terça-feira, 29 de julho de 2014

Auto-mutilação

Ontem quando mais uma histeria colectiva nos media alinhados com o Hamas veio dizer que Israel tinha bombardeado o hospital Al-Shifa em Gaza (ou pelo menos, e nesta notícias corrigida pelo menos 2 vezes ao longo do dia 28 de Julho, não identificando os responsáveis por tal acto, dando, assim, a entender que fora Israel), pareceu-me, de imediato, que se estavam a precipitar, não menos porque o Hamas, sempre ávido em fazer sightseeings pelos cenários pallywoodescos com os jornalistas (por mais que, ou devido ao facto de, estes estarem a ser intimidados e ameaçados), impediu que os jornalistas se aproximassem do local. Está confirmado que se precipitavam. Imagens de satélite, que este still frame exemplifica delineando o que se vê no filme, comprovam-no.


Onde estão os berradores da esquerda a pedir ao Hamas para deixar de auto-mutilar o povo que diz querer defender? A pedir que o Hamas deixe de matar civis inocentes em Gaza? E onde estão os jornalistas a pedirem para poderem trabalhar livremente? Não estão, pois não? isso mostra, mais uma vez, a sua hipocrisia e demagogia e, sobretudo, o seu inveterado anti-semitismo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.