segunda-feira, 30 de junho de 2014

A dimensão da barbárie

  
 Isto dá bem a dimensão da barbárie dos islamistas e de quem os apoia.
Mais uma vez vemos Obama opta pela grotesca equivalência moral entre Israel e os "palestinos", na sequência do assassinato dos três adolescentes judeus. E é apenas o começo. Não importa o que Israel faça agora, Obama vai exortá-lo a exercer a "moderação" e condenar todas as operações que realize.
Haverá um protesto internacional, alimentado pelos media mainstream, contra a resposta "desproporcional" de Israel para capturar os assassinos jihadistas dos pobres pequenos


Netanyahu promete que "Hamas vai pagar", depois de os corpos dos três adolescentes israelitas sequestrados terem sido encontrados

Se os
adolescentes israelitas sequestrados e assassinados fossem "palestinos", haveria forte clamor internacional, com exigências da ONU e dos EUA para acções decisivas para encontrar e punir os responsáveis​​, juntamente com exigências de muitos quadrantes para acções contra Israel. Neste caso, não haverá nada disso. Em vez disso, haverá inúmeras exigências para Israel mostrar "moderação".

1 comentário:

  1. É claro que Obama tenta por panos frios,afinal ele tem o pé na cozinha dos palstinos

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.