domingo, 25 de fevereiro de 2018

Sobre o QI dos "migrantes"

Com um QI que os coloca na faixa do atraso mental, o melhor que se pode esperar dos "refugiados" é isto:


Que bem que os "novos europeus" se integram!


Durante alguns anos, a inundação de muçulmanos que desaguava na Europa foi justificada pelos governos e pela União Europeia como consequência da guerra civil na Síria.  Depois as pessoas começaram a reparar que marroquinos, chechenos, somalis, paquistaneses, e dezenas de outras nacionalidades... não são sírios. 



Para justificarem  a invasão, que é parte integrante do programa de substituição populacional  EURISLAM, os governos europeus saíram-se então com a brilhante teoria de que os "migrantes" são absolutamente necessários para integrarem o mercado de trabalho na Europa e evitarem a falência do sistema de segurança social.

Verifica-se, no entanto, que a generalidade dos "migrantes", para além de periodicamente cometerem matanças de infiéis, e de terem o hábito um bocadinho desagradável de estuprarem as nossas mulheres e crianças, têm um QI que os coloca na categoria de débeis mentais, o que os torna, na generalidade, incapazes de se integrarem no mercado de trabalho europeu. 

Um débil mental é definido como uma pessoa com uma pontuação de QI* de 70% ou mais baixo. Isso significa que a maior parte dos "migrantes" maometanos são débeis mentais**. 

* - Q. I. ou o quociente de inteligência é um resultado derivado de um dos vários testes padronizados, projectados para avaliar a inteligência humana.
** - A nomenclatura de débil mental, nas variantes de suave, moderada ou profunda, substituiu as mais antiquadas de débil, imbecil e idiota, que são hoje em dia mais usadas como insultos. O termo débil mental tende a ser substituído por outros, à medida que é também usado como insulto; "excepcional", por exemplo, é um dos substitutos.


Não se depreenda que estamos a desprezar as pessoas de baixo QI. Muitos canalhas são pessoas inteligentíssimas. E muitas pessoas mentalmente débeis têm um coração de ouro. Todos os seres humanos, mais ou menos inteligentes, são iguais em dignidade.

Dito isto, há que considerar também que:

- Estamos a falar de QI médio. Obviamente que nem todas pessoas em Singapura, que lidera a lista com um QI médio de 108%, são muito inteligentes. E na Guiné Equatorial, que é a última classificada, nem todas pessoas são pouco inteligentes. Há pessoas muito e pouco inteligentes em todos os países, "raças humanas", culturas, religiões, etc..

- O processo para determinar o QI médio (e a própria noção de QI) é falível e discutível.

Esta lista consta do site Theodora, que é fértil em listas e estatísticas. Que nos digam os especialistas se é correcta ou não. À esquerda do nome de cada país encontramos o lugar que ocupa na lista. À direita, encontramos a percentagem média do QI:

