sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Carta aberta a Luís Silva, o amigo dos "refugiados"


(...) possuímos conterrâneos do calibre de Luís Silva, o herói que, sem receio de arranjar bolhas nos pés e aparecer no “Público”, executa “uma caminhada solitária de 500 quilómetros pela costa alentejana e algarvia até à fronteira com Espanha” a fim de “angariar fundos para associações que ajudam refugiados” (de modo a simular as condições dos ditos, Luís Silva “leva na mochila uma muda de roupa, uma lata de salsichas e de atum e um saco-cama”. O “Público” não informa se, a benefício do realismo, o rapaz tentará afogar um cristão na Praia da Rocha).
Alberto Gonçalves, A Estátua da Nulidade

Olá Luís Silva,
- Teve notícias do Massacre de Barcelona, levado a cabo pelos seus amigos "refugiados"? Não lhe pesa a consciência por estar a defender bárbaros ASSASSINOS, piores que os nazis e os comunistas?
- Consegue entender que as pessoas a quem  chama "refugiados da guerra na Síria" não são refugiados, não vêm da Síria e são responsáveis pela onda de terrorismo que assola a Europa? Ou já está no estado em que entra em crise histérica se lhe tentam mostrar que está errado?
- Vamos tentar explicar-lhe algo que uma criança de 4 anos já entende: todo o efeito tem uma causa.

1 - A União Europeia e as lideranças políticas fecham os olhos à invasão islâmica. Aqui, vemos mais um grupo de colonos a desembarcarem em Espanha:


2 - Assim que chegam, os muçulmanos, cuja ideologia supremacista os manda atacar, matar, estuprar ou escravizar os não-muçulmanos, passam à acção e começam a aterrorizar as populações locais. Aqui, colonos muçulmanos causam o caos em Espanha:


3 - Escandalizados perante a visão de pessoas que recusam a conversão ao Islão, apesar dos seus melhores esforços, os muçulmanos aderem a células terroristas e desatam a matar os infiéis. Aqui, o massacre de 14 inocentes esta quinta-feira, em Espanha:


Luís Silva,
- Não é preciso ser-se um ás em Política para se entender que a guerra da Síria não é em África, no Paquistão, ou em qualquer das dezenas de países islâmicos de onde chegam os "refugiados da Síria".
 - Não é preciso ser-se um ás em Política para se constatar que o grosso dos "refugiados da Síria" são homens e são jovens, exactamente a população que, numa guerra, está mais capacitada a defender os seus.
 - Não é preciso ser-se um ás em Política para se verificar que os países muçulmanos não recebem nem um destes pseudo-refugiados.
 - Não é preciso ser-se um ás em Política para se ESTUDAR e se constatar que o Islão é terrorista e genocida por natureza - até porque são os próprios muçulmanos que o admitem. E não colhe o argmenyo de que "nem todos são". Nazis são nazis, mafiosos são mafiosos, muçulmanos são muçulmanos!
- Não é preciso ser-se um ás em Política para se entender que a esquerda defende a invasão islâmica porque os muçulmanos votam à esquerda e só assim a esquerda consegue aceder ao poder, hoje em dia:

França: voto muçulmano torna impossível vitória de um candidato não pró-islâmico

É por ser comunista que o Luís defende a colonização islâmica?
- Não é preciso ser-se um ás em Política para se entender que, tal como os nazis, os muçulmanos têm que ser travados, ou pereceremos TODOS. Mesmo você, Luís Silva. Não pense que eles o vão poupar, mesmo após este seu gesto de submissão. Eles odeiam-no ainda mais pela sua patética cobardia.

----------------------

QUER ESTUDAR, LUÍS SILVA?

 Então veja as nossas secções:
Temos milhares de posts a explicar tudo isto, com provas, com vídeos (a canalha do Google/YouTube censura tudo, mas vai dando para ver), com depoimentos de ex-muçulmanos, etc., etc.. Depois não diga que não foi avisado.

Os Cagalhões Desprezíveis

Invasão Islâmica - as pessoas começam a entender!

