domingo, 25 de maio de 2014

O princípio do Fim


www.rescuechristians.org


Clique no logo e aceda ao site do ex-terrorista islâmico Walid Shoebat, em defesa dos cristãos, vítimas do maior Holocausto da História, agora a decorrer, e para o qual o Papa Francisco não tem uma palavra - não nos pergunte porquê!

Enquanto por todo o mundo islâmico os cristão são chacinados, torturados, perseguidos, abatidos em matadouros e comidos (vide Síria), o Papa Francisco foi a Israel, país actualmente reduzido a menos de 4 vezes o tamanho de Portugal, que perdeu 88% do seu território quando este foi dividido "irmãmente" com os ocupantes Árabes. 

Enquanto os judeus voltam a ser perseguidos em todo o mundo, e mandados para a terra deles, o mesmo Mundo exige que a terra deles (a amarelo), Israel, seja entregue aos terroristas! Israel cabe dentro do nosso Alentejo!

E disse que tem que se fazer dois Estados. Outra coisa não quer Israel, desde sempre, mas o Mundo Islâmico não reconhece a existência de Israel, porque terra conquistada para Alá, será sempre muçulmana, pelo Alcorão. E porque odeiam, acima de tudo, os Judeus.

Agora: partir o que resta de Israel ao meio? Para os muçulmanos darem cabo de Israel de vez? Eles que desde há 66 anos vêem Israel como uma espinha infiel cravada naquele mar de tiranias islâmicas? Eles que desde há 66 anos não param de lançar guerras e ataques terroristas contra Israel, os 12% da Terra Santa que coube ao seu povo nativo, os Hebreus?

O Médio Oriente é 660 vezes maior que Israel, mas todo o território que Israel dá para esse Estado «palestino» inventado pelo nega-terrorista Arafat, é anexado por nações árabes! Se Israel aceitar prescindir de mais território, os terroristas ficarão com campo livre para o assalto final. Nunca até hoje aceitaram nenhum acordo de paz e violaram todas as resoluções de paz. E por força de São Petróleo, o Mundo insiste em tentar chamar à razão radicais religiosos, terroristas sem cura!

Vimos na RTP, a lata dos islamistas a darem vivas ao Papa, que discursava à frente de um painel com uma cena da Natividade, e um Jesus Menino envolto num lenço à Arafat. Como se eles tivessem algum respeito pelos cristãos ou pelos infiéis em geral!




"O Papa na cerca de segurança:  esperemos que ele estivesse a rezar pelo fim do terrorismo islâmico, para a cerca poder ser demolida."

Papa Francisco na Terra Santa

• Os terroristas islâmicos andaram em campanha de intimidação, na véspera da visita do Papa, aterrorizando como de costume os cristãos locais em Belém. O Sunday Times, de Londres descreve a intimidação descarada:
A controvérsia ameaça ofuscar a visita do Papa a Belém hoje, onde vai descobrir a situação de uma comunidade cristã que vai diminuindo e vive intimidada pelos vizinhos muçulmanos.


Francisco I e um jovem adepto do 'Barça'
"Eu sinto-me como se já não estivesse num lugar cristão", disse Samir , o proprietário de uma loja de venda de ícones ortodoxos, que foi atacado por um grupo de muçulmanos na Praça da Manjedoura No início deste mês .
O grupo, vestido com túnicas brancas, tomou a entrada da Igreja da Natividade e distribuiu exemplares do Alcorão. Ordenou aos crentes cristãos para adorarem antes Alá.
Samir é um dos muitos a associar tais incidentes com o surgimento de grupos militantes da Al-Qaeda que pregam uma versão radical do Islão na Cisjordânia. "Eles vão expulsar-nos do nosso próprio país", disse ele amargamente.

Shimon Peres e Mahmoud Abbas aceitaram o convite papal para visitar o Vaticano no próximo mês para rezarem juntos pela paz.

Só um milagre pode tornar Abbas num homem de paz, fazê-lo renunciar ao terrorismo e ao ódio. Não acreditamos em milagres, papa Francisco. E esperamos que os israelitas também não, porque se caírem na esparrela de dar aos terroristas o último território vital para sua sobrevivência - a Judeia e Samaria, a que os inimigos de Israel chamam Cisjordânia - será o fim de Israel.
 

O Papa fez uma paragem improvisada na barreira de segurança, e os parágrafos de chumbo como este (por Ruth Pollard do Sydney Morning Herald) não demoraram muito a chegar:

"Em pé, debaixo de uma torre de vigia de Israel, o muro de separação pairando sobre ele, o líder de1,2 biliões de católicos estendeu a mão e tocou a barreira de cimento com metros de altura, que se tornou um símbolo da repressão aos palestinos."
A barreira de segurança tem servido (com êxito, Deus seja louvado!) para conter a sangria de ataques terroristas contra os israelitas. Quando as crianças israelitas iam pelos ares todos os dias, estes jornalistas bocejavam. Fez-se a barreira, e saem os parágrafos inflamados e as comparações com o Muro de Berlim. Esse muro servia para manter os cidadãos dentro do Inferno comunista. Este serve para não deixar entrar os terroristas islâmicos!

O Herald traz um artigo sobre o impacto da barreira de segurança para os cristãos de Belém. Está repleto de citações de palestinos, mas nunca explica porque é que Israelteve que erguer essa vedação - que é, aliás, idêntica à de muitos países do Mundo, obrigados a proteger as suas fronteiras.

E está dado o tom para a cobertura da visita papal. Nos grandes media ninguém falará, como ninguém nunca fala, do terrorismo islâmico que fustiga Israel. Ninguém falará das vítimas israelitas e dos métodos dos terroristas, que fazem dos seus filhos bombas humanas e escudos humanos. Ninguém dirá que os Árabes em Israel foram um de muitos invasores, e que Israel é o povo nativo, que se contenta com uma lasca do seu território, sempre na esperança da paz. 


É uma longa história de ódio irracional, o ódio aos Judeus. São milénios de ódio sem outro motivo que não ele mesmo.

Israel, por favo, não te suicides! 


P.S. - Obrigado às centenas de amigos que nos prestigiam com a sua visita. Nós somos gente humilde, de trabalho, com pouco vagar. Temos pena de não poder fazer mais por Israel e por todas as vítimas da barbárie.

P.P.S. - Ainda bem que  este blog apelou ao voto e  denunciou o apoio do BE ao terrorismo islamista. A abstenção nem foi muito grande, o Bloco foi com os suínos (queria uma "intifada de votos", tem que se contentar com as pedras de haxixe!), e o Seguro boquinha de mel ganhou, o que promete excelentes momentos  de humor cor de rosa negro! Ficamos felizes pelo contributo que demos :-)



Berloque de Esquerda: tomem lá a"intifada"!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.