segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O Boko Haram mata às centenas

Hoje uma nova-iorquina empurrou um hindu para debaixo de um comboio, declarando «odiar muçulmanos» por causa do 11 de Setembro. As pessoas estão indignadas, e com toda a razão, com esse acto bárbaro. É estúpido crer-se que todos os muçulmanos são terroristas - e mesmo os que o são, merecem ser julgados, e não executados sumariamente. O que nos deixa embasbacados é que os massacres cometidos por radicais muçulmanos passem indiferentes ante a opinião pública ocidental. Como mais este, hoje, na Nigéria, onde neste mês foram dizimados cristãos às centenas:


Nigéria: Grupo islamita matou quinze

Cristãos degolados

Em novo massacre na Nigéria, pelo menos quinze cristãos foram degolados por um grupo islamita em Musari, no Norte do país.

Por:Paulo Madeira com agências


"Os agressores invadiram casas seleccionadas e mataram 15 pessoas enquanto estas dormiam", declarou, sob anonimato, uma fonte local à France Presse. As autoridades já tinham revelado que um ataque em Musari tinha matado cinco pessoas. Recorde-se que os islamitas do Boko Haram reivindicaram, nos últimos meses, dezenas de ataques que mataram centenas de cristãos.
Outro ataque contra cristãos, numa igreja copta junto a Misrata, na Líbia, matou ontem um egípcio e feriu três. 

 Mulheres e crianças sobreviventes de um dos ataques

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.