A Invasão que eles escondem - 1


A Invasão que eles escondem - 2


A Invasão que eles escondem - 3


A Invasão que eles escondem - 4


A Invasão que eles escondem -conclusão




Outro cidadão europeu que aprova a invasão islâmica camuflada como "refugiados da guerra na Síria". É esta a sua gente, Luís Silva.



Consegue ver estes dois pequenos vídeos, como introdução ao tema?

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

João Quadros: AMEAÇAS DE MORTE e PONTAPÉS NA C***


Já há anos que João Quadros insulta Laura Ferreira apenas por esta ser Esposa de um político conservador. Para mais insultos e ameaças de pancada e de morte, visitar o site JOÃO QUADROS A INSULTAR:


Introdução: O conhecido esquerdopata João Quadros chamou "nazi" a Passos Coelho (ex-Primeiro Ministro e líder do PSD) por este não querer que a entrada de colonos muçulmanos em Portugal se faça tão desbragadamente como este governo de extrema-esquerda está a fazer.
Quadros, como todos os esquerdopatas, anseia pelos colonos muçulmanos. Odeia tanto a sociedade em que vive, que conta com os muçulmanos para a destruírem.
Deve estar a festejar o enriquecimento cultural de hoje em Espanha. E odeia tanto quem se opõe à islamização, que voltou a festejar o câncer que aflige a mulher de um político que não pensa exactamente como ele.
(Aos nossos muitos amigos brasileiros que não sabem quem é este João Quadros: é uma espécie de Gregório Duvivier luso, um menino rico que não cresceu, maconheiro, esquerda-caviar, famoso por ser famoso e por escrever graçolas sem graça, que cultiva os mesmos tiques de superioridade e o mesmo desprezo pelo povo).
....................................................

Já há anos que João Quadros faz as mais abjectas piadolas com Laura Ferreira, Esposa de Passos Coelho:
Inclusive ofereceu-lhe "pontapés na co**" - ver tweet acima.
Uma verdadeira obsessão, um ódio de morte. Se não fosse de esquerda estaria preso.
Esta gente que passa vida a proferir ataques miseráveis contra políticos como Passos ou Trump, não poupando nem os familiares, ficaria indignada se fizessem o mesmo ao Jerónimo de Sousa ou ao Obama.
É essa diferença de tratamento que é grave. Quanto a este idiota, é apenas um idiota, que se não tivesse o nome de família e as cunhas que tem, e se não pertencesse à pandilha esquerdista que domina os media e o espectáculo, seria apenas mais um idiota da aldeia, a quem ninguém liga.

....................................................


João Quadros, um ícone do politicamente correcto.

João Quadros é uma de muitas vozes que diariamente despejam na TV, na rádio e nos jornais, toneladas de Marxismo cultural, de esquerdismo panfletário, de ódio gratuito, de mentalidade decadente, de inversão de valores, de aplausos às ideologias comunista e islamista e de ódio às democracias.
Como ele há milhares, a trombetearem a sua propaganda, a fazerem lavagem ao cérebro às pessoas. 

 ....................................................


André Ventura, o homem que o sistema odeia, porque diz algumas verdades.

André Ventura, que ficará na História como o primeiro político não politicamente correcto de Portugal, disse que esmurraria João Quadros, por este se ter regozijado à com a doença de Laura Ferreira. E a delicada sensibilidade dos camaradas de João Quadros abespinhou-se. A Imprensa, que está branquear a alma negra de João Quadros, não poupa André Ventura. Nunca poupou:

Abriu a caça ao André Ventura!  


Mas ninguém se abespinhou em todos estes anos em que Quadros distribuiu insultos (e não estamos a falar de comédia, atenção!) ameaças de morte e de pancada a todos os que não lêem pelo seu Livro Vermelho. Não a desconhecidos em picardias da Internet, mas a figuras públicas.
Imaginemos que era uma figura pública cristã e conservadora a distribuir ameaças de pancada, ameaças de morte, insultos refinadamente obscenos. Já teria sido mediaticamente linchado. Já teria perdido o emprego e a reputação!

