segunda-feira, 2 de abril de 2018

Escola alemã impõe "sacas de batatas" islâmicas às alunas

Escola alemã aconselha as meninas cristãs a usarem sacas de batatas islâmicas (hijabs) para evitar serem assediadas ou agredidas pelos muçulmanos.

O principal jornal da Alemanha, o BILD, relatou o bullying religioso feito pelos alunos muçulmanos nos pátios das escolas e nas salas de aula, e revelou que os professores alemães estão a alertar as suas alunas cristãs para usarem hijabs, ou arriscam-se a ser agredidas verbalmente e/ou fisicamente pelos estudantes muçulmanos, tanto masculinos como femininos.


The Rebel - Um dos pais explicou as razões para o assédio à sua filha: “Ela tem cabelo loiro, não usa lenço na cabeça, tem um nome hebraico-alemão - e nós somos cristãos! Ela foi espancada e agredida verbalmente no caminho para a escola. Ainda antes de saberem que a mãe da menina é judia, os alunos muçulmanos disseram à estudante do segundo ano que ela deveria ser espancada e depois morta porque ela não acredita em Alá.
O director, um alemão cristão, disse apenas: "A sua filha não precisa dizer que é alemã. Além disso, você pode dar-lhe um lenço de cabeça muçulmano para ela usar! Nós estamos a mudar as escolas agora e as coisas estão melhor agora."

The Rebel - Mas não é tudo: as crianças cristãs em Berlim estão a ser advertidas pelos muçulmanos: "Se vocês não acreditarem em Alá, nós vamos queimar-vos vivos".
Observações anti-semitas também fazem parte do quotidiano escolar de muitos professores.
A filha de um homem de 41 anos, que quer permanecer anónimo, é estudante daquela escola. "A nossa filha foi assediada por estudantes muçulmanos porque ela não acredita em Alá".

Express - Andreas Knapp disse que a situação está a piorar cada vez mais em Leipzig, uma cidade no Estado federal da Saxónia, na Alemanha, onde crianças teriam sido espancadas por comerem ursinhos de goma. Ele disse: "Conheço vários casos em que cristãos foram perseguidos, humilhados e amedrontados".

Crianças alemães espancadas pelos muçulmanos:

 
Knapp disse: “Um menino de 12 anos foi intimidado pelas crianças muçulmanas para retirar o seu fio com uma cruz. Eles insultaram-no, chamando-o impuro. Ele assustou-se e fugiu a chorar. Os pais estão totalmente desesperados com a situação. Eles escaparam para a segurança com os seus filhos e agora é isto."


Em outro caso, dois irmãos, um menino de 11 anos e uma menina de nove anos foram espancados e ameaçados de que não deveriam tentar brincar na rua outra vez, depois de as crianças muçulmanas os terem visto comer ursinhos de goma, que contêm gelatina de porco.
Mesmo após fazerem a viagem desde o Médio Oriente ou Norte da África, os migrantes cristãos não estão seguros. Relatórios mostraram que os cristãos foram alvejados em barcos de contrabandistas, espancados, roubados e afogados por passageiros muçulmanos, simplesmente porque estavam a rezar.




Via:

http://barenakedislam.com/2018/04/01/german-school-advises-christian-girls-to-wear-islamic-headbags-hijabs-to-avoid-being-harassed-or-assaulted-by-other-muslims/

.................................

Visite a nossa secção ALEMANHA.

Por exemplo:

Alemanha - Merkel ameaça retirar filhos e empregos a quem FALE


 COMENTÁRIO
É extremamente frustrante falar da invasão islâmica da Europa. Por cada notícia que damos, somos obrigados a deixar literalmente MILHARES de fora, e quem nos leia pode crer que se trata apenas de incidentes isolados.
O Islão é totalmente INCOMPATÍVEL com tudo o resto que há no Mundo. Onde há Islão, tudo morre. Porque o Islão tudo mata.
Veja como as crianças muçulmanas, ao chegaram à Alemanha, fazem logo o sinal de que vão degolar os "infiéis", que é o que aprendem desde o berço - aliás, estas crianças são concebidas para matarem e morrerem em nome do deus Alá: 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão desactivados pois o blogue está inactivo. As nossas desculpas por qualquer incómodo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.