sábado, 22 de julho de 2017

Agora mesmo: mais 5 israelitas inocentes assassinados

Não conseguimos relatar a par e passo sobre todas as vítimas do terrorismo islâmico em Israel. A TV, os jornais, todos os media, estão calados, a esfregar as mãos, tentando apenas encontrar alguma informação que possam distorcer para culpar Israel. É para isso que os muçulmanos lhes pagam.


Mais três israelitas inocentes foram assassinados hoje, em mais um capítulo da INTIFACADA, quando celebravam o Shabat em sua casa. Um terrorista entrou e esfaqueou-os até à morte.
O mundo deveria responsabilizar o presidente "palestino", Abbas. Mas não o fará. Apesar de Abbas ser igual a bin Laden. É que Abbas apenas mata judeus...


"Autoridade Palestina" aumenta prémios para assassinos


Há uma semana, três terroristas árabes assassinaram dois israelitas no Monte do Templo. Os vídeos de segurança mostram que os terroristas levaram as armas para o interior do complexo:

 
Em resposta, Israel fez o que se tornou comum na era do terror, em quase todos os locais sagrados em todo o mundo: instalou detectores de metal.
Existem detectores de metal no Vaticano, em Meca e no Muro dos Ocidentais. Sem protestos. Sem violência. Somente o Monte do Templo é diferente - porque apenas o Monte do Templo pode ser usado como uma ferramenta de propaganda contra Israel.

Aqui estão os muçulmanos, a protestar contra os detectores de metal, eles, que visitam lugares sagrados de todas as religiões, e não permitem que pessoas de nenhuma outra religião visitem os seus:



Os líderes "palestinos" viram uma oportunidade para incitar o terror - sabendo que colocariam o seu próprio povo num perigoso confronto com as forças policiais que têm como missão manter a paz. E assim fizeram, e não se importam, querem apenas destruir Israel.
Israel tomou medidas de senso comum para prevenir a violência. A reacção do presidente Abbas mostra ao mundo o seu verdadeiro rosto. Mas os líderes do Ocidente, do mundo árabe e de todo o mundo, condenam Israel. Abbas é um terrorista islâmico, mas goza de simpatia global.
O Mundo não perdoa aos judeus terem sobrevivido ao Holocausto nazi/islamista e comunista. O mega-terrorista Mammoud Abbas é o depositário das esperanças e dos esforços globais para aniquilar Israel:


Não é apenas o "Zé da Esquina" que pensa assim. Milhões de pessoas são intoxicadas para pensarem assim. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.