Fica aqui uma breve amostra, que pode consultar no site JOÃO QUADROS A INSULTAR:













Em resposta a esta polémica, João Quadros não só não pede desculpas como redobra os insultos e escreve:
"E que fique claro não me sinto vítima de perseguição,odio, maus olhados, piadas com os meus filhos, etc Zero Estou me a cagar para vocês".
Claro que está a "cagar-se" para todos nós! Ele tem um tacho eterno que lhe garante uma pequena fortuna em cachets, a escrever piadas secas e a participar todos os painéis de comentadores!
....................................................

P.S. - Dizem-me que é da droga. Pois seja, mas se um cidadão normal beber cinco litros de vinho e fizer metade do que ele faz, é capaz de malhar com os ossos na cadeia. Já ele, recebe prebendas e aplausos e ninguém lhe vai à mão. Os camaradas que pregam a "igualdade" são assim...
P.P.S. - Mais um bocadinho da arte e sabedoria de João Quadros, e do que hoje em dia se considera ser intelectual e de bom tom (desde que venha da esquerda - e só da esquerda podem vir coisas intelectuais e de bom tom):

Alguns mimos dedicados ao então Presidente da República Cavaco Silva (note-se que para esta gente, o Nicolás Maduro, o aiatola Khameini ou o Kim Jong Un, são 5 estrelas):
 

 











Sempre os insultos às esposas:


Sempre a mesma obsessão comunista por matar quem não o é:



Aqui são mimos dirigidos a pessoas que não são da extrema-esquerda, por não serem da extrema-esquerda:








Aqui afiança que vai vandalizar um estabelecimento:


Aqui, festeja a morte de Eusébio:









Um rapaz que não é de Lisboa respondeu a Quadros. Eis como o comunista vê quem não vive em Lisboa:




De notar que Quadros evoca o Diabo, que é a quem gente como ele adora.

Etc....

Jihad islâmica em Barcelona: 13 mortos e reféns



Post-Scriptum: o muçulmano marroquino naturalizado espanhol, Driss Oukabir, foi capturado. Mais 5 terroristas foram abatidos. Se este massacre tivesse ocorrido em Israel, a Imprensa noticiaria: "Israel mata 5 'palestinos'". E haveria uma chuva de condenações internacionais contra Israel.

 "A Polícia local diz que ainda não conhece a motivação do ataque, mas está a tratá-lo como terrorismo".

7 de dezembro de 1941: "A polícia local em Honolulu diz que ainda não conhece a motivação do ataque, mas está a tratá-lo como uma possível provocação do Império japonês".


Agora mesmo, mais um ataque terrorista islâmico, em Barcelona, Espanha, de acordo com os mandamento da Religião da Paz, que manda fazer a guerra aos "infiéis" até que estes se rendam, se convertam, sejam escravizados ou paguem a jizya, o "imposto de infiel".  

Dizem-nos que "o terrorismo é normal nas grandes cidades". Dizem-nos que temos de nos deixar matar caladinhos. Ou somos "racistas".

Após este massacre ficará mais uma vez estabelecido pelo pensamento oficial que "os muçulmanos são as 'verdadeiras' vítimas".

Leiamos o Alcorão:
  1. Tu deves estuprar, casar e divorciar meninas na pré-puberdade. Alcorão 65:4, 4:3
  2. Tu deves ter relações sexuais com escravas sexuais e trabalhadoras escravas. Alcorão 4: 3, 4:24, 5:89, 33:50, 58: 3, 70:30
  3. Tu deves bater nas escravas sexuais, nos trabalhadores escravos, e nas esposas. Alcorão 04:34
  4. Tu deves ter quatro testemunhas masculinas muçulmanas para comprovar um estupro. Alcorão 24:13
  5. Tu deves matar aqueles que insultam o Islão ou Maomé. Alcorão 33:57
  6. Tu deves crucificar e amputar não-muçulmanos. Alcorão 5:33, 8:12, 47: 4
  7. Tu deves matar os não-muçulmanos para garantir receber as 72 virgens no céu. Alcorão 9: 111
  8. Tu deves matar quem deixar o Islão. Alcorão 2: 217, 4:89
  9. Tu deves decapitar não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 47: 4
  10. Tu deves matar e morrer por Alá. Alcorão 9: 5
  11. Tu deves aterrorizar os não-muçulmanos. Alcorão 8:12, 8:60
  12. Tu deves roubar e furtar os não-muçulmanos. Alcorão Capítulo 8 (Saque / Espólios de Guerra)
  13. Tu deves mentir para fortalecer o Islão. Alcorão 3:28, 16: 106
  14. Tu deves lutar contra os não-muçulmanos, mesmo que não queiras. Alcorão 2: 216
  15. Tu NÃO deves tomar os não-muçulmanos como amigos. Alcorão 05:51
  16. Tu deves chamar os não-muçulmanos de porcos e macacos. Alcorão 5:60, 7: 166, 16: 106
  17. Tu deves tratar os não-muçulmanos como as criaturas mais vis, que não merecem misericórdia. Alcorão 98: 6
  18. Tu deves tratar os não-muçulmanos como inimigos jurados. Alcorão 4: 101
  19. Tu deves matar os não-muçulmanos por não se converterem ao Islão. Alcorão 09:29
  20. Tu deves extorquir não-muçulmanos para manter o Islão forte. Alcorão 09:29.

