segunda-feira, 15 de julho de 2013

More Seinfeld For You!

 

Já foi há um par de anos. Certa noite de insónia fui para a sala e liguei o televisor na saudosa SIC Comédia (agora a comédia da SIC é mais o José Castello-Branco a chamar "SUA PORCA!!!!!!" a um tourito bebé). Dei com o Cosmo Kramer , um rapaz de cabelo em pé, todo satisfeito porque tinham chegado os seus pêssegos preferidos à frutaria da esquina. Pensei cá p'ra mim: "Aqui está uma personagem que  gosta de fruta!".

Na noite seguinte, pela mesma hora, uma estranha sensação de vazio fez-me ligar maquinalmente o televisor. Lá estavam eles outra vez. Jerry, Elaine, Kramer, George. Quando percebi que Kramer não era apenas um tipo que gostava de fruta, comecei a perceber que aquela não era uma série de humor qualquer. E fiquei agarrado para toda a vida!

Não se explica "Seinfeld". É simplesmente e de longe a série de comédia mais absolutamente estratosférica de sempre. Ou melhor: não é a melhor, porque é simplesmente de outro campeonato! A dada altura a incomensurável diversão que Seinfeld proporcionava, mesclava-se com uma admiração brutal pelo talento dos argumentistas que engendraram tal gema. Rir e exclamar "Estes gajos, pá!!!", tornou-se uma rotina cá em casa, onde quase todas as noites se consomem religiosamente uns quantos episódios.

Não vale a pena descrever aqui a trama e o contexto da série. Quem conhece, sabe do que falo. Quem não conhece, fique a saber que quando Seinfeld passou pela segunda vez, prescindi de umas férias para poder gravar todos os episódios.

"Seinfeld" revolucionou a comédia, em boa parte por ter quebrado uma quantidade incomensurável de tabus. Uma amostra do episódio "O Nazi das Sopas":


Co-autor de "Seinfeld", Larry David é outro génio, que na série biográfica semi-ficcionada "Curb Your Enthusiasm" continua a reinventar a comédia e dar novos mundos ao mundo do génio. Este trecho é do episódio "Galinha Palestiniana":


Hoje o Público conta que Jerry Seinfeld é o comediante mais bem pago do mundo. Jerry e Larry continuam a ganhar dinheiro com a série, 15 anos depois do último episódio. Merecem inteiramente. 

E o que tem isto a ver com Israel? É que Jerry e Larry, são judeus, e o humor é um dos mais característicos traços de personalidade dos Judeus. Como diz uma personagem num dos episódios, foi isso que os ajudou a sobreviver durante 4 mil anos... :-)

2 comentários:

  1. Eh eh, tenho as temporadas todas em disco :)

    Embora para quem descubra a série agora esta não terá o mesmo impacto que teve para quem a viu quando saiu originalmente (foram muitas noites a dormir tarde devido ao tardio horário de transmissão na TVI). Quem descobre a série agora certamente apontará vários clichés e convenções já vistos em muitas sitcoms. No entanto, muitos desses clichés e convenções surgiram com o Seinfeld.

    Aliás, várias expressões usadas no Seinfeld entraram na linguagem popular americana da mesma forma que expressões do Herman José entraram na linguagem popular portuguesa ("não havia necessidade...").

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.