sábado, 21 de junho de 2014

O Riso da Besta


Terrorista Muhammad Nazal, membro da Comissão Política do grupo terrorista Hamas, congratula-se com o sequestro. Não passa na TV Ocidental. Passa na TV do Hamas.



"A RTP relata as operações de Israel para descobrir as crianças raptadas pelos belicosos vizinhos. Mas não lhe falta a vergonha afirmando "não poupam mulheres e crianças": parece que andam a matar como matam os palestinianos. Não poupam nas revistas às pessoas: é o que é! E com razão: é que mulheres e crianças são usadas para levar cintos com explosivos de forma a matar israelitas sem olhar a sexo ou idade."
 in Inenarráveis - Lura do Grilo




Nas ruas e na Internet, os fãs do terrorismo celebram o rapto de Eyal, Naftali e Gilad


Na quinta-feira à noite, os terroristas do Hamas sequestraram três adolescentes israelitas na Judeia e Samaria. Há mais de uma semana que as Forças de Defesa de Israel realizam uma operação a fim de localizar os adolescentes, tendo já detido terroristas e apreendido armas, bombas e munições em grande quantidade.

Os 'palestinos' e os admiradores do terrorismo anti-Israel celebram efusivamente o rapto. A Imprensa, tem aproveitado para inverter a história, e, para não variar, fazer das vítimas os maus da fita, e vice-versa. É o caso da RTP, a Televisão que todos pagamos (Linha de Atendimento ao Espectador e Ouvinte: 707 789 707.



  Terroristas celebrando

 
Segundo o blog das Forças de Defesa de Israel, "ao saberem do rapto, os palestinos distribuíram doces nas ruas e mensagens foram postadas na Internet a louvar a acção terrorista". O blog tem slideshows com as manifestações de regozijo islamista pelo sequestro.

O terrorista Mhammoud Abbas foi dos primeiros a regozijar-se com o sequestro, postando um cartune em que comparava os três rapazes a ratos:




Na sexta-feira, os 'palestinos' iniciaram uma campanha no Facebook, a expressar apoio ao sequestro terrorista. Muitos mudaram os seus perfis no Facebook, postando fotos de três dedos, com a intenção de representar os adolescentes sequestrados:


Na Imprensa, o festim de difamação prossegue, como relatámos nestes posts, por exemplo:

Euronews malha em Israel - as usual

Abbas chama "ratos" aos adolescentes raptados

 Assim se paga o Mal 

ALGUNS EXEMPLOS DO CULTO DO MAL, NAS CELEBRAÇÕES ISLÂMICAS DE MAIS ESTE ACTO TERRORISTA:


O momento em que foi conhecido o sequestro

 


De pequenino se fanatiza  menino (e a menina)

 

Viva a Religião da Paz!

 


O riso da Besta

 They blow up so fast...

Só existe uma nação islâmica: o Califado!

 O assalto à inocência

 



Os 'media' infiéis (incluindo o Facebook, inventado por um judeu apoiante de Israel), servem bem os desígnios de propaganda dos supremacistas islâmicos.

 Gente boa...

 

Os Anonymous estão em todas; se é terrorismo, é "chique". 

 

Sempre a glorificação do Mal

 



A inversão de valores típica da extrema-esquerda e do supremacismo islâmico


O problema dos muçulmanos com Israel não é território. Israel é a centésima parte do Médio Oriente (o seu território actual, pois roubaram-lhe 88% no plano de partição do Mandato Britânico e Israel já cedeu mais de 2/3 em troca da Paz que nunca virá). 

O mundo islâmico é 660 vezes maior que Israel. Israel é do tamanho aproximado do Alentejo. Se os bons muçulmanos quisessem, pegavam nos 88% de Israel que lhes foi dado de mão beijada, e criavam lá o seu Estado Islâmico. Mas não querem! Querem apenas e só a erradicação de Israel do mapa e a Solução Final para os judeus.

O Islão, como é praticado por boa parte dos muçulmanos, é como o Nazismo. 



PORQUE APOIAMOS ISRAEL:

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.