, 01 de junho

   
A Turquia entrou no segundo dia de protestos violentos, com novos confrontos entre a polícia e manifestantes em Istambul e a capital, Ankara.

    
A agitação começou como um manifestação contra os planos para reconstruir o Parque
Gezi na Praça Taksim de Istambul, mas intensificou-se depois de a polícia ter usado gás lacrimogéneo.

    
Gás lacrimogéneo foi novamente lançado no sábado, contra manifestantes em Istambul e Ancara.

   
Num discurso desafiador, o PM Tayyip Erdogan insistiu que o projecto do parque iria avante.

   
Também disse que a polícia permaneceria na Praça Taksim para preservar a ordem.

    
Correspondentes dizem que o que começou como uma questão local entrou numa espiral em mais uma revolta generalizada no governo e partido Justiça e Desenvolvimento (AK).

    
Centenas de manifestantes marcharam sobre a ponte que liga as margens asiática e europeia de Istambul no sábado de manhã para tentar chegar à praça principal.

    
A polícia usou gás lacrimogéneo para tentar dispersá-los e alguns manifestantes atiraram pedras.

    
O que começou como uma pequena escala, o protesto pacífico para limpar Gezi Park, um dos poucos restantes espaços verdes que restavam em Taksim, transformou-se em algumas das piores cenas de desordem pública e violência policial visto na Turquia nos últimos anos ....

    
A polícia também disparou canhões de água e bombas de gás lacrimogéneo na Praça Taksim, enquanto os manifestantes gritavam "unidos contra o fascismo" e "governo demita-se" ....

    
'Islamização Assustadora'

    
Os manifestantes reuniram-se no Parque Gezi, na sexta-feira, para contestar o projecto de revitalização que visa aliviar o congestionamento em torno de Praça Taksim e, que envolveu
desenraizamento de árvores

    
Os opositores dos planos de Erdogan dizem que o parque é uma das poucas áreas verdes que restam no centro de Istambul.

    
O governador de Istambul, disse que uma dúzia de pessoas foram internadas e mais de 60 pessoas detidas após confrontos de sexta-feira.

    
Correspondentes dizem que a questão do parque
acentuou a contestação dos jovens em relação ao governo e ao Partido AK sobre o que eles vêem como responsáveis por uma  islamização assustadora ..


-------------------------------

A quem  não saiba, lembramos que a terrível guerra civil que varre a Síria começou assim, com um grupo de estudantes que há dois anos fizeram algumas pinturas murais a pedir mais democracia. A população foi aderindo, o regime reprimiu brutalmente, e hoje há forças islamistas radicais no terreno (nomeadamente com ligações à al Qaeda), em mais uma tentativa para transformar a Primavera Árabe em Inverno Islâmico. Ou Inferno, como preferirem. Hoje é à Síria que vão lutar (e se possível morrer em combate para irem para o Paraíso) os jihadistas que antes escolhiam o Iraque e o Afeganistão, onde podiam defrontar os infiéis invasores norte-americanos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.