Ver:

Os 20 Mandamentos mortais do "diabólico" ("satânico") Maomé, o fundador do Islão

O problema não é estar lá escrito isto; o problema é eles praticarem isto todos os dias!

A União Europeia está apostada na islamização sistemática da Europa, e as vítimas do terrorismo islâmico são mais uma ajuda para a substituição populacional:

União Europeia lança "Eurislam" - o projecto de islamização da Europa


Ataques como este estão de acordo com a lei islâmica. Não são, como dizem os muçulmanos, os neo-nazis, a extrema-esquerda e o pensamento oficial politicamente correcto, "actos de quem não compreende o Islão".
Por alguma razão, o Islão é a única religião que nos nossos dias continua a matar em nome do seu deus.
Aqui está uma passagem sobre esta questão de um manual Shafi'i da lei islâmica, cortesia de Robert Spencer, especialista em Islão:


     "Quando um homem adulto é levado em cativeiro, o califa considera os interesses ... (do Islão e dos Muçulmanos) e decide entre a morte do preso, a escravidão, a libertação sem pagar nada, ou se o resgata em troca de dinheiro ou por um cativo muçulmano detido pelo inimigo."
(Confiança do Viajante o9.14)

Um venerado jurista islâmico, Al-Mawardi, concorda:


     "Quanto aos cativos, o emir tem a opção de tomar a acção mais benéfica de quatro possibilidades: a primeira, matá-los, cortando-lhes o pescoço. A segunda, escravizá-los e aplicar as leis da escravidão em relação à sua venda ou submissão. A terceira, resgatá-los em troca de bens ou prisioneiros. E em quarto lugar, mostrar-lhes favor e perdoá-los."
(Al-Ahkam As-Sultaniyyah (The Laws of Islamic Governance), 4.5)


O Verão europeu dos nosso dias: fugindo dos muçulmanos, concertos de solidariedade com as vítimas dos muçulmanos, ursinhos de peluche e velas nos locais das matanças feitas pelos muçulmanos, importação de mais e mais e mais "refugiados", leia-se: muçulmanos.

O Islão já matou pelo menos 670 milhões de inocentes, e continua a matar, sob os aplausos da ONU, dos políticos ocidentais e do exército de lacaios (jornalistas, opinadores e outros).
Quem disser a VERDADE arrisca-se a sérias represálias. Muitos estão presos, outros foram mortos, outros perderam o seu ganha-pão, por exporem a realidade do islamismo. O Islão é o novo Nazismo que caiu sobre a Europa.



Mais do que tudo isto, temos a realidade diária em todo o Mundo. Os muçulmanos matam, torturam, estupram, raptam, milhares de inocentes todos os dias. Os muçulmanos, do mais reputado clérigo ao rapazote da rua, admitem abertamente o carácter supremacista e terrorista da sua ideologia. Os sermões, a literatura, estão disponíveis para quem queira. Mas os líderes ocidentais continuam a mandá-los vir. Em Portugal, mais 400 mil estão a entrar este Verão. A Espanha é o que já se vê.