1 Singapura 108 
2 Coreia do Sul 106 
3 Japão 105 
4 Itália 102 
5 Islândia 101 
5 Mongólia 101 
6 Suíça 101 
7 Áustria 100 
7 China 100 
7 Luxemburgo 100 
7 Países Baixos 100 
7 Noruega 100 
7 Reino Unido 100 
8 Bélgica 99 
8 Canadá 99 
8 Estónia 99 
8 Finlândia 99 
8 Alemanha 99 
8 Nova Zelândia 99 
8 Polónia 99 
8 Suécia 99 
9 Andorra 98 
9 Austrália 98 
9 República Checa 98 
9 Dinamarca 98 
9 França 98 
9 Hungria 98 
9 Letónia 98 
9 Espanha 98 
9 Estados Unidos 98 
10 Bielorrússia 97 
10 Malta 97 
10 Rússia 97 
10 Ucrânia 97 
11 Moldova 96 
11 Eslováquia 96 
11 Eslovénia 96 
11 Uruguai 96 
12 Israel 95 
12 Portugal 95 
13 Arménia 94 
13 Geórgia 94 
13 Cazaquistão 94 
13 Roménia 94 
13 Vietname 94 
14 Argentina 93 
14 Bulgária 93 
15 Grécia 92 
15 Irlanda 92 
15 Malásia 92 
16 Brunei 91 
16 Cambodja 91 
16 Chipre 91 
16 Antiga República Jugoslava da Macedónia 91 
16 Lituânia 91 
16 Serra Leoa 91 
16 Tailândia 91 
17 Albânia 90 
17 Bósnia e Herzegovina 90 
17 Chile 90 
17 Croácia 90 
17 Quirguistão 90 
17 Turquia 90 
18 Ilhas Cook 89 
18 Costa Rica 89 
18 Laos 89 
18 Maurícias 89 
18 Sérvia 89 
18 Suriname 89 
19 Equador 88 
19 México 88 
19 Samoa 88 
20 Azerbaijão 87 
20 Bolívia 87 
20 Brasil 87 
20 Guiana 87 
20 Indonésia 87 
20 Iraque 87 
20 Myanmar (Birmânia) 87 
20 Tajiquistão 87 
20 Turcomenistão 87 
20 Uzbequistão 87 
21 Kuwait 86 
21 Filipinas 86 
21 Seychelles 86 
21 Tonga 86 
22 Cuba 85 
22 Eritreia 85 
22 Fiji 85 
22 Kiribati 85 
22 Peru 85 
22 Trinidad e Tobago 85 
22 Iémen 85 
23 Afeganistão 84 
23 Bahamas, 84 
23 Belize 84 
23 Colômbia 84 
23 Irão 84
23 Jordânia 84 
23 Ilhas Marshall 84 
23 Micronésia, Estados Federados de 84 
23 Marrocos 84 
23 Nigéria 84 
23 Paquistão 84 
23 Panamá 84 
23 Paraguai 84 
23 Arábia Saudita 84 
23 Ilhas Salomão 84 
23 Uganda 84 
23 Emiratos Árabes Unidos 84 
23 Vanuatu 8423 Venezuela 84 
24 Argélia 83 
24 Bahrain 83 
24 Líbia 83 
24 Omã 83 
24 Papua Nova Guiné 83 
24 Síria 83 
24 Tunísia 83 
25 Bangladesh 82 
25 República Dominicana 82 
25 Índia 82 
25 Líbano 82 
25 Madagáscar 82 
25 Zimbabwe 82 
26 Egito 81 
26 Honduras 81 
26 Maldivas 81 
26 Nicarágua 81 
27 Barbados 80 
27 Butão 80 
27 El Salvador 80 
27 Quénia 80 
28 Guatemala 79 
28 Sri Lanka 79 
28 Zâmbia 79 
29 Congo, República Democrática do 78 
29 Nepal 78 
29 Catar 78 
30 Comores 77 
30 África do Sul 77 
31 Cabo Verde 76 
31 Congo, República dos 76 
31 Mauritânia 76 
31 Senegal 76
32 Mali 74
32 Namíbia 74 
33 Gana 73 
34 Tanzânia 72 
35 República Centro-Africana 71 
35 Granada 71 
35 Jamaica 71 
35 São Vicente e Granadinas 71 
35 Sudão 71 
36 Antígua e Barbuda 70 
36 Benim 70 
36 Botswana 70 
36 Ruanda 70 
36 Togo 70
37 Burundi 69 
37 Cote d'Ivoire 69 
37 Etiópia 69 
37 Malawi 69 
37 Níger 69 
38 Angola 68 
38 Burkina Faso 68 
38 Chade 68 
38 Djibouti 68 
38 Somália 68 
38 Suazilândia 68 
39 Dominica 67 
39 Guiné 67 
39 Guiné-Bissau 67 
39 Haiti 67 
39 Lesoto 67 
39 Libéria 67 
39 São Cristóvão e Nevis 67 
39 São Tomé e Príncipe 67 
40 Gâmbia 66 
41 Camarões 64 
41 Gabão 64 
41 Moçambique 64 
42 Santa Lúcia 62 
43 Guiné Equatorial 59 
Coreia do Norte N / A



Mapa-mundi de QI médio.



Salta à vista que nem todos os países do mundo estão nesta lista. A generalidade das listas que consultámos vai neste sentido.

O QI varia por exemplo com a saúde e o status social da família. O consenso entre cientistas é que a hereditariedade e o meio ambiente representam cerca de 80% e 20%, respectivamente, da inteligência humana.

Em termos práticos, e como ilustração, é fácil de prever que as pessoas que passam a vida subnutridas e doentes não têm muitas oportunidades de desenvolver a inteligência. Ou que as pessoas que não foram escolarizadas e que passam a vida numa constante luta pela sobrevivência, não pontuarão muito alto em testes de QI. 



 
O QI não é uma medida perfeita da inteligência humana. Há pessoas de baixo QI extremamente dotadas numa área particular. Têm uma inteligência selectiva, dirá um leigo como nós. No entanto, as pontuações de QI provaram ser bons indicativos de capacidade de realização académica, profissional e rendimento financeiro.

Posto isto, e como a prática demonstra, os "migrantes" maometanos, ainda que puséssemos de parte o terrorismo, o crime e a intenção invasora, não se enquadrariam no falado plano de "integração no mercado de trabalho". Relembramos que a esmagadora maioria vive à custa dos contribuintes e tenciona fazê-lo para sempre.  

Por isso há luminárias como o senhor Wolfgang Schäuble que se apressaram a parir uma nova teoria: os "migrantes" fazem falta para fecundar as mulheres europeias:


O grave problema da endogamia europeia

 

E os maometanos, supremacistas, concordam:

 

Não deixa de ser um argumento bastante engraçado, porque são os bárbaros maometanos, e não nós, europeus e pessoas do Mundo Livre em geral, quem tem um grave problema de consanguinidade, com as consequências que todos conhecemos:

Naturalmente que para os extrema-esquerdistas e para todas as pessoas boazinhas e moralmente superiores, de coração a sangrar, vale bem a pena deixar que eles nos matem, que estuprem, que destruam a nossa sociedade, porque "eles têm uma vida muito difícil lá na terra deles"

(O que é também engraçado, porque quem tem esse discurso acha que todo o planeta é uma delícia, à excepção do  Ocidente). 

No entanto:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.