quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Obama, Mentiras e Vídeos


- UE defende uma solução política na Síria, deixando Obama mais sozinho - Público

- Com a sua obstinação, Obama pode estar a cozinhar a 3ª Guerra Mundial. Putin avisou que pode ir em apoio de Assad - Fox News. A Rússia já tem navios de guerra a caminho - AFP. A Rússia entregou às Nações Unidas um relatório que demonstra que foram os "rebeldes" a fazer os ataques químicos, para impressionarem a opinião pública mundial - McClatchy.

- Obama lembra que foi o Mundo que condenou as armas químicas. O Mundo também condena o genocídio, o que não impediu Obama de continuar as suas partidas de golfe e declarar não querer tomar partido, quando os cristãos no Egipto começaram a sofrer a mais recente ofensiva da ofensiva da Irmandade Muçulmana, que ainda dura, e que tem resultado em casas e igrejas atacadas e queimadas, pessoas assassinadas, jovens violadas, crianças raptadas, etc,.. (vastamente mostrada e comentada neste blog; ver etiqueta "Egipto", sff).
- Enquanto os líderes dos EUA continuam a correr para a guerra contra o governo da Síria, hoje, "rebeldes ligados à Al-Qaeda", segundo notícia da Associated Press, "lançaram um ataque contra uma aldeia de cristã densamente povoada no oeste da Síria, e novos confrontos irromperam perto da capital, Damasco, na quarta-feira ... No ataque à aldeia de Maaloula, os rebeldes tomaram um hotel na montanha e  daí bombardearam a população das aldeias situadas mais abaixo, disse uma freira, falando por telefone de um convento na aldeia. Ela falou sob anonimato por medo de represálias."
A Agência de notícias árabe Al Hadath dá mais informações sobre mais este recente ataque terrorista contra os cristãos da Síria, especificamente, como os rebeldes ligados à Al Qaeda "aterrorizam os cristãos, jurando vingança contra estes após o triunfo da revolução." Obama continua a jogar o seu golfe. Só que deste vez toma partido. Pela Al-Qaeda. Contra as vítimas.
- Os terroristas da Al-Qaeda aguardam ansiosamente o apoio dos EUA contra o governo sírio, para que possam dominar - se não chacinar - os cristãos da Síria, bem como os secularistas e os não-muçulmanos - ainda que a administração Obama tente justificar a guerra contra a Síria evocando absurdamente os "direitos humanos" dos sírios, por um lado, e mentindo sobre a presença da Al-Qaeda na Síria, por outro.
- Raymond Ibrahim é autor do Crucificado de Novo: Expondo a Nova Guerra do Islão Contra os Cristãos e aborda no seu site os muitos aspectos de mais esta mentira da administração Obama.
- Já apontámos que os Estados Unidos vão agir como mercenários, pagos pelos países árabes inimigos do regime de Assad - segundo o próprio John Kerry.
- Enquanto Kerry age como um moço de recados e garante que os rebeldes sírios são moderados, o Mundo continua a testemunhar o terrorismo de motivação religiosa que estes praticam. Putin já declarou abertamente que Kerry está pura e simplesmente a mentir. Mark Hosenball e Phil Stewart comentam, em trabalho para a Reuters, 5 de Setembro.
- Os chamados rebeldes sírios, que Obama vai apoiar, continuam no seu frenesim de morte e destruição, e fácil seria incluir aqui vídeos de chacinas indiscriminadas, decapitações de infiéis e outras atrocidades. O New York Times publica hoje um artigo intitulado "Brutalidade dos Rebeldes Sírios põe Dilema ao Ocidente". É apenas mais um episódio de horror, em que descontraidamente os rebeldes lêem um poema e executam os 5 homens sob o sempiterno estribilho de ALLAH AKHBAR. Tem vídeo.
"Por 50 anos, eles foram companheiros da corrupção", diz o terrorista conhecido localmente como O Tio. "Nós juramos ao Senhor do Trono, que este é o nosso juramento: Vamos tomar vingança."

"Senhor do Trono"
é uma referência ao Alcorão 2:255 ", o versículo do Trono": "Allah - não há outra divindade além d'Ele, o Eterno, o Sustentador de toda a existência. Não dorme. A Ele pertence tudo quanto existe nos céus e tudo o que está sobre a terra. Quem é que pode interceder junto a Ele, sem a Sua permissão? Ele tudo conhece e só acontece  o que Ele quer. O seu trono estende-se sobre os céus e a terra. Ele não cansa. Ele é o Altíssimo, o Mais Grandioso ".
"Corrupção" também não é apenas uma referência genérica neste contexto, mas um conceito corânico: "De facto, a pena para quem faz a guerra contra Alá e o Seu Mensageiro é ser morto ou crucificado, ou as suas mãos e pés serem cortados de lados opostos ou ser exilado da terra, o que é para eles uma desgraça neste mundo; e no outro é um grande castigo "(5:33).

Este vídeo chocante é um dentre centenas, que retratam a jihad em curso na Síria:


P.S:  Verificámos hoje que as atrocidades dos terroristas da Al-Qaeda a operar na Síria já saltaram para os telejornais. A SIC Notícias passou parte do vídeo divulgado pelo NYT a que fazemos referência nesta entrada. Continuamos a aguardar que a guerra de Obama tenha as manifestações globais anti-guerra que George W. Bush teve. A guerra, meus amigos, é um horror. Há que fazer tudo o que esteja ao nosso alcance para a evitar. Muitos políticos (a generalidade deles), imunes ao sofrimento do povo, jogam o seu xadrez de poder e influência esmagando os mais fracos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.