quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Educando o meu cunhado

O meu cunhado João é um excelente laboratório do que pensa e sente o adulto médio. Convencional até à medula, informado q.b. pelos media main-stream, politicamente no centrão oscilante, não podia ter melhor terreno para um teste simples. Passou na TV uma pequena peça acerca de Israel e aproveitei para lhe perguntar o que pensa de Israel. Tive o cuidado de avançar desde logo que simpatizo com o país, para não abrir ali um fosso intransponível. O resultado confirmou os bons ofícios da propaganda global antissemita: «Os gajos vão logo à bruta e matam crianças» - entre outros mimos, suavizados pela minha declaração inicial. A foto vencedora do World Press Photo (UMA ENCENAÇÃO COMPROVADA), e outros episódios análogos, rendeu proventos. Do resto da conversa dar-vos-ei conta oportunamente. Cartunes como este explicam (a quem esteja na disposição de entender e comprovar), o que é afinal o conflito Gaza-Israel:

 


Acorda, MUNDO! A ignorância útil deixou de estar na moda!

2 comentários:

  1. "Os gajos vão logo à bruta e matam crianças"

    Ao contrário de todas as outras guerras anteriores em que nunca morreu uma criança que fosse. Provavelmente porque em todas as outras guerras anteriores não houve quem descesse ao nível de se esconder entre a população civil e atirar pedras/lanças/flechas/rockets contra soldados inimigos. Já o Maomé fez o mesmo: haviam certas regras consideradas sagradas nas guerras árabes (como não lutar durante os meses sagrados ou não atacar de noite) que ele não se importou de desrespeitar. Claro que Maomé foi um profeta, assim sendo, de cada vez que ele ela questionado pelos seus subordinados de cada vez que quebrava uma regra considerada sagrada ele recebia uma revelação divina a desculpá-lo.

    Já agora, o que aconteceria se os Palestinianos tivessem o mesmo cuidado que os Israelitas têm e se limitassem a atacar alvos militares (Israel, ao contrário de certas organizações terroristas que certos elementos da nossa sociedade insistem em endeusar, não tem bases militares escondidas em zonas habitadas por civis de onde responde aos ataques e bombardeamentos terroristas)? De certeza que os media ocidentais os elevariam à condição de santos.

    ResponderEliminar
  2. Já assim são endeusados, como o são outros terroristas como Stalin, Mao, Castro, Guevara, etc.. :(

    I.B.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.