segunda-feira, 22 de abril de 2013

Archote e Forquilha

O artigo do Público fala sobre os "detectives das redes sociais", referindo-se a pessoas inocentes que foram apontados como suspeitas por internautas, após as bombas na Maratona de Boston.

A comparação talvez peque por branda, porque as movimentações online de alguns maluquinhos da conspiração fazem-nos mais lembrar as clássicas multidões de archote forquilha, à procura de culpados... ou substitutos.

Alguns CSI amadores fizeram uma montagem a armar ao científico, para fazer crer que Sunil Tripathi, um estudante de origem indiana, era um dos dois suspeitos, que depois viriam a ser identificados como os irmãos Tsarnaev.


Imaginamos o sofrimento da família e dos amigos do jovem Sunil (foto em cima) a somar ao facto de este estar desaparecido há um mês. Não se faz!

As explosões na Maratona de Boston mataram três pessoas e feriram 170. Os dois suspeitos abateram ainda um polícia, enquanto fugiam das autoridades. Durante a fuga abriram fogo sobre a Polícia com armas e explosivos. O mais velho dos irmãos morreu nessa fuga, inadvertidamente atropelado pelo mais novo, ao que se julga.

Eram conhecidas as simpatias dos irmãos por acções terroristas e a pouco e pouco vão emergindo mais dados sobre o os seus contactos com redes organizadas. Fonte policial diz que tinham em reserva explosivos suficientes para mais atentados e que se preparavam para os levar a cabo.. 

Entretanto, foram detidos dois cidadãos do Cazaquistão, também muçulmanos, que além de terem ligações aos dois suspeitos dos atentados, ostentavam a chapa de matrícula que abaixo se reproduz: 


(Palavras para quê?..)

Na pressa do exclusivo, uma cadeia de TV apresentou como 'suspeita' a apresentadora Zooey Deschanel. Nada de especial, errar é humano... não fosse a paranóia de alguns expectadores ter tomado a gaffe a sério!!!



Aspectos particularmente desagradáveis da Internet têm sido as manifestações de alegria pela tragédia. Esta é uma minúscula amostra de uma grande onde de júbilo:




Os Estados Unidos têm legiões de fãs e legiões de inimigos. O que não se aceita é a falta de respeito pelas vítimas inocentes, que nada têm a ver com a política externa do país. 

 Mas o recorde do absurdo tem sido a teoria da conspiração que aponta Seth MacFarlane, autor das conhecidas séries de animação Family Guy e American Dad como "culpado" dos atentados. No episódio "Turban Cowboy", Peter Griffin ganha uma maratona atropelando todos os concorrentes e detona explosivos numa ponte ao accionar acidentalmente o telemóvel de um terrorista.nada de especial para que conhece a loucura da série.




A personagem Peter Griffin é a de um divertido idiota, a quem acontecem as mais surrealistas peripécias.É frequente por exemplo Peter envolver-se em lutas de punhos com um galo geneticamente modificado, que aparece em vários episódios sem qualquer relação com o enredo. 

Os teóricos da conspiração montaram algumas cenas do episódio acima referido para fazerem crer que MacFarlane está "por trás" dos acontecimentos. As mesmas pessoas que "culpam" uma série de animação (não se sabe bem como, mas enfim...), "esquecem" que os dois suspeitos foram filmados a deixar as bombas, fugiram à Polícia, abriram fogo sobre a Polícia, assassinaram um polícia, tinham ligações ao terrorismo islâmico, tinham na sua posse armas e explosivos, e mais armas e explosivos de reserva. Se tudo isto não os torna culpados antes de cabalmente apurados os factos, deve constituir alguma indicação de que algo está mal!!!

Não se registaram até ao momento quaisquer represálias sobre cidadãos chechenos ou muçulmanos, o que é absolutamente de louvar, pois seria uma estupidez e um crime culpar pessoas inocentes pelos supostos erros de outras. Isso fazem os terroristas!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.