domingo, 27 de julho de 2014

Os mortos civis que o Al-Público não refere

Na sua campanha de ódio anti-semita, devido ao seu amor ingénuo pelo islão romântico de Photoshop para ocidental ver (que se aproveita do infantil complexo de Édipo da esquerda ocidental perante a progenitura cultural do Ocidente do judeo-cristianismo), o Al-Público continua selectivo na sua escolha das "vítimas" de Gaza que noticia.


O contexto mental freudiano da esquerda ocidental

Estas, por exemplo, nunca serão noticiadas pelo mesmo: Hamas usa cessar-fogo para executar 25 "palestinianos" suspeitos de colaborarem com Israel durante trégua "humanitária". Onde está a esquerda, e o Al-Público, a se indignarem com estes assassínios extra-judiciais? Nada, de facto, de mostrar o que o Hamas é. Ok? É que se se mostrasse, as pessoas podiam dar-se conta de que a narrativa mitológica do "islão" benigno que é incompreendido por todos é exactamente isso: um mito propalado para passar a ideologia do relativismo cultural e religioso que está a matar, no Ocidente, a matriz identitária deste.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.