quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Obamatório X Obamania



Barack Hussein Obama: "Estarei sempre ao lado dos muçulmanos, se os ventos políticos tomarem uma má direcção".

pág. 261 de "A Audácia da Esperança"

Nunca pensámos vir a ter visitas diárias na ordem das duas mil, neste pequeno blog, escrito por gente simples - mas honesta, que nunca faz uma formação sem a comprovar devidamente. Contudo, o nosso sonho era que este blog fosse progressivamente perdendo visitantes, em favor de outros que lhe são muito superiores. 

Temos alinhavado alguns apontamentos sobre o muçulmano queniano esquerdista Barack Hussein Obama (ver etiqueta com todos os artigos sobre o islamista), esse deus na Nova Religião do Politicamente Correcto, do Islamismo e do Socialismo. 

A jornalista norte-americana Eman Nabih chama-lhe sem rodeios O Terrorista da Casa Branca. 

O Senador republicano Joshua Black desde há muito que pede que Barack Hussein Obama seja enforcado por alta traição e apoio ao terrorismo.

Na verdade, Obama tem dado apoio militar, político e financeiro a grupos terroristas islâmicos como a Irmandade Muçulmana (e à sua tirania no Egipto), ou ao Free Syrian Army, filiado na Al-Qaeda

Obama é apenas a ponta de um iceberg, que inclui gente como Hillary Clinton ou John Kerry. Sob a administração Obama, as mortes de militares norte-americanos multiplicaram-se, e enquanto o pessoal norte-americano é massacrado além-mar, o presidente joga o seu golfe

Obama tem libertado os terroristas detidos em Guantánamo (que logo regressam à única coisa que sabem fazer na vida), e tem retirado as tropas de todos os países onde os norte-americanos se sacrificaram pela paz global, apenas para que os islamistas tomem de imediato o poder.

É notório também o empenho de Obama na jihad contra Israel - ou não fosse ele um bom muçulmano, que recebe o mano terrorista Malik na Sala Oval, tem o seu gabinete cheio de membros da organização terrorista Irmandade Muçulmana, e fez dos Estados Unidos os líderes mundiais do Holocausto global dos cristãos (nas repúblicas islâmicas, os judeus já foram todos massacrados). 

Está tudo neste post: 

Não seja modesto, senhor Presidente!


No final do mandato de Obama, os Estados Unidos terão uma população estimada em 100 milhões de muçulmanos (o dobro da Europa), o que assegurará sucesso da guerra demográfica que o Islão declarou ao Mundo.

Obama é - repetimos - muçulmano, queniano e socialista/comunista. Todas as pessoas que sabem da sua verdadeira nacionalidade e filiação ideológica têm "aparecido" misteriosamente mortas.

Sob Obama, os Estados Unidos transformaram-se. De superpotência líder do Mundo Livre, são uma anedota global e um país em plano inclinado para a barbárie. São também o Estado líder no patrocínio do terrorismo islâmico global. Nos Estados Unidos, a VERDADE passou  ser proibida. Atentados como os da Maratona de Boston, poderiam ter sido evitados, se não houvesse ordens do terrorista da Casa Branca para esconder a VERDADE:

Obama Bane a VERDADE - 1

Obama Bane a VERDADE - 2

Obama Bane a VERDADE - 3

 

Tudo isto e muito mais a Imprensa mainstream omite. A fechar os Telejornais, podemos ter as últimas tropelias do Bo, o cão de água português dos Obama, o Barack a ir às compras, ou as últimas arengas da Primeira-Terrorista sobre a obesidade infantil. Enquanto isso, o Mundo afunda-se. E o apresentador do noticiário despede-se com um sorriso enternecido. Além do mais, há que segurar o empregozinho, que a vida está difícil.

Neste blog, Obama é apenas uma secção. No OBAMATÓRIO, a histeria Obamaníaca, a entourage do terrorista da casa Branca, e a nova religião do politicamente correcto loonie-lefty, são sistematicamente dissecadas e expostas, em toda a crueza da sua estupidez. Aconselhamos vivamente:


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.