quinta-feira, 4 de abril de 2013

'Dia Jihad em topless'

Elas aí estão, no Ocidente como no Mundo Islâmico, a darem a cara e o corpo ao manifesto... Pode discordar-se dos métodos e das ideologias, mas as mulheres estão indubitavelmente a marcar pontos em termos de coragem. E estas feministas não são selectivas! É de louvar!

«Em Bruxelas
O famoso grupo de feministas Femen voltou a fazer das suas esta quinta-feira: decidiu celebrar o 'Dia Jihad em topless' com cartazes e gritos de alerta na Grande Mesquita de Bruxelas, na Bélgica. Acabaram a ser detidas pela polícia, que as teve de levar do local à força.»

E o que vem a ser a Jihad? Se não sabe, veja por exemplo este site, o Observatório da Jihad; ou este outros, A Religião da Paz, que tem a contabilidade diária, semanal, mensal e anual, dos feitos da Jihad.

Por exemplo, em Março, os ataques da Jihad saldaram-se em 189, distribuidos por 21 países, atingiram profitentes de 5 religiões, causaram 988 mortos e 2093 feridos graves:

LINE
Monthly Jihad Report
March, 2013

 Jihad Attacks:
189
 Countries:
21
 Religions:
5
 Dead Bodies:
988
 Critically Injured:
2093




















E sabeis o que é engraçado? É que por terem levado a cabo tais feitos, os radicais são respeitados na sua «cultura»; e quem os divulga é acusado de «intolerante». Há coisas fantásticas, não há?!...

2 comentários:

  1. "os radicais são respeitados na sua «cultura»; e quem os divulga é acusado de «intolerante». "
    Só se for no Ocidente. Concluiu o seu texto com um sintoma da decadencia europeia. Não conseguir distinguir o bem do mal não é sinal de inteligencia, é sinal de irracionalidade animalesca. Não defender os nossos valores não e tolerância, é cobardia.
    Vivemos tempos tristes...

    ResponderEliminar
  2. Não há dúvida. Estas vadias são corajosas. Um activista dos gays nos Estados Unidos persegue Pamela Geller por ela publicitar o ódio de morte dos muçulmanos aos seus protegidos. Este é um miserável hipócrita.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.