sexta-feira, 23 de março de 2018

Muçulmano aos gritos de "Allahu Akbar" tenta matar Angela Merkel


Claro que não teve nada a ver com o Islão. É apenas mais um caso de doença mental.

Um pacífico muçulmano afegão, exemplificando o proverbial sentido de gratidão islâmico, tentou assassinar quem lhe franqueou a entrada no país e na Europa
Consulte a nossa secção ALEMANHA
Por exemplo este post:
 Guarde o vídeo antes que seja retirado:


P. S. - Em quantos milhares de mortos irá já a contabilidade das vítimas do Islão na Europa?
Cá em Portugal, o inefável Professor Martelo das vichyssoises, depois de ter ido apresentar a sua submissão ao Islão (e a nossa, pois ele representa os portugueses todos):
resolveu agora condecorar a Comunidade Islâmica de Lisboa com a Ordem da Liberdade (!!!).
Sim, a Comunidade Islâmica de Lisboa (!!!):


"Está na hora meus irmãos. Está na hora de demonstrar ao mundo a força do islamismo e de combater os infiéis! O plano está traçado e preparado. Iremos tomar conta de portugal e deste povo fraco e levaremos o nosso Islão ao mais elevado patamar do desejo do Senhor!"

"Cá um abraço ao infiel!" - o Professor Martelo é o maior.

500 anos de sangue, suor e  lágrimas para rechaçarmos o domínio islâmico, para agora estes políticos indignos lhes darem Portugal. Visite a nossa secção PORTUGAL E ESPANHA.

Califado aponta baterias a Portugal e Espanha


4 comentários:

  1. Quem ta por trás disso tudo é a alta maçonaria islamica "iluminats" é seu famigerado anseio de desestabilizar o mundo pra implantar a diabólica Nova Ordem Mundial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá César,

      Por um lado, já vivi o suficiente para saber que neste mundo há gente muito má, mas por outro ainda não encontrei provas que me convencessem da existência dessa suposta sociedade secreta.

      O que está à vista são os três blocos (islamista, comunista e globalista), que odeiam a civilização ocidental judaico-cristã, e que tentam minar todos os seus valores.

      Odeiam o Deus dos cristãos e dos judeus, odeiam instituições tradicionais como a família e as fronteiras dos Estados, e, cada um a seu modo, vão minando como podem o nosso bloco.

      Instrumentalizam as mulheres para que estas se sintam marginalizadas e injustiçadas, instrumentalizam as pessoas gay, fazendo com que elas se sintam perseguidas, usurpam todas as causas nobres (dos direitos dos animais ao ambiente), e promovem ideias disruptivas da ordem social, como a ideia peregrina da ideologia de género e outros absurdos.

      A hora é de lutarmos, pela palavra, pelo esclarecimento.

      Abraço,

      OdF

      Eliminar
  2. Esses vídeos vivem sendo removidos, o MEGA seria uma boa alternativa para salva-los.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, vamos tentar seguir a sugestão. Tentamos guardar os vídeos e postar uma cópia de segurança, mas o lóbi YouTube nem sempre deixa.

      Abraço,

      OdF

      Eliminar

Os comentários estão desactivados pois o blogue está inactivo. As nossas desculpas por qualquer incómodo.

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.