quarta-feira, 3 de julho de 2013

O maior revés de Obama!


Nestes pendões afixados no Cairo, os democratas egípcios mostram o seu repúdio pela política externa dos Estados Unidos e o seu amor aos norte-americanos. Como se pode constatar, ser-se contra a ditadura do chamado Islão radical não é ser-se preconceituoso. Estas pessoas são árabes e muçulmanas e repudiam a ditadura islamista terrorista.


Obama andou quatro anos a favorecer a Irmandade Muçulmana, e agora  tem aqui o seu maior revés. O Exército do Egipto entra finalmente em cena, para impedir que uma vitória eleitoral permita a continuação de um poder despótico e terrorista.

"O presidente egípcio, Mohammed Morsi em prisão domiciliária"

Al Hayat TV, John Gregory para KABC, 3 de Junho:

     CAIRO (KABC) - O presidente egípcio Mohammed Morsi está oficialmente sob prisão domiciliária, depois de expirado o ultimato militar esta quarta-feira, relata a Al Hayat TV. (...) De acordo com a ABC News, a palavra prisão domiciliária provocou aplausos na Praça Tahrir.

     Esta medida surge quando o poder militar aperta o controle sobre as instituições-chave.

     Os militares estão estacionados na redaçcão de televisão estatal, perto das margens do rio Nilo, no centro do Cairo. Tropas foram colocados em serviços de produção de notícias.

     Oficiais do departamento de Informação do exército estão na redacção e monitorizam a produção, embora ainda não interferindo. Funcionários da TV, falando sob anonimato, confirmaram a ocupação.

     Este movimento indica a intenção dos militares para uma quase certa remoção do presidente islâmico do país.
ACTUALIZAÇÃO: Morsi foi deposto!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.