segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Um 2013 Nazi-Free

“No que diz respeito aos judeus, a única ‘oração’ de Hitler foi terem sido varridos da face da terra” - a frase é de Efraim Zuroff, do Simon Wiesenthal Center. E vem a propósito de uma escultura polémica que está em exposição no gueto de Varsóvia, onde foram exterminados cerca de 300 mil Judeus durante o Holocausto :


Não descortino a intenção desta escultura, cuja actual localização me parece de mau gosto, até porque constato que o anti semitismo está de regresso, um pouco por toda a Europa, bem como a abominação da ideologia nazi. As acusações contra os Judeus têm o mesmo fundamento das da Santa Inquisição ou das de Hitler: pura paranóia!
Os desaparafusados clientes das profecias Maias, dos «Homens-Lagarto que dominam o Mundo», e de outras conspirações, «asseguram» coisas tão aberrantes como os Judeus «quererem exterminar todos os não Judeus». No entanto, quem tem levado a cabo atentados terroristas como os de Nova Iorque, Londres, Madrid ou Bali, quem todos os dias mata em nome da Religião e quem se faz explodir por esse mundo fora, não são os Judeus.


O ódio e o preconceito têm razões que a Razão desconhece. Por isso os meus votos para 2013 são de que Portugal, pátria de Aristides Sousa Mendes e de um dos povos  mais tolerantes do Mundo, continue a ser em 2013 um bastião de Liberdade e de repúdio por todas as formas de descriminação.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.