domingo, 15 de junho de 2014

De Mosul ao Califado Global

 

 Robert Spencer fala hoje sobre a queda do Iraque e os passos largos para o Califado Global

O Iraque e a vertigem do fanatismo - PÚBLICO

Este vídeo é de 12 de Junho de 2014 e mostra uma multidão de iraquianos em fervoroso apoio ao grupo terrorista ISIS, que luta pelo Califado Global, enquanto um dos líderes da organização faz um discurso. O líder do ISIS terminou os seus comentários com uma rajada de balas, perante os aplausos da multidão:


Líder do ISIS (Estado Islâmico do Iraque e Levante, ligado à al-Qaeda): "Vamos estabelecer um Estado governado pelo Alcorão e pela Sunnah! Por Alá, nós faremos a nossa Jihad, só para apoiar a religião de Alá!".

Tudo quanto é gente bem pensante dirá que tudo isto se deve à pobreza e à ignorância (apesar de o chefe do ISIS, Abu Bakr al-Baghdadi, ser doutorado em estudos islâmicos), e que eles não entendem bem o Islão (apesar de os mais destacados clérigos muçulmanos pregarem a guerra e a morte dos infiéis).

É a narrativa politicamente correcta: "O especialistas dizem que o Islão é pacífico, e que estes indivíduos é que não o percebem bem. Por isso, está tudo bem! Podemos dormir descansados!".



Transcrição do vídeo:


    Comandante ISIS mascarado, acenando com uma metralhadora: "Por Alá, nós faremos a nossa Jihad só para apoiar a religião de Allah".

    Multidão: "Allah Akbar!".

   Terrorista do ISIS: "Derrotaremos os americanos e seus aliados!" ...  
    Multidão: "Allah Akbar!".
   
   Terrorista do ISIS: "Derrotaremos os americanos e seus aliados!" ...

  Terrorista do ISIS: "Pela vontade de Alá, estabeleceremos um Estado governado pelo  Alcorão e pela Sunna!"
Multidão: "Allah Akbar!"
Terrorista do ISIS: "Todos vocês, honrados muçulmanos, são os soldados do Estado islâmico!".
          Multidão: "Allah Akbar!"

          Etc..

Não são meras palavras de ordem. A jihad global prossegue, com o blackout amigo dos media, ao ritmo de 23159 ataques desde o 11 de Setembro, causando mais mortes (só mortes) por ano do que a Inquisição causou em 350.

Em sites como Jihad Watch, ou Bare Naked Islam (entre tantos outros), poderemos encontrar notícias como esta:

"Cabeças decapitadas de polícias e soldados juncam as bermas das estradas de Mosul, onde o ISIS impõe a Sharia. Bagdad promete resistir"
 Jill Reilly e Kieran Corcoran, Daily Mail, 12 de Junho, 2014

- Ontem o ISIS executou 12 imãs iraquianos que não partilhavam da sua visão violenta da jihad. 


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.