terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Supermercado kosher francês incendiado no aniversário do ataque ao Hyper Cacher


No terceiro aniversário do massacre no Hyper Cacher, vândalos incendiaram um mercado judeu em Paris, o último incidente anti-semita no país.

Por: World Israel News e AP

Um supermercado kosher em Paris foi vandalizado e incendiado na terça-feira, num aparente ataque anti-semita.


Ninguém ficou ferido no incidente, mas o fogo danificou grande parte da loja Promo & Stock.

Antoine Besme, do Ministério Público regional, disse que as autoridades acreditam que o incêndio na terça-feira no subúrbio de Creteil foi de natureza criminosa, porque as persianas de protecção da loja foram abertas à força.

Na quarta-feira passada, duas lojas judaicas da região, incluindo a que ardeu hoje, foram pintadas a spray com 5 suásticas. Uma segunda loja também ficou ligeiramente danificada no fogo.

O incêndio levantou preocupações por causa dos graffiti anti-semitas, e porque o incêndio eclodiu no terceiro aniversário do ataque terrorista islâmico mortal no mercado Hyper Cacher, em Paris, que causou quatro mortos.

Creteil é o lar de cerca de 23 mil judeus entre os seus 90 mil habitantes.

O presidente da comunidade judaica de Creteil, Albert Elharrar, disse que os grupos judeus acreditam que as lojas foram deliberadamente atingidas como comemoração dos ataques de 2015.

https://pamelageller.com/2018/01/paris-jewish-market-burned-down.html/


"Existe um elo entre o graffiti e o fogo", disse ele à AFP. "Está claro que não aconteceu por nenhuma outra razão a não ser atacar uma loja kosher no dia das comemorações".

Elharrar disse à AP que o gerente da loja é muçulmano. "Isso mostra o espírito da cidade de Creteil, onde a comunidade judaica vive", disse ele.

A embaixadora de Israel em França, Aliza Bin Noun, chamou a este acto de vandalismo no terceiro aniversário do ataque "uma provocação vergonhosa".

Um número recorde de judeus franceses imigraram para Israel desde 2015, devido ao crescente anti-semitismo violento no país.


-----------------------



Há 3 anos, toda agente foi Charlie, mas ninguém foi Hyper Cacher.

A França trocou alguns judeus, ordeiros e trabalhadores, por milhões conquistadores de maometanos violentos.
Para pouparmos grandes comentários a mais este episódio da nova Solução Final, aconselhamos a leitura do post de anteontem:

Há 3 anos, éramos todos "Charlie"

Não há futuro para os poucos judeus que restaram em França e na Europa após o Holocausto.

França: um ataque anti-semita, um canário numa mina

França: muçulmanos dentro, judeus fora


E mais na nossa secção FRANÇA.

O Charlie Hebdo desenhava Maomé (como desenhava Jesus Cristo, Moisés e todas as figuras religiosas que lhe apeteceu). Mas o Hyper Cacher (e os judeus que são regularmente chacinados pelos maometanos em França) não desenharam Maomé.



Recordando os ataques:



Os maometanos têm por obrigação exterminar os judeus, para que venha o Último Imã, que, segundo a escatologia islâmica, tornará o Islão a ideologia única global.
Judeus franceses, perseguidos pelos colonos maometanos, fogem para Israel.  Estão a cumprir-se as profecias:


Isaías 11:11,12


Naquele dia o Senhor estenderá o braço pela segunda vez para reivindicar o remanescente do seu povo que for deixado na Assíria, no Egipto, em Patros, na Etiópia, em Elão, em Sinear, em Hamate e nas ilhas do mar. Ele erguerá uma bandeira para as nações a fim de reunir os exilados de Israel; ajuntará o povo disperso de Judá desde os quatro cantos da terra.

Jeremias 31:38-40


“Estão chegando os dias”, declara o Senhor, “em que esta cidade será reconstruída para o Senhor, desde a torre de Hananeel até à porta da Esquina. A corda de medir será estendida directamente até a colina de Garebe, indo na direcção de Goa. Todo o vale, onde cadáveres e cinzas são jogados, e todos os terraços que dão para o vale do Cedrom a leste, até a esquina da porta dos Cavalos, serão consagrados ao Senhor. A cidade nunca mais será arrasada ou destruída”.

Ezequiel 11:17


Portanto, diga: “Assim diz o Soberano Senhor: Eu os ajuntarei dentre as nações e os trarei de volta das terras para onde vocês foram espalhados, e lhes devolverei a terra de Israel”.


1 comentário:

  1. Aleluia!
    É triste esse momento pelo qua o povo de Israel tem passado, mas grande é o que fez a promessa de reunir e salvar seu povo.
    Bendito seja Israel, glória ao Senhor dos Exercitos!

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.