sábado, 27 de julho de 2013

Roger Waters, o Porco Rastejante

O antissemtismo não acabou com a derrota dos nazis na Segunda Grande Guerra. Os Judeus erraram pelo mundo durante dois mil anos, expulsos da sua terra natal, sofreram o estigma  de serem minoria, e foram bodes expiatórios para todo o serviço. Na época da Internet, o antissemitismo e as teorias da conspiração revestem-se de aspectos ainda mais tenebrosos do que na Idade Média ou durante o regime nazi. Na linha da frente dos que anseiam por um novo Holocausto, está Roger Waters, o ex-Pink Floyd com mau feitio.

Do site Europe-Israel:
 pig4

O ex-vocalista do Pink Floyd, Roger Waters macaqueia Morsi e El Qaradawi durante um concerto na Bélgica e na Holanda, onde flutuava um porco marcado com uma estrela de David. Este espectáculo angustiante ocorreu na Bélgica, durante um espectáculo perante 35.000 pessoas, em 20 de Julho, em Werchter, sem que qualquer associação judaica tenha relatado os factos. A imprensa belga criticou os métodos de Roger Waters (ex-Pink Floyd). O caso foi relatado por espectadores israelitas e relatada por sites americanos, como o Elder of Ziyon.

A loucura antissemita de Roger Waters não deixa lugar a dúvida: ele já se tinha distinguido no "tribunal" Russell sobre a Palestina, realizado em Nova Iorque em Outubro de 2012. Foi parte do "júri", composto de velhas glórias como ele mesmo, a romancista racista antissemita Alice Walker, a ex-Pantera Negra Ângela Davis, e a ex-congressista e teórica da conspiração Cynthia McKinney. E, claro, o inevitável Stéphane Hessel, mascote de Pierre Galand. A estrela do espectáculo, o antissemita Noam Chomsky, não veio ...
Morsi já tinha "explicado" que "os judeus são sanguessugas, descendentes de porcos e macacos." É preciso reconhecer que na Europa esse tipo de discurso já não choca.!...
O Centro Simon Wiesenthal disse em 24 de Julho: ao fazer flutuar um balão em forma de porco com a Estrela de David durante seu espectáculo, Roger Waters posicionou-se na vanguarda do anti-semitismo.
O Centro Simon Wiesenthal denunciou este evento de Roger Waters, ex-Pink Floyd. Uma testemunha israelita descreveu o incidente à YNET News. "Waters é um dos defensores da organização  anti-Israel BDS (Boicote, Desinvestimento, Sanções). Sem mencionar a questão de Israel / Palestina, Waters realizou um acto de anti-semitismo medieval clássico amplamente utilizado tanto pela propaganda soviética como nazi para incitar o ódio contra os judeus", acusou o rabino Abraham Cooper, director associado do Centro Simon Wiesenthal , uma ONG que luta contra a intolerância e o anti-semitismo em todo o mundo. "Apelamos a personalidades do mundo do entretenimento para condenarem esta exibição grotesca de ódio anti-judaico e esperar uma resposta dos activistas do BDS que afirmam que seu objectivo é ajudar a paz e a reconciliação entre israelitas e árabes palestinianos", concluiu.
Aqui está o vídeo de seu show na Holanda (Arnhem 18/07/2013) encontrado pelo Elder of Ziyon:

3 comentários:

  1. Vou mandar-lhe mensagem privada no FB e aguardo instruções. Aceito com gosto, não obstante a exígua disponibilidade.

    Quanto a esse porco rastejante, é típico dessa gente nunca falarem de nada em concreto, usando a insinuação suja como forma de comunicação. Bem espremida, a comunicação desse bandalho é que não houve Holocausto e que os judeus, a terem existido, «bazaram» todos talvez por volta do ano 4.000 a. C.. :-) PQOP!

    Saudações Cordiais,

    R. Smith

    ResponderEliminar
  2. Por opção editorial, passamos a ter tolerância zero a trolls nazis e outros.

    I.B.

    ResponderEliminar
  3. O anti-semitismo além de irracional é demoníaco, o povo judeu tem contribuido e muito para o progresso da ciência, vida longa a Israel.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.