sábado, 13 de julho de 2013

"ESCUMALHA BRANCA!"

O termo "asiáticos", no Reino Unido, é o nome de código politicamente correcto para muçulmanos. 80% dos muçulmanos que vivem na Europa não trabalham, vivendo à custa dos contribuintes. Têm bastante vagar para andar por aí de carro a importunar pessoas que vão procurar trabalho para os sustentarem. Além do mais, a doutrinação de ódio que trazem das mesquitas, ajuda a actos RACISTAS como este.

Para a Imprensa britânica, a English Defence League  é que "racista" (apesar de ter por exemplo divisões judaicas e sikhs), e mesmo quando os seus membros são agredidos por muçulmanos, os muçulmanos vão em liberdade e os agredidos são presos. Acontece frequentemente as casas dos membros da EDL serem invadidas por islamistas raivosos e os seus membros serem espancados, e... presos a seguir pela polícia britânica, que cumpre assim a Sharia e castiga os infiéis!


CRIME: Ataque de bandidos a pai com o filho bebé

Peterborough Telegraph, Actualizado em 13 de Julho
 

UM PAI com seu filho bebé ficou ferido depois de ter sido atacado em plena luz do dia por bandidos racistas.

UM PAI com seu filho bebé ficou ferido depois de ter sido  atacado em plena luz do dia por atacantes racistas. Dois homens saíram do carro e esmurraram o  homem de 25 anos na cabeça depois de este lhes ter dito para não estarem a acelerar e a apitar enquanto atravessava a estrada nos semáforos. 
Os bandidos, que eram de aparência asiática e gritavam "white scum" (escumalha branca), agrediram o homem  com violência apesar do facto de a vítima estar a empurrar um carrinho de bebé com o seu filho de seis meses de idade. 
O pai, que pediu para sua identidade ser resguardada por medo de represálias, vive perto do local do assalto em Eastfield Road, e disse que agora está com medo de sair de casa.
A vítima declarou: "Estava a caminho de uma entrevista de emprego, e ia deixar o meu filho com um amigo."
"Estava a atravessar nos semáforos e umas pessoas num carro começaram a apitar, e então eu dirigi-lhes algumas palavras."

"Pararam o carro e correram em direcção a mim, gritando-me coisas como" escumalha branca".

(...)

"Estava mais preocupado com o meu filho do que qualquer coisa."

(...)
Ela apelou a todas as testemunhas, em particular um motorista que se lembrava de parte do número de matrícula do carro do atacante, mas este deixou o local sem dar detalhes do seu contacto.
Um porta-voz da polícia de Peterborough disse que o incidente, que ocorreu na terça-feira ao meio-dia, está a ser investigado.
Qualquer pessoa com informações sobre o ataque telefone sff para a polícia Peterborough em 0845 456 4564

3 comentários:

  1. Parabéns pelo seu blog.

    Vi que há várias acusações de incitamento ao ódio contra o seu blog. Mas pesquisando, não encontrei um só exemplo de incitamento, mas apenas apresentação de vídeos e notícias comentados.

    Boa sorte.

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelo apio, Aprendiz

    Somos dois agora, eu e o Extremista Moderado, e nunca por nunca ser incitamos ao ódio, explícita ou implicitamente. Apelamos sim a que se trave o avanço do islamismo radical/supremacismo islâmico, sempre e só por meios legais e pacíficos.

    E não por ser o islamismo. Mas por ser um movimento terrorista que causa enormes danos nos países de origem e nos nossos.

    Abraço,

    Israel Bloom

    ResponderEliminar
  3. EStive isrrael no sabat e fui comer e não fui mortoSe fosse num país muçulmano era morto se comesse de de dia no ramadã

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.