Valerá a pena deixar-mo-nos matar todos apenas para não parecermos "racistas" aos olhos de meia dúzia de badamecos, incapazes de verem este vídeo e de o analisarem com espírito crítico?



quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Islão já manda em Itália


 

Há muito que esperávamos que este vídeo fosse traduzido. É  parte de uma reportagem da cadeia de Televisão italiana RAI2, que mostra como os muçulmanos vão dominando os espaços, a cultura e a economia. Há reportagens sobre italianos expulsos das suas casa para darem lugar aos colonos muçulmanos, de igrejas vandalizadas, cidadãos atacados, etc.. Os políticos permitem e encorajam tudo isto. Para quê, não sabemos. Estarão todos pagos


Austrália: clérigo muçulmano diz que os muçulmanos são mais limpos e cheiram melhor do que os não-muçulmanos

Isa Graham deve ser um "extremista", certo? Não! Apenas repete o que o Alcorão diz:

"Ó vós, os crentes, os politeístas são imundos ..." (Qur'an 9:28)


 "Os infiéis cheiram mal: um pregador que se converteu ao islamismo diz que os muçulmanos têm casas de banho mais limpas, são mais educados e cheiram melhor do que aqueles que não adoram a Alá"
por Stephen Johnson, Daily Mail Austrália, 16 de Agosto de 2017

    
Um pregador que se converteu ao islamismo sugeriu que os muçulmanos cheiram melhor do que os não-crentes.

    
O xeque sunita Isa Graham usou a analogia de um homem que entrasse acidentalmente na sala de conferências do hotel para descrever a limpeza superior dos muçulmanos.

    
"Quando ele entra na nossa sala, ele sabe logo que há aqui muçulmanos", disse, gesticulando com a mão direita cobrindo o nariz.

    
"Porque as retretes são mais limpas, a maneira como as pessoas falam é mais educada, e
o cheiro é do melhor."

    
No entanto, este pregador de linha dura da Ahlus Sunnah Wal Jamaah Association também criticou os muçulmanos moderados por não adoptarem integralmente a lei Sharia, o sistema legal islâmico que impõe punições por adultério, entre outras coisas.

    
"Em vez de se orgulharem da Sharia, começamos tornar-nos defensivos e não olhamos para a Sharia de maneira correcta", disse ele.

    
O xeque sunita disse que os muçulmanos tinham o dever de espalhar a sua religião para todos.

    
"Primeiro, na forma como nos apresentamos e nos comportamos como muçulmanos, e depois começamos a pregar às pessoas", disse ele.

    
O seu sermão foi proferido na conferência anual da ASWJ no Hume Islamic Youth Centre em Melbourne ...

--------------------------------

Supremacismo, genocídio, terrorismo, sacrifícios humanos, canibalismo, estupro religioso, pedofilia, escravatura sexual, mutilação genital feminina compulsiva, pena de morte por homossexualidade, apostasia ou suposto adultério, tudo isto é o Islão, na sua essência. As sociedades que permitem a invasão de muçulmanos, começam imediatamente a experimentar todas estas e mais atrocidades. Mas pelos vistos eles são muito limpinhos...

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Israel Cycling Team e Krists Neilands - Missão Cumprida na Volta


Roy Goldstein e Krists Neilands
 
A prova portuguesa foi a maior corrida por etapas em que a Israel Cycling Academy já participou. E com grande sucesso:

1. Krists Neilands conquistou a camisola branca de líder da juventude, nesta que é das provas por etapas mais duras e longas do Mundo.
2. O campeão letão terminou no TOP 10. Foi 10º, atrás do prestigiado corredor português Sérgio Paulinho, que tem no seu palmarés uma medalha de prata olímpica e tem integrado equipas de topo do pelotão mundial.
3. A Israel Cycling Academy animou as fugas, as contagens de montanha, as metas volantes e os sprints finais desta Volta. Esperemos que voltem.

 Site: Israel Cycling Academy
YouTube: Israel Cycling Academy.


 Leia ou releia, sff:

 

A ICA está em grande: venceu a última etapa da Colorado Classic

Aqui ficam algumas imagens da equipa israelita na nossa Volta: 

 









Isto é Israel, meus amigos! Respiram por pulmões e comem pão, como nós. Até andam de bicicleta!