sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Hamas admite intimidação de jornalistas

Fresco, fresquinho. Isra Al-Mudallal, porta-voz do Hamas para as relações internacionais, admitiu numa entrevista à al-Mayadeen TV do Líbano que o Hamas sistematicamente intimidou os jornalistas que reportavam o lançamento de rockets e misseis sobre Israel, acusando-os de, estando a fazer isso, serem imorais (mais uma prova que dizer a verdade para um muçulmano, quando isso não lhe convém, é imoral, talvez por no islão não haver nada como os "dez mandamentos" e Maomé ter, na sua vida, rompido todos os dez). Aos repórteres que não cediam a essas ameaças (que tanto consolariam certas pseudo-jornalistas nacionais), o Hamas deportava-os de Gaza.
 
Onde está a denuncia, por parte dos jornalistas ocidentais, desta prática? Salvo raras excepções, pura e simplesmente não está. Mais um sinal de que o jornalismo está a morrer.


vídeo com a transcrição da MEMRI.tv
 
 
 
a senhora Isra Al-Mudallal concentradíssima...
... para não voltar a dizer a verdade à frente de milhões

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.