sexta-feira, 1 de agosto de 2014

"O Hamas não queria esta guerra"

 
 
a delicada jornalista do Al-Público teve mais uma epifania de mentiras filo-hamas

Nem sem bem como é que este libelo propagandístico camuflado como uma notícia me passou desapercebido mais de uma semana. Imagino que será por a publicação em que surgiu ser uma tal cascata de textos filo-islâmicos de desinformação que mesmo um rio da dita possa passar inadvertido. De que publicação se trata? o Al-Público, é evidente. Poderiam haver dúvidas?
 
 
o órgão oficial de (des)informação do Hamas em Portugal 
ainda dá dinheiro para o mesmo?
  
Como nós sabemos, o Hamas criou uma complexa e multimilionária rede de túneis para atacar Israel, que se estima ter absorvido 40% do orçamento do governo (ilegal) do Hamas, mas a autora daquele libelo afirma categoricamente, certamente fruto de "inside informations", que «O Hamas não queria esta guerra». Não, tais túneis eram, está-se mesmo a ver, para ir comprar vegetais nos kibutz de Israel.
 
Como sabemos, o Hamas foi acumulando e acumulando armamento cada vez mais sofisticado provindo da Síriado Irão, mas a autora daquele libelo afirma categoricamente, certamente fruto de "inside informations", que «O Hamas não queria esta guerra». Não. Nada disso. Tal armamento era para atacar o Egipto.
 
Como sabemos, o Hamas tem formado os seus terroristas na Malásia para efectuarem ataques em parapentes sobre Israel, mas a autora daquele libelo afirma categoricamente, certamente fruto de "inside informations", que «O Hamas não queria esta guerra». Não. Nada disso. Tal formação era apenas para se prepararem para quando o parapente se tornar uma modalidade olímpica.
 
Como sabemos... ou melhor: como julgávamos saber, pois deve ser totalmente falso que, como disse Daniel  Pipes (especialista no Médio Oriente), «provindo do nada, em 11 de Junho, o Hamas, rompendo uma trégua relativa desde Novembro de 2012, começou a lançar rockets».
  
 
somos todos burros menos a senhora Sofia "amo Saddam" Lorena

3 comentários:

  1. VERGONHA! Esse jornal é uma VERGONHA!

    Mas não apenas esse órgão de desinformação. Quase todos MENTEM descaradamente. Os terroristas do Hamas matam a sua própria gente e eles dizem que foi o IDF. Até repórteres usam como escudos humanos. Os vídeos andam aí às carradas, no Elder of Zyon, nos sites do IDF, no Israel Video Network, neste blog, na Lura do Grilo, no omnipresente youtube!

    Manuel Costa

    ResponderEliminar
  2. Caro Fernando

    É completamente verdade que o Hamas não queria esta guerra: queria mandar misseis, bombas, comandos assassinos e não ter nada de volta em troca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nessa perspectiva tem toda a razão, caro Lura do Grilo.

      Fernando

      Eliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.