quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Quem usa sarin é a Al-Qaeda

 Está por pouco - as armas químicas dos rebeldes são um pretexto como qualquer outro

O pretexto de Bush foram as famosas armas de destruição maciça. O de Obama são as armas químicas alegadamente de Assad. As de Bush serviram para derrubar Saddam Hussein. Estas servirão para Obama e Cameron alinharem com os terroristas islâmicos da Al-Qaeda.


Um membro da ONU explicou que são os rebeldes que usam o tenebroso gás sarin, e não o Governo.  

Além de que matar com gás é muito mau; matar bem é a tiro ou à catanada ou assim... Mas o pretexto achado foi este. E lá vão os EUA e o Reino Unido em socorro de jihadistas que praticam o canibalismo, o terrorismo, a violação, e muitas outras atrocidades! Tudo em nome da islamização do país!

Preocupadíssima com a Síria, a Administração Obama faz piadas sobre o genocídio de cristãos no Egipto: 

"Com pessoas a serem mortas no Egipto, cristãos em particular, igrejas a serem destruídas, onde está a "linha encarnada" do Presidente (Obama) no Egipto?" - perguntaram os jornalistas a Josh Earnest, porta-voz de Obama, numa conferência de Imprensa a semana passada. Ao que ele respondeu: "Bem, não trouxe a minha caneta encarnada hoje".

2 comentários:

  1. Caro amigo, olhe que não foi, como diz, "Um inspector da ONU", mas um membro da ONU... não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado. Já corrigi. Por amor à causa, antes de me deitar, ainda fiz 2 posts sobre mais esta pouca-vergonha islamizante, e o meu tradutor google cerebral falhou :-)

      Israel Bloom

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.