quinta-feira, 20 de julho de 2017

Então você quer boicotar Israel? - Alimentos e bebidas



Falemos agora de alimentos e bebidas.
Para boicotar Israel, comece por deitar fora os famosos tomates-cereja, que foram desenvolvidos em Israel. Verifique bem as sandes e as saladas.
A proibição também se aplica ao mel e a qualquer produto derivado do mel. Israel desenvolveu soluções para o problema mundial do colapso das colónias de abelhas, de modo que qualquer produto derivado de abelhas só existe hoje devido a uma invenção israelita.
Evite beber qualquer um dos vinhos israelitas premiados e mundialmente reconhecidos.
Não consuma bebidas caseiras de máquinas fabricadas em Israel.
Evite qualquer fruta da África do Sul ou do Peru, pois os produtos desses países são comercializados com marcas israelitas.
Nenhum produto agrícola proveniente das seguintes áreas deve ser consumido, pois eles usam irrigação de água e tecnologia agrícola fornecida directamente de Israel:
- a maioria da África, China, Índia, Indonésia (um país muçulmano), Nepal e muitos outros.
Muitas frutas e vegetais (incluindo orgânicos) importados para o Reino Unido foram aprimorados usando tecnologia israelita. O processo salva milhões de pessoas de passarem fome em todo o mundo, mas mesmo assim, boicote. Para estar seguro, coma apenas frutas e vegetais que você cultivou, usando apenas sementes que tenham estado na sua família há gerações.
(CONTINUA)

Israel depende apenas da água da chuva para fazer crescer as suas culturas. A sua área é apenas 0,5% do Médio Oriente (cabe 4 vezes em Portugal). Mesmo assim, com muito trabalho e inteligência, conseguiu fazer produzir o deserto, e não guarda o seu saber para si:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.