quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Quem canta assim é Gaga

As burkas da Lady


Caiu a burka a Lady Gaga - e esperemos que não lhe caia mais nada, caso alguém se sinta ofendido, que com estas coisas de burkas, todo o cuidado é pouco...

E a prová-lo já estão as reacções dos politicamente correctos, antes mesmo da dos muçulmanos. Estão indignados e furibundos, como NÃO FICAM quando por exemplo aparecem padres ou freiras nos videoclipes:

Ao equiparar o Islão com "choque", Lady Gaga está a reforçar o estereótipo de que há algo de essencialmente diferente com as mulheres da fé muçulmana. Isto é o oposto de inclusão. A realidade é que as mulheres muçulmanas são como quaisquer outras mulheres: totalmente formadas, pessoas autónomas, que passaram a ter uma certa fé.
Como o seu modelo Madonna, esta rapariga é um animal de palco nato. Tem talento (o dueto com Tony Bennet, por exemplo, demonstra-o), mas sabe explorá-lo com talento acima da média.



Na caixa de comentários do Público há algumas opiniões interessantes, mas não são as de gosto ou não gosto.

A virtude de se viver numa sociedade democrática e livre é que quem não gosta, não ouve, nem deixa os menores dependentes ouvir. Eu não gosto da música, a imagem e o marketing não me entusiasmam, e por conseguinte, não ouço. Concordo que é "péssimo exemplo para os menores". Mas não a Lady em si mesma; o acesso dos menores a este tipo de criação artística (o universo-Gaga) é que "promove a sexualização precoce dos mesmos", como assinala um leitor. Sobretudo se tiverem pais modernaços, leia-se escravos de todos os caprichos dos filhos e sem noção da sua obrigação de os educarem como achem melhor.

Um leitor levanta a interessante questão dos 'gangsta-rappers', que glorificam o crime, mas aí se calhar já é caso de Polícia.

Neste vídeo, por exemplo, o 'gangsta-rapper' Gladis Kyala, que dá pelo complicado nome artístico de Derry fOSt, conta com a participação de Billy Good na canção (?) I am a mini G 2008  e aproveita para mandar um kiss para as ladys yeah

Até aqui tudo bem, não fora o rapaz sacar de um ganda navalhão aos 35 segundos e ameaçar que vai "acabá c'a tua raça", te mata a família toda e te dá cabo da casa e mais não sei o quê! Será mera criação artística? Eles, os miúdos, não a levam assim, tanto mais que dias depois o jovem fOSt foi parar ao hospital na sequência de um ataque à facada. Felizmente não morreu, como tem acontecido com outros, criados neste caldo de incultura. Antes a Gaga!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.