segunda-feira, 1 de julho de 2013

MILHÕES exigem LIBERDADE!

O Egipto está na rua porque é um país traído e amordaçado pela Irmandade Muçulmana.

A Publicação filo-muçulmana Público afirma que são 200 mil egípcios a pedir a demissão de Morsi (!). A Al Arabyia fala de milhões, a Antena 3 há pouco referiu 14 milhõesZaid Benjamin, no terreno, diz que são 17 milhões. As imagens e os abaixo-assinados mostram que são milhões:



Os manifestantes querem que o Islão seja no país apenas uma religião, não querem a Constituição substituída pela Sharia, o retrocesso civilizacional e  a barbárie. Nem querem que Obama continue a financiar a Irmandade Muçulmana:


Ver O Egipto e a Mordaça.

Ver Notícias do Egipto.

O Público não fez a hiperligação para este post. Vá lá saber-se porquê...

Actualização: No artigo de hoje (só para assinantes), a mesma jornalista já fala de "centenas de milhares". Está a melhorar...

2 comentários:

  1. «Filo-muçulmana»... Sem dúvida!

    ResponderEliminar
  2. Não se entende o encanto da Imprensa Ocidental pela Irmandade Muçulmana, a Al-Qaeda e outros grupos terroristas :( Não se entende a não ser na base do "os inimigos dos meus inimigos meus amigos são". O que é triste.

    I.B.

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.