terça-feira, 10 de junho de 2014

Mark Twain e os Judeus




Texto de Mark Twain:  

"A respeito dos judeus" 
Se as estatísticas estão correctas, os Judeus constituem apenas 1% da raça humana. Ele são como um sopro ténue de poeira de estrelas, perdido no brilho da Via Láctea. Mal se ouve falar dos Judeus; mas ouve-se, e sempre se ouviu, falar deles. Ele são tão proeminentes no planeta como quaisquer outras pessoas.

 As suas contribuições na lista mundial de grandes nomes da Literatura, Ciência, Arte, Música, Finanças, Medicina, estão além da proporção que a fraqueza do seu número sugere. Ele labutaram admiravelmente no Mundo, em todas as épocas; e fizeram-no sempre com as mãos amarradas atrás das costas.

Os Egípcios, os Babilónios, os Persas, brilharam, encheram o planeta de som e esplendor, e em seguida, desvaneceram-se em sonhos - e passaram; seguiram-se os Gregos e os Romanos, que fizeram muito barulho, e foram-se; outros povos surgiram e seguraram a sua tocha por algum tempo, mas esta consumiu-se, e agora vivem no crepúsculo, ou desapareceram...


Todas as coisas são mortais, menos os Judeus; todas as outras forças passam, mas eles permanecem.
Qual será o segredo da sua imortalidade?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.