segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Comunidade Islâmica de Lisboa ameaça Portugal


"Está na hora meus irmãos. Está na hora de demonstrar ao mundo a força do islamismo e de combater os infiéis! O plano está traçado e preparado. Iremos tomar conta de portugal e deste povo fraco e levaremos o nosso Islão ao mais elevado patamar do desejo do Senhor!"
Quando tomei conhecimento, por amável alerta de um leitor, desta exortação à jihad publicada no site da Comunidade Islâmica de Lisboa, fiquei sem palavras. Faço minhas as da Lura do Grilo:
"Pretensos piratas hackearam o site da Comunidade Islâmica de Lisboa com propaganda e tentativas de recrutamento jihadista. A dita comunidade nada fez para suspender o site e o Sr Vakil ainda vem, a reboque da TVI, fazer a catequese que a jihad não é exercer violência, intimidação, tortura e morte a todos aqueles que eles entendem.

A lata do Sr Vakil, com a ajuda da TVI, conseguiu duas coisas: ajudar a promoção da causa jihadista no site e enganar aqueles que não conhecem o verdadeiro islão. Isto é um teste às autoridades portuguesas e estas que abram os olhos e reajam quanto antes.

O islão tem o espírito de matilha: quando um ataca todos vão ajudar à festa. A violência e o ódio promovem e contagiam a violência e o ódio: eles sabem-no. Eles sabem-no ... eles usam com destreza a táctica!"
Já atiraram o barro à parede. E COLOU! O cerco aperta-se...
 O que pensam os muçulmanos comuns:


À medida que a islamização avança, os testes e as operações de intimidação multiplicam-se. Jovens muçulmanos, já com anos de lavagem cerebral em cima, percorrem as ruas da Europa (onde já há pequenos Estados islâmicos onde infiel não entra e onde vigora a Sharia) com gritos supremacistas de Allahu Akbar, incomodando (e por vezes atacando) os nativos:

1 comentário:

  1. Iran executes man for heresy: convicted of insulting prophet Jonah and making ‘innovations in religion’ through interpretations of Qur’an

    http://www.theguardian.com/world/2014/sep/29/iran-executes-man-heresy-mohsen-amir-aslani

    ResponderEliminar

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.