domingo, 14 de setembro de 2014

Gaza - o "civil inocente" do dia

A 24 de Julho, o "Centro Palestino para os Direitos Humanos", disse que o IDF/Forças de Defesa de Israel, mataram Mohammed Barham Abu Draz, a quem chamaram um "civil".
O "civil" Draz era membro das Brigadas Al Qassam, uma das ramificações do bando terrorista Hamas, O terrorista Draz já tem uma página de facebook em sua homenagem.
 (A tecnologia infiel, e esta rede social, inventada por um judeu e Sionista convicto, são bastante apreciados pelos puros islamistas, que odeiam tudo no nosso modo de vida e preferem o século VII muçulmano...).
Este foi um dos terroristas abatidos pelo Exército de Israel na Operação Protecção Limite, que decorreu em Julho e Agosto, na sequência de milhares de mísseis disparados desde Gaza sobre áreas civis israelitas, e de diversos assassinatos de crianças, mulheres e homens, civis e militares.
Aqui temos o terrorista Draz, a debitar a sua profissão de fé no ódio aos judeus e a Israel, o amor à morte, a esperança no paraíso, o desejo de massacrar tantos judeus quanto possível, a cantilena que já conhecemos de gingeira:

 

E aqui, temos o terrorista Draz com o líder dos terroristas do Hamas, o corruptilionário Ismail Haniyeh, e outros assassinos, que vivem refastelados nos seus jactos particulares, nas suas mansões e nas suas fortunas (que os ocidentais alimentam), enquanto mandam os conterrâneos morrer e matar judeus:


No dia a dia envergam o uniforme. Mas durante os confrontos como a operação recente de Israel, andam à civil e misturam-se com a população. Conseguem assim:

a) Passar por civis, enquanto combatem, dificultando extraordinariamente a tarefa do IDF.

b) Contar como vítimas "civis", aos olhos da Imprensa internacional (aliás sempre pronta a alinhar no jogo).

Quem vê nos noticiários estes "civis" mortos, ou as crianças que eles usam como escudos humanos, quem desconhece a realidade e toma como bom tudo o que a TV diz, revolta-se contra Israel. É isso que os terroristas e os media pretendem.

Se é novo aqui, veja ou reveja este post, sff:

Porque morrem os 'palestinos'


No dia em que os media deixem de dar cobertura a esta FARSA, será meio caminho andado para a resolução deste conflito. Os actos terroristas do Hamas e quejandos, destinam-se primeiramente a satisfazer a sede de sangue infiel, e logo a seguir a publicitar a causa da extinção de Israel perante o Ocidente ingénuo.

Este post foi retirado do incansável Elder of Zyon.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja bem-vindo a esta caixa de comentários quem vier por bem.